Mercado fechado

51% dos brasileiros checam todas as informações que consomem, mostra pesquisa

·1 minuto de leitura
Pile of newspapers on white background
(Foto: Getty Images)

Uma pesquisa feita pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe) mostra que 86% dos internautas no Brasil tem algum tipo de preocupação com as notícias falsas e 51% checam todas as informações que consomem.

O estudo, encomendado pela Federação Brasileira de Bancos, mostra que 54% dos entrevistados estão muito preocupados e 32% estão pouco preocupados. Outros 12% disseram que as fake news não preocupam, enquanto 2% não sabiam ou não responderam.

O levantamento foi feito entre os dias 17 e 22 de setembro e ouviu 3 mil pessoas com mais de 16 anos e acesso à internet em todo o Brasil. A margem de erro é de 1,8 ponto percentual para mais ou para menos.

Questionados sobre checagem de conteúdo, 51% dos participantes disseram que checam as informações que consomem, enquanto 39% afirmam que checam às vezes. Já 7% nunca checam.

Leia também:

Outro dado mostrado pela pesquisa é que a maior parte dos entrevistados acham que autoridades não se esforçam o suficiente para combater as fake news. Ao G1, o cientista político e sociólogo Antonio Lavareda, presidente do Conselho Científico do Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas, afirmou que o momento de eleições é importante para entender as notícias falsas.

“A conjuntura das eleições municipais deste ano será uma excelente oportunidade para checar o quanto essa conscientização sobre os males das fake news se transformará em comportamento efetivo”, disse.