Mercado fechado

Ação da Braskem desaba após prejuízo no 3º tri; Bradesco BBI corta para "neutra"

SÃO PAULO (Reuters) - As ações da Braskem recuavam fortemente nesta quarta-feira, após a petroquímica reportar na noite da véspera prejuízo de 1,1 bilhão no terceiro trimestre, ante lucro de 3,5 bilhões de reais um ano antes, refletindo queda nas receitas e aumento nos custos.

Em teleconferência sobre o balanço, executivos da empresa afirmaram que veem os spreads petroquímicos andando de lado no quarto trimestre até o momento, apesar de perspectiva de algumas quedas.

Às 10:58, os papéis caíam 5,94%, a 29,75 reais, entre as piores performances do Ibovespa, que cedia 0,61%. No pior momento, as ações chegaram a 29,22 reais.

Os analistas do Bradesco BBI Vicente Falanga e Gustavo Sadka avaliaram que a Braskem apresentou resultados "muito fracos" em razão de "forte retração" nos preços das resinas, exportações "significativamente menores" e um efeito de repasse de custos dos preços mais altos da nafta.

Após o balanço, eles cortaram estimativas para os resultados da companhia, bem como a recomendação para as ações a "neutra" e o preço-alvo de 62 reais para 35 reais, citando queda nos preços das resinas e expectativas de contínua deterioração dos preços nos próximos trimestre.

"Com as eleições presidenciais encerradas, acreditamos que as chances de venda da Braskem tenham diminuído significativamente", acrescentaram em relatório a clientes, afirmando que seu cenário base é de que a Petrobras não venderá sua participação de 36% na petroquímica.

"Portanto, encontrar um comprador disposto a se unir sob a atual estrutura de acionistas torna-se mais difícil."

E mesmo que a transação se concretize pela participação de 38% da Novonor --o que geraria direitos de 'tag along' de 100% para os acionistas minoritários--, eles afirmaram acreditar que o preço a ser pago pelos compradores não ficará próximo aos níveis mencionados anteriormente pela mídia.

Na teleconferência desta quarta-feira, o diretor financeiro da Braskem disse que a companhia está na expectativa de que negociações para a venda da fatia da Novonor na empresa comecem "logo menos".

(Por Paula Arend Laier)