Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.316,16
    -1.861,39 (-1,63%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.774,91
    -389,10 (-0,71%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,38
    -1,63 (-2,01%)
     
  • OURO

    1.927,60
    -2,40 (-0,12%)
     
  • BTC-USD

    22.951,35
    -1,57 (-0,01%)
     
  • CMC Crypto 200

    526,66
    +9,65 (+1,87%)
     
  • S&P500

    4.070,56
    +10,13 (+0,25%)
     
  • DOW JONES

    33.978,08
    +28,67 (+0,08%)
     
  • FTSE

    7.765,15
    +4,04 (+0,05%)
     
  • HANG SENG

    22.688,90
    +122,12 (+0,54%)
     
  • NIKKEI

    27.382,56
    +19,81 (+0,07%)
     
  • NASDAQ

    12.221,00
    +114,25 (+0,94%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5462
    +0,0265 (+0,48%)
     

6 sinais para identificar canais de mídia paga fraudulentos

Empresas de marketing digital estão obtendo cada vez mais destaque, à medida que marcas estão aprendendo a importância de ter um conteúdo adequado e medir corretamente os resultados de suas campanhas em cada canal de mídia. No entanto, um dos principais obstáculos que times de marketing enfrentam é saber diversificar esses canais, fugindo dos espaços mais competitivos, sem cair em fraudes.

Para Rodrigo Ferraz, Growth Manager na empresa de transformação de crescimento Winclap, a falta de experiência em canais fora da Meta ou do Google dificulta que os profissionais do setor de marketing utilizem corretamente alavancas de otimização, posicionamento de anúncios, segmentação de público e outros recursos específicos para aproveitar ao máximo cada canal.

"Essa falta de conhecimento é uma barreira na hora de testar novos canais, pois sua curva de aprendizado é mais longa. Afinal, os algoritmos demoram para coletar dados até aprenderem a otimizar seus anúncios para os usuários mais adequados. Mas essa curva de aprendizado pode ser superada ao se trabalhar com profissionais de mídia paga com experiência em diversos tipos de plataformas. Uma das coisas mais importantes é saber identificar canais fraudulentos, antes de fazer uma campanha", completa.

Como identificar canais de mídia fraudulentos

Buscar novos canais de divulgação para otimizar os investimentos em campanhas pagas são estratégias certeiras — principalmente quando os anunciantes percebem que atingiram o ponto de saturação do canal. No entanto, ao buscar alternativas, é preciso se atentar a alguns sinais que podem indicar uma possível fraude. Confira os seis principais pontos a serem observados, a seguir;

  • Verifique a transparência das informações do canal. Certifique-se de que eles informem métricas padrão, como impressões, cliques e taxas de conversão;

  • Canais que oferecem CPA fixo (custo por aquisição) muito mais baixo e aquisição de usuários mais rápida do que outros canais convencionais.

  • Poucas alavancas de otimização (botões) que o marketing pode controlar;

  • Colocação pouco clara de anúncios - você não pode dizer onde eles serão exibidos — e não mostram os nomes dos sites/aplicativos onde os anúncios estão sendo executados;

  • Atribuições de resultados suspeitos: mostram resultados significativamente mais altos em comparação com outros canais;

  • Não apresentam resultados incrementais após a execução de testes de incrementabilidade.

"Ciente desses pontos, os anunciantes podem e devem seguir uma estratégia correta de diversificação de canais de mídia. Trabalhando com profissionais e parceiros especializados, o obstáculo da fraude será superado, os times de marketing poderão gastar seu orçamento com mais eficiência e obter melhores resultados pelo seu investimento", conclui Ferraz.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: