Mercado abrirá em 7 h 7 min
  • BOVESPA

    110.036,79
    +2.372,79 (+2,20%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.626,80
    -475,80 (-1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,64
    +2,15 (+2,70%)
     
  • OURO

    1.673,40
    +1,40 (+0,08%)
     
  • BTC-USD

    19.189,56
    -158,56 (-0,82%)
     
  • CMC Crypto 200

    435,95
    -7,48 (-1,69%)
     
  • S&P500

    3.585,62
    -54,85 (-1,51%)
     
  • DOW JONES

    28.725,51
    -500,09 (-1,71%)
     
  • FTSE

    6.893,81
    +12,22 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    16.923,56
    -299,27 (-1,74%)
     
  • NIKKEI

    26.063,50
    +126,29 (+0,49%)
     
  • NASDAQ

    10.987,25
    -48,25 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3114
    +0,0035 (+0,07%)
     

8 soft skills que mais atraem os recrutadores

Um estudo realizado pela Infojobs, plataforma de recrutamento, demonstrou que 77,2% dos profissionais de RH consideram que hard e soft skills possuem a mesma importância nos processos seletivos. As habilidades interpessoais ainda são as mais importantes para 20,3% dos entrevistados.

Segundo os dados da pesquisa, os profissionais de RH passaram a avaliar as soft skills nos últimos 5 anos (51%), em que a maioria (75,2%) afirma que destacam este tipo de habilidade na divulgação das vagas. Além disso, 97,8% dos recrutadores acreditam que as habilidades comportamentais estão em destaque no ambiente de trabalho, devido às necessidades de lidar com situações emocionais.

Para Ana Paula Prado, CEO do Infojobs, as soft skills são importantes para o RH, visto que consistem em aptidões que as empresas necessitam e que fazem diferença no tratamento com clientes e internamente. “São habilidades que você não encontra facilmente em um currículo. Nesse cenário, os candidatos precisam de autoconhecimento para saber enaltecer seus pontos fortes”, comenta.

As 8 soft skills que mais atraem os recrutadores

Confira a lista das soft skills mais buscadas pelos profissionais de RH, a seguir;

  1. Saber trabalhar em equipe (37,10%);

  2. Inteligência emocional (32,20%);

  3. Boa comunicação (8,90%);

  4. Resiliência (6,9%);

  5. Resolução de conflitos (5,40%);

  6. Boa organização de tempo (4,50%);

  7. Criatividade (4%);

  8. Senso de liderança (1%).

Ainda segundo a pesquisa, esse tipo de habilidade é levado em conta pelo RH quando avalia profissionais não habituais em uma área. Seja por estar em fase de transição de carreira, mudança de segmento, posição ou ainda não ter uma competência técnica para o cargo, ao possuírem uma experiência diferenciada, se destacam por competências além das exigências do currículo.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: