Mercado fechará em 29 mins
  • BOVESPA

    109.980,67
    -1.943,26 (-1,74%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.906,48
    -327,89 (-0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    77,70
    -2,28 (-2,85%)
     
  • OURO

    1.781,80
    -27,80 (-1,54%)
     
  • BTC-USD

    17.102,29
    -10,70 (-0,06%)
     
  • CMC Crypto 200

    404,17
    -7,04 (-1,71%)
     
  • S&P500

    4.006,28
    -65,42 (-1,61%)
     
  • DOW JONES

    34.001,28
    -428,60 (-1,24%)
     
  • FTSE

    7.567,54
    +11,31 (+0,15%)
     
  • HANG SENG

    19.518,29
    +842,94 (+4,51%)
     
  • NIKKEI

    27.820,40
    +42,50 (+0,15%)
     
  • NASDAQ

    11.829,75
    -180,50 (-1,50%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5307
    +0,0367 (+0,67%)
     

62% dos brasileiros querem comprar eletrônicos na Black Friday, aponta pesquisa

A Black Friday, marcada para o próximo dia 25 de novembro, tem tudo para ser um sucesso em relação aos eletrônicos. Em uma pesquisa da MindMiners encomendada pela Samsung, 62% dos entrevistados revelaram que pretendem comprar dispositivos do tipo.

Celulares e TVs ainda devem ser os produtos mais procurados na Black Friday (Imagem: Divulgação/Samsung)
Celulares e TVs ainda devem ser os produtos mais procurados na Black Friday (Imagem: Divulgação/Samsung)

Smartphones e TVs devem estar entre os itens mais procurados, com 45% e 40% das intenções de compra, respectivamente. A lista segue com os notebooks (34%), refrigeradores (20%), smartwatches (20%) e tablets (19%).

Para os celulares vendidos na Black Friday deste ano, um fator ganhou importância: o suporte para conectividade 5G. Com 14% de citações, ele aparece atrás apenas da qualidade geral do produto como aspecto mais relevante.

Como a conectividade foi um quesito importante em 83% das respostas, espera-se que produtos como relógios inteligentes e smart speakers também tenham aumento de vendas.

O estudo foi realizado com 700 brasileiros entre os dias 22 e 29 de setembro — entre eles, mais de um terço afirmou que pretende gastar mais em comparação com a Black Friday do ano passado.

Outros produtos também são visados na Black Friday

Eletrodomésticos aparecem com 46% das citações (Imagem: Divulgação/Samsung)
Eletrodomésticos aparecem com 46% das citações (Imagem: Divulgação/Samsung)

Além dos itens eletrônicos, outros produtos também se destacaram na pesquisa: as roupas e acessórios aparecem em foco com 48% das citações, seguidas pelos eletrodomésticos (46%).

O levantamento também mostrou que grande parte dos consumidores tem consciência em relação aos seus gastos, pois 59% entendem que os preços listados podem contribuir para a decisão de compra — além disso, 52% ficarão de olho nos descontos oferecidos.

35% dos entrevistados ainda afirmaram que fazem um planejamento de suas compras com 15 dias de antecedência ou mais. 28% fazem planejamento entre uma semana e 15 dias antes, 20% com até uma semana e 19% não realizam planejamento.

A compra em lojas online permanecem sendo as mais populares com 65% das menções, mas três grupos revelaram uma tendência maior aos estabelecimentos físicos: mulheres, pessoas com mais de 45 anos e consumidores da classe C — no agregado dos grupos, 35% preferem as lojas tradicionais.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: