Mercado fechado

737 Max poderia realizar voos de teste da FAA na próxima semana

Alan Levin, Julie Johnsson e Mary Schlangenstein

(Bloomberg) -- A Boeing e reguladores federais se preparam para realizar uma série de voos de teste com o 737 Max no início da próxima semana, o que seria um marco para a retomada das operações da aeronave depois de ficar aterrada por mais de 15 meses.

Autoridades do setor de aviação informadas sobre os planos, que ainda não foram finalizados, indicam que a Administração Federal de Aviação (FAA, na sigla em inglês) dos EUA revisou a extensa análise de segurança da Boeing sobre as correções efetuadas e se sente à vontade para avançar para o próximo passo: colocar o avião em marcha com pilotos de teste.

A Boeing tinha como alvo interno realizar voos da FAA até o final de junho. O primeiro de vários dias de voos de teste poderia acontecer já na segunda-feira, de acordo com três pessoas a par dos planos que não quiseram ser identificadas.

Uma equipe da FAA “está avançando em direção aos voos de certificação da FAA em um futuro próximo”, informou a agência em comunicado.

“A FAA está revisando a documentação da Boeing para determinar se a empresa cumpriu os critérios para passar para o próximo estágio de avaliação”, disse a agência. “Só realizaremos os voos de certificação depois que estivermos satisfeitos com esses dados.”

A Boeing não comentou.

Definir uma data para os voos de certificação é uma das etapas mais críticas no caminho da Boeing para retomar as operações de seu jato mais vendido desde que foi aterrado em março de 2019, em meio a um furor mundial após o segundo desastre aéreo em menos de cinco meses. Vários obstáculos ainda persistem antes que o avião possa obter a certificação final dos reguladores, e companhias aéreas foram informadas de que a aprovação poderia sair já em setembro, se tudo correr bem.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2020 Bloomberg L.P.