Mercado fechará em 3 h 28 min
  • BOVESPA

    115.163,00
    -504,78 (-0,44%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.406,54
    +255,16 (+0,57%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,35
    +0,13 (+0,21%)
     
  • OURO

    1.776,10
    -21,80 (-1,21%)
     
  • BTC-USD

    51.194,62
    +2.162,50 (+4,41%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.024,53
    +29,87 (+3,00%)
     
  • S&P500

    3.888,76
    -36,67 (-0,93%)
     
  • DOW JONES

    31.782,57
    -179,29 (-0,56%)
     
  • FTSE

    6.664,02
    +5,05 (+0,08%)
     
  • HANG SENG

    30.074,17
    +355,93 (+1,20%)
     
  • NIKKEI

    30.168,27
    +496,57 (+1,67%)
     
  • NASDAQ

    13.139,50
    -162,50 (-1,22%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6991
    +0,1286 (+1,96%)
     

6 jogadores que nunca tiveram a confiança de Zidane no Real Madrid

Thomas Savoia
·2 minuto de leitura

Zidane é um treinador que gosta muito de lidar com o jogador de futebol, até porque ele foi um craque dentro de campo. No entanto, não é o mesmo com todos os seus jogadores. Aqui está uma lista de grandes jogadores de futebol do Real Madrid que não se deram bem com o técnico francês:

1. James Rodriguez

Real Madrid v Real Sociedad - Copa del Rey: Quarter Final | Denis Doyle/Getty Images
Real Madrid v Real Sociedad - Copa del Rey: Quarter Final | Denis Doyle/Getty Images

A queda de James no Real Madrid coincidiu com a chegada de Zidane. Depois de um ano e meio juntos, ele foi emprestado por duas temporadas ao Bayern. Ele voltou no ano passado mas não teve tantas chances até o final da temporada. Acabou indo de graça para o Everton.

2. Gareth Bale

Osasuna v Real Madrid - La Liga Santander | Soccrates Images/Getty Images
Osasuna v Real Madrid - La Liga Santander | Soccrates Images/Getty Images

O caso do jogador galês é talvez o mais flagrante. Nunca houve uma harmonia entre ele e Zidane. Apesar de ser o herói da décima terceira Champions conquistada pelo Real, Zizou nunca gostou muito do atacante. Sua marginalização no final da temporada do ano passado e sua passividade foram totais. Ele está emprestado ao Tottenham e voltará no final da temporada. Será que Zidane ainda estará no comando?

3. Militão

Real Madrid v Shakhtar Donetsk - UEFA Champions League | Soccrates Images/Getty Images
Real Madrid v Shakhtar Donetsk - UEFA Champions League | Soccrates Images/Getty Images

O Real Madrid pagou 50 milhões de euros ao Porto no verão de 2019 pelo zagueiro, num dos maiores desembolsos da história feitos na posição. No entanto, Zidane considera Ramos e Varane insubstituíveis em sua posição. Militão só joga quando um deles se machuca. Suas chances são contadas nos dedos de uma mão.

4. Jovic

Athletic de Bilbao v Real Madrid - La Liga Santander | Soccrates Images/Getty Images
Athletic de Bilbao v Real Madrid - La Liga Santander | Soccrates Images/Getty Images

Outro caso doloroso dentro do Real Madrid. A fé cega de Zidane em Benzema significou que ele deu ao sérvio muito poucas chances. Apenas dois gols em um ano e meio para os merengues. Em apenas dois jogos emprestado ao Eintracht Frankfurt, equipe de onde foi comprado por 60 milhões de euros, já marcou 3 gols.

5. Reguillon

Real Madrid v FC Barcelona - Spanish Copa del Rey | Soccrates Images/Getty Images
Real Madrid v FC Barcelona - Spanish Copa del Rey | Soccrates Images/Getty Images

Com a má forma de Marcelo há algumas temporadas, Reguilón tornou-se o titular incontestável da lateral esquerda do Real Madrid sob o comando de Solari. O regresso de Zidane mudou tudo e o jovem partiu para o Sevilla por empréstimo. Este ano ele foi para o Tottenham por cerca de 40 milhões de euros e tem ido muito bem na Premier League.

6. Odegaard

Real Sociedad v Real Madrid - La Liga Santander | Quality Sport Images/Getty Images
Real Sociedad v Real Madrid - La Liga Santander | Quality Sport Images/Getty Images

O único reforço do Real Madrid nesta temporada foi o retorno de Odegaard da Real Sociedad após seu empréstimo. No início da temporada ele tinha algo para ZIdane, mas nos últimos dois meses desapareceu dos planos do francês. Dada esta falta de minutos, o jovem pediu para deixar o clube, e acabou indo para o Arsenal.