Mercado fechado
  • BOVESPA

    105.069,69
    +603,45 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.597,29
    -330,09 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,22
    -0,28 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.782,10
    +21,40 (+1,22%)
     
  • BTC-USD

    49.341,44
    +896,89 (+1,85%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.367,14
    -74,62 (-5,18%)
     
  • S&P500

    4.538,43
    -38,67 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.580,08
    -59,71 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.122,32
    -6,89 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    23.766,69
    -22,24 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.029,57
    +276,20 (+1,00%)
     
  • NASDAQ

    15.687,50
    -301,00 (-1,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3953
    +0,0151 (+0,24%)
     

9 remakes e remasters de jogos que deram errado

·7 min de leitura

Remasters e remakes são ótimos meios para apresentar jogos antigos a um público mais novo; afinal, nem todos tiveram acesso a games que foram lançados anos atrás. Entretanto, nem sempre essas recriações ficam melhor que os originais — às vezes, ficam até piores.

Isso pode acontecer por uma série de motivos: falta de orçamento, perda do código-fonte original, corte (ou adição) de conteúdo, e é claro, gráficos feios. Por isso, o Canaltech preparou uma lista com os piores remakes e remasters já feitos no mundo dos videogames.

Concorda com a lista? Lembra de algum outro jogo que não foi mencionado? Compartilhe conosco através das redes sociais.

9. Resident Evil 3

Resident Evil 2, de 2019, foi um dos remakes mais aclamados pela crítica, chegando a ser indicado a Jogo do Ano no The Game Awards. Era de se esperar, portanto, que o remake de Resident Evil 3 fizesse jus a essa grandeza. Infelizmente, não foi o que aconteceu. Apesar de trazer novas mecânicas de gameplay e um ar mais hollywoodiano ao jogo, o game cortou locais completos, como a torre do relógio, e as escolhas que o jogador precisava fazer durante as cutscenes, as quais ramificavam a história e possibilitavam diversos finais. Outra decepção foi o Nemesis: esperava-se um inimigo tenso e perseguidor como o Mr. X, mas ele apenas ficou mais agressivo — e com um lança-chamas.

É um jogo bom e divertido, e deve agradar quem não jogou o primeiro. Porém, os fãs de longa data ficaram com um gostinho amargo na boca — principalmente ao compará-lo com Resident Evil 2.

Resident Evil 3 foi lançado em 2020 para PlayStation 4, Xbox One e PC.

Um jogo com muito potencial perdido (Foto: Divulgação/CAPCOM)
Um jogo com muito potencial perdido (Foto: Divulgação/CAPCOM)

8. Conker: Live & Reloaded

Live & Reloaded é um remake de Conker's Bad Fur Day, lançado para Nintendo 64 em 2001. A história acompanha um esquilo que só quer voltar para casa após uma noite de bebedeira. Pela sinopse, dá para perceber que, apesar do seu visual cartunesco e fofo, o jogo foi projetado para um público adulto, contendo muitos palavrões, violência explícita, sangue e animais explodindo.

Apenas dois anos depois, foi anunciado um remake do jogo, chamado Conker: Live & Uncut, o qual teria gráficos atualizados, roteiro sem qualquer censura e conteúdo adicional cortado do game original. Porém, a realidade foi outra: agora chamado Live & Reloaded, o título cortou muitas falas, piadas e animações para evitar o boicote de varejistas.

Conker: Live & Reloaded foi lançado em 2005 para Xbox.

7. Goldeneye 007 Reloaded

Este jogo é difícil de explicar. Lançado em 2011 para PlayStation 3 e Xbox 360, Goldeneye 007 Reloaded é um remaster de GoldenEye 007, lançado em 2010 para Nintendo Wii, que por sua vez é uma reimaginação de Goldeneye 007 — esse sim, um clássico de Nintendo 64 que marcou a geração em 1997. Sem falar que Goldeneye 007 é inspirado no filme 007 contra GoldenEye. Entendeu?

Tudo mudou na versão atualizada, incluindo a história e o gameplay; até mesmo o agente 007 é diferente, já que o ator Pierce Brosnan foi substituído por Daniel Craig devido ao fim do contrato de licenciamento. Ou seja, Goldeneye 007 Reloaded é nem uma coisa, nem outra, permanecendo em um limbo ao tentar se modernizar e permanecer fiel às raízes em simultâneo.

Goldeneye 007 Reloaded foi lançado em 2011 para PlayStation 3 e Xbox 360.

Era melhor ter dado outro nome ao jogo (Foto: Divulgação/Activision)
Era melhor ter dado outro nome ao jogo (Foto: Divulgação/Activision)

6. Mafia 2: Definitive Edition

O remaster do game de 2010, um dos jogos mais lembrados da geração PlayStation 3 e Xbox 360, foi bem recebido pelo público quando anunciado. No entanto, quando o jogo saiu, a reação foi outra: o título chegou com tantos bugs e falhas de performance que ficou com a impressão de ter sido desenvolvido pela metade.

Os gráficos são bonitos, as texturas foram aprimoradas e as animações dos personagens estão bem trabalhadas. Contudo, isso não é o suficiente para alavancar um jogo com engasgadas constantes, controles truncados e NPCs que, simplesmente, ficam parados sem motivo aparente.

Mafia 2: Definitive Edition foi lançado em 2020 para PS4, Xbox One e PC.

5. Bomberman: Act Zero

Você lembra de Bomberman? Aquela série de jogos de estratégia em que você plantava bombas para livrar o mapa de barreiras e inimigos? Saiba que a série já ganhou um remake, mas… não era bem aquilo que esperávamos: o visual fofo e cartunesco da série deu lugar a algo mais realista e adulto, até com trilha sonora de rock'n'roll. Os personagens, que pareciam robozinhos, viraram verdadeiros ciborgues — uma mistura de Robocop com Halo.

Outro detalhe que assusta é que Bomberman: Act Zero foi produzido pelo mesmo estúdio que desenvolveu os jogos clássicos, a Hudson Soft. Infelizmente, a empresa descaracterizou completamente a franquia e entregou uma verdadeira bomba na mão dos fãs.

Bomberman: Act Zero foi lançado em 2006 para Xbox 360.

4. Tony Hawk Pro Skater HD

Calma, não estamos falando de Tony Hawk's Pro Skater 1+2, lançado em 2020 — esse, sim, é excelente! Estamos falando de Tony Hawk Pro Skater HD, de 2012, que não teve a mesma sorte. O game também era uma coletânea de remasterizações dos dois primeiros jogos da franquia, mas falhou em um aspecto básico: a jogabilidade, que era muito diferente. Isso sem falar dos inúmeros problemas técnicos, as animações que desafiavam as leis da física e a ausência de fases, missões e personagens.

Deu tudo tão errado que, em 2017, o jogo foi retirado das lojas digitais e esquecido no churrasco da Activision. Nós torcemos para que ele permaneça por muito tempo lá ainda!

Tony Hawk Pro Skater HD foi lançado em 2012 para PlayStation 3, Xbox 360 e PC.

3. Assassin’s Creed: Ezio Collection

A coletânea de Assassin’s Creed, que reúne os três games da franquia protagonizados por Ezio, chegou com boas atualizações visuais. No entanto, um jogo em particular veio com animações e gráficos bizarros: Assassin's Creed II. Algumas imagens parecem que foram manipuladas em um editor à la Adobe Photoshop ou até mesmo em um gerador de memes, mas não. Elas são reais.

O site Polygon, inclusive, fez uma comparação com cenas do jogo remasterizado e do original. A mais bizarra de todas está no minuto 1:10; repare nos olhos esbugalhados do personagem. Carinha de quem aprontou alguma coisa, hein? Assista abaixo (em inglês).

Assassin’s Creed: The Ezio Collection foi lançado em 2016 para PlayStation 4 e Xbox One.

2. Warcraft III: Reforged

Warcraft III: Reign of Chaos foi lançado em 2002, o último título de RTS (estratégia em tempo real) antes da franquia se transformar em um MMO (multiplayer online massivo) com World of Warcraft. Por isso, a ideia de um remaster do gênero — um tanto esquecido pela indústria no geral — foi um acalento aos fãs.

Mas a paz reinou pouco. Assim que foi lançado, o game foi esculachado pela quantidade de defeitos técnicos, mudanças de gameplay e gráficos estranhos. O pior: algumas animações prometidas (e exibidas pelo estúdio na Blizzcon, evento anual da Blizzard) simplesmente desapareceram, e as cutscenes cinematográficas foram apenas “esticadas” para uma resolução maior. Além disso, faz um tempão que não há nenhuma novidade ou sequer atualização sobre o jogo, deixando os fãs sem respostas. Que feio, hein?

Warcraft III: Reforged foi lançado em 2020 para PC e macOS.

1. Silent Hill HD Collection

O remaster dos icônicos Silent Hill 2 e Silent Hill 3 é problemático em vários aspectos. Primeiro de tudo, sua produção já começou de forma errada: a Konami admitiu que perdeu o código-fonte original do jogo, e precisou utilizar versões de testes inacabadas para o remaster — por incrível que pareça, esse problema era algo comum na indústria: antigamente, as empresas ainda não eram conscientes em relação à preservação de jogos. Isso causou muita dor de cabeça aos desenvolvedores, que precisaram ficar anos consertando bugs nunca vistos.

Mesmo assim, os jogos saíram com muitas desvantagens em relação aos originais. O principal problema foi a névoa: nos primeiros consoles, a cerração era utilizada para driblar as limitações de hardware, que não conseguia carregar na tela tantos elementos ao mesmo tempo. Nos jogos novos, a névoa simplesmente sumiu, deixando à mostra gráficos aquém do esperado.

Silent Hill HD Collection foi lançado em 2012 para PlayStation 3 e Xbox 360.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos