Mercado fechará em 2 h 25 min
  • BOVESPA

    110.749,78
    -2.833,23 (-2,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.097,77
    -500,76 (-0,97%)
     
  • PETROLEO CRU

    75,19
    -0,26 (-0,34%)
     
  • OURO

    1.737,80
    -14,20 (-0,81%)
     
  • BTC-USD

    41.305,59
    -1.798,08 (-4,17%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.019,63
    -37,52 (-3,55%)
     
  • S&P500

    4.359,02
    -84,09 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.318,84
    -550,53 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.028,10
    -35,30 (-0,50%)
     
  • HANG SENG

    24.500,39
    +291,61 (+1,20%)
     
  • NIKKEI

    30.183,96
    -56,10 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.799,75
    -395,00 (-2,60%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3546
    +0,0478 (+0,76%)
     

7 jogos que gastam muito a bateria do seu celular

·6 minuto de leitura

Todo mundo tem algum jogo no celular, seja um simples Candy Crush ou complexos títulos AAA. Com o passar dos anos o setor cresceu, e é o que mais cresce, trazendo uma quantidade cada vez maior de opções para os catálogos de seu aparelho de escolha. Mas isso veio acompanhado de um problema: sua bateria muitas vezes não chega ao final do dia.

Diversos são os motivos que os jogos podem drenar sua bateria, alguns pelos gráficos, outros pela necessidade de processamento constante ou diversas permissões necessárias. Hoje vamos mostrar alguns títulos que, mesmo divertidos, drenam a bateria do seu celular rapidamente. É bom andar próximo de tomadas se curtir esses jogos.

Pokémon Go

  • Compatibilidade: Android, iOS

  • Preço: gratuitos (compras internas opcionais)

  • Tamanho: cerca de 300 MB para Android e 360 MB para iOS (versão 0.217 para Android e 1.183 para iOS)

Quem nunca sonhou em ser um mestre Pokémon, né? Desde o anúncio feito pelos desenvolvedores, em 2015, o jogo causou alvoroço e se transformou em um dos maiores sucessos da história dos aparelhos móveis com milhões de downloads anuais ao redor do globo, mas a jornada para capturar todos eles é árdua, principalmente para a sua bateria.

Conexão constante é apenas a ponta do iceberg. Também é necessário manter o GPS ligado constantemente e permitir acesso a diversas funções do aparelho, como: armazenamento, atividade física, câmera, contatos e outras opcionais como bluetooth ou notificações permanentes. Pode ser divertido, ainda mais com as atualizações, mas sua bateria com certeza não se diverte.

<em>Conexão constante e diversas permissões necessárias formam o combo para acabar com a bateria de seu celular (Imagem: Rodrigo Folter/Captura de tela)</em>
Conexão constante e diversas permissões necessárias formam o combo para acabar com a bateria de seu celular (Imagem: Rodrigo Folter/Captura de tela)

PUBG Mobile

  • Compatibilidade: Android, iOS

  • Preço: gratuito (compras internas opcionais)

  • Tamanho: cerca de 1,0 GB para Android e 1,8 GB para iOS (versão 1.5)

Um dos maiores responsáveis pela popularização dos battle royale, PUBG entrega uma experiência intensa de combate com grande nível de customização para que cada jogador possa criar seu armamento, além de diversas customizações de configuração para o jogador aproveitar ao máximo a experiência.

Por conter gráficos realistas, o jogo pode ser pesado para a maioria dos aparelhos, e já prepara uma atualização que trará opções gráficas que exigirão ainda mais. Não sendo suficiente, ainda é necessário conexão constante para carregar todas as informações em tempo real do jogo. Para quem gosta de competir, PUBG é uma escolha certa, desde que sua bateria aguente o tranco.

<em>Conexão constante e gráficos realistas forçam o uso da bateria em PUBG Mobile (Imagem: Rodrigo Folter/Captura de tela)</em>
Conexão constante e gráficos realistas forçam o uso da bateria em PUBG Mobile (Imagem: Rodrigo Folter/Captura de tela)

Fallout Shelter

  • Compatibilidade: Android, iOS

  • Preço: gratuito (compras internas opcionais)

  • Tamanho: cerca de 260 MB para Android e 410 MB para iOS (versão 1.14)

O título da Bethesda, baseado na franquia clássica, é um prato cheio para quem gosta de um bom jogo de estratégia e gerenciamento de recurso, além de um sistema de missões emplementado ao longo e eventos sazonais com cosméticos mantém o jogo fresco mesmo depois de seis anos. Ouso dizer, que um dos melhores títulos da empresa na última década.

Qualidade cobra caro da sua bateria, necessitando de conexão ao salvar seu bunker na nuvem, e um ambiente próspero requer muito da capacidade de processamento de seu aparelho devido ao nível dos detalhes, trabalhando iluminação, animação de movimentos e cenários complexos para dar vida ao ambiente. É uma obra que honra a franquia, mas é melhor jogar próximo da tomada.

<em>A complexidade visual e constante animação cobra caro de sua bateria (Imagem: Rodrigo Folter/Captura de tela)</em>
A complexidade visual e constante animação cobra caro de sua bateria (Imagem: Rodrigo Folter/Captura de tela)

Call of Duty Mobile

  • Compatibilidade: Android, iOS

  • Preço: gratuito (compras internas opcionais)

  • Tamanho: cerca de 3,2 GB para Android e 4,0 GB para iOS (versão 1.0.26)

A clássica série da Activision está presente nos celulares com um título que conta com diversos modos de jogo, todos em rede, e o hoje carro chefe da franquia, a versão battle royale que concede liberdade de como criar seu arsenal para as batalhas em um complexo cenário totalmente em HD contra diversos jogadores do servidor.

Não bastando o espaço enorme que ocupa em disco, o jogo também drena sua bateria rapidamente pela necessidade constante de conexão para receber todas as informações em tempo real, e o gráfico leva a capacidade do seu celular ao limite. É um excelente título para os fãs da série e de battle royale, mas feito para celulares com bateria potente.

<em>Call of Duty Mobile entrega uma experiência de combate completa, mas com alto impacto na sua bateria (Imagem: Rodrigo Folter/Captura de tela)</em>
Call of Duty Mobile entrega uma experiência de combate completa, mas com alto impacto na sua bateria (Imagem: Rodrigo Folter/Captura de tela)

Genshin Impact

  • Compatibilidade: Android, iOS

  • Preço: gratuito (compras internas opcionais)

  • Tamanho: cerca de 12 GB para ambas as plataformas (versão 2.0)

Com uma belíssima arte em cell shading e sistema de gacha amigável, Genshin Impact impactou, com o perdão do trocadilho, a indústria ano passado e chegou ao The Game Awards merecidamente. O RPG da chinesa miHoYo leva o jogador a Teyvat e conta com diversos personagens com diferentes personalidades e habilidades únicas.

A complexidade visual do jogo já cobrava muito da bateria, mas as útlimas atualizações trouxeram ainda mais impacto na durabilidade. O jogo conta com diversos efeitos que sobrecarregam a CPU dos aparelhos e isso acaba drenando mais rápido a energia de seu celular. A obra é excelente e se mantém constantemente atualizada, mas estar presente no belo universo cobra uma taxa alta.

<em>Viajar pelo belo universo de Genshin leva sua bateria e processador ao limite (Imagem: Rodrigo Folter/Captura de tela)</em>
Viajar pelo belo universo de Genshin leva sua bateria e processador ao limite (Imagem: Rodrigo Folter/Captura de tela)

Clash of Clans

  • Compatibilidade: Android, iOS

  • Preço: gratuito (compras internas opcionais)

  • Tamanho: cerca de 330 MB para ambas as plataformas (versão 14.93)

Perto de comemorar dez anos, o título da Supercell continua firme e forte e é um dos títulos que popularizou e fez cresce o gênero de estratégia dentros dos aparelhos móveis. O tower defense é um daqueles títulos que todos devem conhecer ao menos uma vez na vida pois, além do fator estratégia, apresenta um belo visual colorido constrastante que capta nossa atenção.

Mesmo não drenando tanto a bateria dos aparelhos como as versões anteriores, o título ainda pune seu aparelho em longas sessões ao demandar conexão o tempo todo enquanto controla seu exército nas batalhas.

<em>O visual e constante conexão necessária são as causas da drenagem da bateria de seu aparelho móvel (Imagem: Rodrigo Folter/Captura de tela)</em>
O visual e constante conexão necessária são as causas da drenagem da bateria de seu aparelho móvel (Imagem: Rodrigo Folter/Captura de tela)

League of Legends: Wild Rift

  • Compatibilidade: Android, iOS

  • Preço: gratuito (compras internas opcionais)

  • Tamanho: cerca de 3,4 GB para Android e 4,0 GB para iOS

Investindo forte no setor de aparelhos móveis, com seu MOBA e também auto battler, a Riot amplia o leque de oportunidades e trouxe Summoner's Rift para o alcance dos nossos dedos. O jogo encaixa perfeitamente na telinha e oferece diversão, e as vezes um pouco de dor de cabeça, para os amantes do título que domina o estilo nos PCs.

Pegar seu Yasuo M7 e ir para a rota do meio no entanto exige bateria potente. O visual do jogo cobra uma boa parcela de sua bateria, mas ainda conta com a necessidade de conexão como aliada para apagar seu celular em longas sessões dentro do jogo. Mesmo com partidas mais rápidas do que o título original, o jogo cobra caro pela diversão.

<em>Estar em Summoner's Rift exige bateria forte para o seu aparelho móvel (Imagem: Rodrigo Folter/Captura de tela)</em>
Estar em Summoner's Rift exige bateria forte para o seu aparelho móvel (Imagem: Rodrigo Folter/Captura de tela)

Contem para nós, quais outros jogos consomem a bateria do celular de vocês?

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos