Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.348,80
    -3.131,73 (-2,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.892,28
    -178,63 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,04
    -1,53 (-2,86%)
     
  • OURO

    1.827,70
    -23,70 (-1,28%)
     
  • BTC-USD

    36.668,97
    -1.169,68 (-3,09%)
     
  • CMC Crypto 200

    701,93
    -33,21 (-4,52%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,26 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.735,71
    -66,25 (-0,97%)
     
  • HANG SENG

    28.573,86
    +77,00 (+0,27%)
     
  • NIKKEI

    28.519,18
    -179,08 (-0,62%)
     
  • NASDAQ

    12.759,00
    -142,00 (-1,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3926
    +0,0791 (+1,25%)
     

72% dos brasileiros acreditam que inflação vai aumentar em 2021, aponta Datafolha

·1 minuto de leitura
Businessman's hand with Brazilian real notes, creating a loan
(Foto: Getty Images)

Cresceu o número de brasileiros que acreditam que o país terá um aumento na inflação. Segundo pesquisa Datafolha, o índice chegou a 72%, maior porcentagem desde o início do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Em agosto, o número era 5 pontos percentuais menor, quando 67% acreditavam em um aumento da inflação. Na ocasião, a inflação medida pelo IPCA estava em 2,44%. Em novembro, subiu para 4,31%.

Em comparação com o mesmo mês do ano passado, o índice de brasileiros que acreditavam na alta da inflação cresceu 20 pontos percentuais.

Leia também:

Entre os entrevistados em dezembro de 2020, 10% acredita que a inflação terá um recuo, enquanto os outros 18% acham que ficará como está. A pesquisa Datafolha ouviu 2.016 pessoas por telefone entre 8 e 10 de dezembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Os economistas do Banco Central esperam que o IPCA, usado como meta de inflação, passe dos 4,31% atingidos em novembro e, em maio de 2021, chegue a 6%. Ao longo do segundo semestre de 2021, o índice deve cair, segundo especialistas, e chegar a 3,34%. No final de 2021, o BC prevê inflação de 3,40%.