Mercado fechará em 6 h 15 min
  • BOVESPA

    120.870,71
    -243,22 (-0,20%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.726,98
    0,00 (0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,40
    +0,27 (+0,43%)
     
  • OURO

    1.772,70
    -7,50 (-0,42%)
     
  • BTC-USD

    56.667,03
    +1.921,86 (+3,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.283,25
    -15,71 (-1,21%)
     
  • S&P500

    4.178,52
    -6,95 (-0,17%)
     
  • DOW JONES

    34.080,09
    -120,58 (-0,35%)
     
  • FTSE

    7.011,16
    -8,37 (-0,12%)
     
  • HANG SENG

    29.106,15
    +136,44 (+0,47%)
     
  • NIKKEI

    29.685,37
    +2,00 (+0,01%)
     
  • NASDAQ

    14.009,50
    -20,00 (-0,14%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7488
    +0,0627 (+0,94%)
     

8,6% da população, 63% das doses: Chile dá aula de vacinação no Brasil

Anita Efraim
·3 minuto de leitura

Nesta terça-feira, 15, o Chile ultrapassou a marca de 5 milhões de pessoas vacinadas com pelo menos uma dose da vacina contra covid-19. Mais de 2 milhões de chilenos foram imunizados com as duas doses e, assim o país soma 7 milhões de aplicações de vacinas.

O Chile tem cerca de 19 milhões de habitantes. Dessa forma, 31% da população já recebeu pelo menos uma dose da vacina. O número de pessoas no país representa 8,6% da população brasileira.

Leia também:

Mas, a quantidade de vacinas aplicadas no Chile representa 63% do total de imunizações no Brasil, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde. Até esta terça, cerca de 11 milhões de doses foram aplicadas em brasileiros.

O que há em comum entre os dois países e a vacina aplicada: a CoronaVac. Enquanto no Brasil o imunizante é produzido a partir de uma parceria entre Instituto Butantan e SinoVac, o Chile está importando doses diretamente da China. O país recebeu cerca de 10 milhões de vacinas. Além disso, há também vacinas da Pfizer, que chegam em menor quantidade e somam cerca de um milhão de doses.

A promessa do governo chileno era vacinar 5 milhões de pessoas, ou seja, o grupo de risco, até o fim de março. O objetivo foi cumprido 15 dias antes do previsto. A previsão é vacinar 15 milhões de pessoas, o público apto a ser imunizado, até 30 de junho.

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, tem 71 anos e já recebeu as duas doses da vacina.

Organização do calendário

Antes mesmo da vacinação em massa começar, quando havia ainda poucas doses da Pfizer, o Chile começou a imunização de profissionais da Saúde. Esses foram os primeiros vacinados no país e somam mais de 600 mil pessoas.

Quando o programa mais amplo de vacinação começou, o Chile organizou a imunização por faixas etárias. A cada semana, uma faixa etária foi vacinada progressivamente, com idades diminuindo a cada dia da semana.

Depois de vacinar todas as pessoas com mais de 60 anos, foram vacinados os profissionais da educação. A classe incluiu professores, assistentes e também pessoas que trabalham com a alimentação em escolas. Todos já foram vacinados e somam 320 mil pessoas.

Na semana de 15 a 19 de março, estão sendo vacinadas pessoas entre 45 e 16 anos com doenças crônicas e pessoas com deficiência.

Na semana de 15 a 21 de março, estão sendo vacinadas pessoas de 45 a 16 anos com doenças crônicas e pessoas com deficiência (Foto: Reprodução)
Na semana de 15 a 21 de março, estão sendo vacinadas pessoas de 16 a 45 anos com doenças crônicas e pessoas com deficiência (Foto: Reprodução)

A vacinação é responsabilidade das “municipalidades”, ou seja, prefeituras e subprefeituras. Mas a coordenação é do governo federal. Diariamente, o Ministério da Saúde informa quantas pessoas foram vacinadas, quantos novos casos de covid-19 foram registrados, assim como o número de mortes, de leitos disponíveis e de casos ativos da doença.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Efeitos na vacinação

Apesar de a vacinação estar sendo feita em ritmo acelerado no país, os efeitos da imunização ainda não começaram a ser sentidos no país.

Nas últimas 24 horas, o país registrou 4,5 mil novos casos de covid-19 e tem 32 mil casos ativos, ou seja, pessoas com a doença atualmente. 21.789 pessoas já morreram após serem infectadas com o coronavírus no país.

Com o aumento do número de casos, o governo tem endurecido as medidas de isolamento social. O Chile tem um plano chamado “Paso a Paso”, com cinco fases, sendo a Fase 1 o lockdown e o 5, a normalidade. Todo o país vive um toque de recolher entre 22h e 5h.

A capital, Santiago, tem comunas (bairros) na fase 1, o confinamento absoluto, e na fase 2, quando não se pode sair de fim de semana.

A expectativa é que, com o aumento de pessoas vacinadas com as duas doses, a número de casos caia no país.