Mercado abrirá em 8 h 55 min
  • BOVESPA

    113.583,01
    +300,34 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.598,53
    +492,82 (+0,96%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,15
    +0,70 (+0,93%)
     
  • OURO

    1.750,00
    -2,00 (-0,11%)
     
  • BTC-USD

    42.626,41
    -1.406,48 (-3,19%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.055,40
    -46,12 (-4,19%)
     
  • S&P500

    4.443,11
    -12,37 (-0,28%)
     
  • DOW JONES

    34.869,37
    +71,37 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.063,40
    +11,92 (+0,17%)
     
  • HANG SENG

    24.571,65
    +362,87 (+1,50%)
     
  • NIKKEI

    30.125,34
    -114,72 (-0,38%)
     
  • NASDAQ

    15.156,75
    -38,00 (-0,25%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2923
    -0,0145 (-0,23%)
     

6 jogos parecidos com The Sims para computador

·2 minuto de leitura

The Sims é uma das franquias mais populares da Electronic Arts e também é um dos principais simuladores de vida real, garantindo o espaço de referência inquestionável no gênero. Com anos de sucesso, muitos jogos se inspiraram na série que nasceu em 2000 para trazer uma experiência parecida para os jogadores.

O game e seus muitos DLCs (conteúdos extras) sempre foram pagos, o que também motivou o surgimento de títulos semelhantes, mas gratuitos. Entre opções grátis e outras pagas, o Canaltech separou cinco jogos parecidos com The Sims para jogar no PC.

6. Second life

Lançado em 2003, o game trouxe uma proposta bem parecida ao simulador da EA, mas com a possibilidade das pessoas jogarem juntas de forma online. O jogo permite a personalização completa dos avatares, das casas e ainda a interação com qualquer player. Em 2020, o jogo teve um grande aumento de usuários.

5. Stardew Valley

Com mais de 15 milhões de cópias vendidas, o RPG de fazenda tem muitos elementos de simulação da vida real. Além do cuidado com as plantações e minerações, o jogador pode se relacionar com outros personagens, casar, ter filhos e deixar a casa como bem entender. Ainda é possível fazer tudo isso com amigos no multiplayer local ou online.

4. Fallout Shelter

Inspirado no universo dos jogos pós-apocalípticos da Bethesda, o simulador gratuito coloca os humanos em um bunker subterrâneo. Nele, é preciso colocar cada habitante em uma função, defender o abrigo de saqueadores e monstros e também procriar para aumentar a colônia.

3. Habbo

O jogo finlandês foi um grande sucesso mundial nos anos 2000, especialmente no Brasil. Lançado primeiro em seu país natal, ele foi chegando em outras regiões aos poucos e estreou para os jogadores brasileiros em 2006; vale destacar que, em 2010, a versão PT-BR teve um pico de 50 mil usuários online. O jogo de navegador é gratuito e permite compras de mobis (itens) e possui as assinaturas Habbo Club (HC) e VIP, que dão acesso à itens e privilégios exclusivos.

Lounge do game (Imagem: Captura de Tela/Guilherme Sommadossi/Canaltech)
Lounge do game (Imagem: Captura de Tela/Guilherme Sommadossi/Canaltech)

2. Cities: Skylines

O simulador de cidades leva a organização e o gerenciamento humano para uma escala bem maior. Ao invés de controlar as pessoas de uma casa, o jogador comanda uma cidade inteira. É preciso lidar com a felicidade do povo com a forma que você aloca os prédios, indústrias e outros imóveis pelo município. Muito mais complexo do que conciliar o trabalho e a vida social de um Sim.

1. Extra: Paralives

O jogo independente é um simulador que ainda não tem data de lançamento confirmada, mas promete ser uma versão The Sims com um visual mais artístico. O game se passa em uma cidade pequena, em que cabe ao jogador criar casas, personagens e administrar todo o local. Criado pelo desenvolvedor renomado no gênero Alex Massé, o título ainda promete ser muito comunitário e livre para os jogadores.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos