Mercado abrirá em 4 h 42 min
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,32 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -909,02 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    85,53
    +0,39 (+0,46%)
     
  • OURO

    1.836,90
    +5,10 (+0,28%)
     
  • BTC-USD

    35.187,45
    -308,18 (-0,87%)
     
  • CMC Crypto 200

    810,76
    +568,08 (+234,09%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,03 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.644,01
    -321,54 (-1,29%)
     
  • NIKKEI

    27.588,37
    +66,11 (+0,24%)
     
  • NASDAQ

    14.515,25
    +88,75 (+0,62%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1721
    -0,0179 (-0,29%)
     

72% de CEOs temem perder seus empregos em 2022, revela pesquisa

·2 min de leitura
Pesquisa da AlixPartners revelou que um número crescente de CEOs está preocupado com a segurança de seu emprego (Getty Images)
Pesquisa da AlixPartners revelou que um número crescente de CEOs está preocupado com a segurança de seu emprego (Getty Images)
  • Número aumentou significativamente em comparação com o ano passado

  • Apenas 3% citaram a COVID-19 como principal fonte de preocupação

  • Pesquisa abordou CEOs e executivos de alto nível de todo o mundo

De fato, o real impacto da pandemia só será sentido quando a mesma - enfim - acabar. Mas, isso já tem gerado preocupação no mercado de trabalho. De acordo com uma pesquisa da consultoria de gestão AlixPartners, um número crescente de CEOs está preocupado com sua segurança no emprego devido às interrupções relacionadas aos negócios na era da pandemia do COVID-19. Ao todo, 72% das pessoas que ocupam esses cargos temem perder o emprego em 2022 - o número aumentou significativamente em comparação com o ano passado, quando 52% dos CEOs responderam com preocupações sobre suas perspectivas de carreira em meio à pandemia.

Leia também:

Mudança de cenário

Esse aumento na ansiedade dos CEOs coincide com grandes mudanças no cenário de negócios desde o início de 2020, enquanto as empresas enfrentam interrupções na cadeia de suprimentos, escassez de mão de obra e inflação - em números, 94% dos entrevistados disse que seus modelos de negócios deveriam ser reformulados em três anos.

Desafios pela frente

Os executivos expressaram preocupação com a direção de seus negócios diante dos desafios recentes. A pesquisa descobriu ainda que 80% dos executivos temem que a escassez de mão de obra seja permanente, enquanto 77% disseram que as ações tomadas para resolver os problemas da cadeia de abastecimento não foram eficazes o suficiente. Em comparação, apenas 3% citaram o próprio vírus COVID-19 como a principal fonte de preocupação. 

A pesquisa AlixPartners incluiu respostas de três mil CEOs e executivos de alto nível em 10 setores. Os entrevistados estavam baseados em todo o mundo, na América do Norte, Europa, região da Ásia-Pacífico e Oriente Médio.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos