Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.348,80
    -3.132,20 (-2,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.892,28
    -178,62 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,23
    -0,13 (-0,25%)
     
  • OURO

    1.819,00
    -10,90 (-0,60%)
     
  • BTC-USD

    35.915,85
    -39,21 (-0,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    699,90
    -35,24 (-4,79%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,24 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.735,71
    -66,25 (-0,97%)
     
  • HANG SENG

    28.573,86
    +76,96 (+0,27%)
     
  • NIKKEI

    28.309,05
    -210,13 (-0,74%)
     
  • NASDAQ

    12.765,25
    -37,00 (-0,29%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3843
    -0,0083 (-0,13%)
     

5 youtubers brasileiros que aquecem seu coração com nostalgia

Nathan Vieira
·8 minuto de leitura

Lembrar de tempos mais simples como a infância e a adolescência chega a dar até mesmo um aperto no coração, não é? Acontece que esse sentimento tem um nome: nostalgia. O YouTube, vasto que só ele, possui conteúdos de intermináveis vertentes, o que inclui vídeos justamente com o objetivos de te deixar com aquele gostinho de bala Juquinha na boca e com a música do Sonic na cabeça. Com isso em mente, a equipe do Canaltech conversou com alguns dos youtubers brasileiros mais nostálgicos da plataforma.

Canal Nostalgia

Não tem como falar sobre nostalgia sem abrir a lista com o canal que justamente popularizou esse termo. Apresentado por Felipe Castanhari, o canal já conta com mais de 13 milhões de inscritos. Desenhos, filmes, séries e até games antigos são abordados em meio aos vídeos que somam mais de 1 bilhão de visualizações. De uns tempos para cá, o youtuber também tange temáticas relacionadas a História e Ciência.

Em entrevista ao Canaltech, o youtuber contou que a ideia de criar o canal surgiu em 2011, depois de procurar muitos conteúdos no YouTube com a temática nostalgia e não achar nada. "Eu passei a madrugada vendo aberturas de desenhos e jogos antigos e procurei algum canal que tivesse esse tipo de conteúdo, que juntasse tudo em um lugar só, e não achei. Foi aí que surgiu a ideia de criar o canal, justamente porque eu percebi que existe um nicho ali que não estava sendo explorado", conta Castanhari. "Aproveitei isso e juntei com a vontade que eu tinha de ser independente, não ter chefe e ter meu próprio negócio, e aí surgiu o Canal Nostalgia".

Canal 90

A década de 1990 é considerada por muitos como inesquecível. E é isso que o Canal 90 faz questão de apontar, trazendo à tona cada detalhe dessa era, tanto em questão de entretenimento, com filmes e programas de televisão, quanto com produtos e até mesmo brinquedos. Assistir ao canal é, de fato, como voltar para essa década tão especial.

O criador do canal, Nogi, conta que a ideia de ser youtuber surgiu em 2012. "Eu estava navegando no YouTube, olhando aqueles primeiros canais de games. Sempre me interessei por nostalgia. Mas eu não queria falar só sobre jogos, então tive a ideia de abordar um universo maior, os anos 1990; período pelo qual eu sempre me interessei muito".

Na visão de Nogi, resgatar a nostalgia que há dentro das pessoas é trazer de volta os momentos mais maravilhosos que essas pessoas já viveram. "A Infância é um período mágico, de uma beleza infinita e poder resgatar mesmo que por alguns minutos esses momentos e trazê-los à tona é um privilégio para mim", afirma o youtuber. "Sinto falta de um período com mais proximidade humana, num tempo sem internet. Naquela época, as pessoas viviam com mais liberdade, eram mais autênticas e não tinham medo de parecer bregas ou cafonas por usar um tipo de roupa ou por gostar de determinada banda ou corte de cabelo", acrescenta.

No entanto, há algumas coisas dessa época que Nogi definitivamente não sente falta: "O jornalismo mundo-cão que despertou nos anos 1990 foi algo horrível. Programas que surfavam nas tragédias cotidianas e não pareciam ter apreço algum pelas vítimas dos crimes mais bárbaros foram péssimos", relembra o criador de conteúdo.

Em seus vídeos, Nogi aborda bastante a televisão da época e seus momentos cômicos e memoráveis. "Quando chegaram os anos 1990, o Brasil estava a fim de se esbaldar em tamanha liberdade. Fez de tudo pela audiência, pecou por seus excessos, mas acertou muito, também. Se a TV é um retrato do período histórico que vivemos, é esperado que ela se transforme a cada ano que passa. Não à toa, naquela época a TV podia tudo", observa.

Questionamos ao criador do canal se ele gostava mais dos anos 1990 ou acha que o período atual é melhor para se viver. "Sou suspeito pra falar! Acho que muitas coisas melhoraram com o passar do tempo, outras regrediram de forma curiosa. E como bom saudosista que sou, prefiro os tempos em que podíamos jogar bola na rua até tarde, inventar mil brincadeiras na rua com os amigos, se divertir com conteúdo feito pra nós na televisão", opina.

Nunca Te Pedi Nada

Nossa lista continua com Nunca Te Pedi Nada, o canal de Maira Medeiros que traz vários assuntos da atualidade, mas também investe muito na nostalgia, principalmente quando se trata de brinquedos dos anos 1980 e 1990. Maira tem inclusive um quadro chamado Caçadora de Brinquedos, onde pergunta para um amigo o que ele mais queria ter na infância e vai atrás desse brinquedo para presenteá-lo.

Maira conta que já trabalhava com criação de conteúdo para outras empresas e influenciadores, mas sentiu a necessidade de falar sobre assuntos que não se encaixavam em nenhum de seus trabalhos. "Como eu sempre fui uma pessoa muito comunicativa e gosto muito de conversar, tive a ideia de fazer um canal, porque ai eu já conversava e aproveitava para aprender coisas novas da plataforma que iriam me ajudar no trabalho. Não imaginava ter o alcance que tive, senti o impacto mesmo depois de alguns meses com o canal, quando eu soltei uma paródia que viralizou! Foi uma mistura de sentimentos: meio assustador e incrível ao mesmo tempo", conta a youtuber.

Maira relata que sempre foi uma pessoa super nostálgica, até com épocas que não viveu: "Adoro coisas antigas, cheias de cheiros, memórias e lembranças. Acho muito especial como itens tão simples podem carregar tanto sentimento. Quando a gente é criança, tem uma curiosidade tão sincera e pura sobre o mundo, e a gente vai perdendo isso conforme vai crescendo… e eu acho que isso seria tão útil em nós, adultos! E a nostalgia, além de ter essa coisa gostosa de aquecer o coração, nos ajuda a manter a história viva. Acho isso muito importante para que a gente possa aprender com os erros e acertos do passado".

Quanto ao quadro Caçadora de Brinquedos, Maira conta que, em 2017, sua avó a chamou para fazer uma “limpa” nos brinquedos antigos guardados no porão, e a partir de então, começou a caçar brinquedos antigos que não pôde ter quando era mais nova. "Esse sentimento de resgate de sensações é tão gostoso que eu resolvi começar o projeto da Caçadora. Depois de muito ouvir 'não', resolvi bancar o projeto do bolso, justamente para que outras pessoas também tivessem essa sensação de resgate da infância, e que também pudessem ver como é importante revisitar essa criança que fica guardadinha no nosso coração. Eu costumo dizer que a Caçadora de Brinquedos é uma série que fala de maneira sensível e divertida sobre crescer sem perder a ternura da infância", afirma.

No entanto, tem algumas coisas dos anos 1990 que Maira não sente nostalgia nenhuma: "Tem muita coisa da estética e da cultura que eu amo e defendo até hoje, mas a gente tava longe de se desconstruir em vários aspectos. Acho que toda época tem as coisas boas e coisas ruins, que a gente vai aprendendo e desconstruindo pra fazer melhor".

Nostalgia dos Games

Se tem um ramo que ainda divide opiniões, no quesito nostalgia, é o dos games. Se por um lado, há pessoas que almejam cada vez mais inovação, por outro, há quem dê preferência às lembranças. É o caso do Raul, criador do canal Nostalgia dos Games. "Gosto dos games atuais pelas historias e gráficos, ainda mais se o jogo estiver dublado em português, aí eu aproveito muito. Porém, quando eu busco diversão mesmo eu parto direto para os jogos antigos. Os anos 1990 foram a época em que eu mais joguei e me diverti. E quando jogo os games antigos, hoje em dia me sinto como se estivesse naquela época. Me sinto uma criança novamente", expõe o youtuber.

A ideia de criar o canal surgiu em 2014 enquanto Raul procurava conhecer mais a fundo as histórias dos games que jogava. "Apesar de ter bastante conteúdo na internet, eu não encontrava com facilidade as curiosidades e histórias com detalhes do jeito que eu queria. Mas só em 2016 comprei uma câmera e comecei a gravar e editar, inicialmente sem nenhuma experiência. E aqui estamos hoje", relembra.

O youtuber conta que, quando era criança, só queria crescer, e agora que é adulto, gostaria muito de voltar a ser criança. "Acredito que o canal resgata as memórias da infância de todos. Mas é uma nostalgia boa, aquela que faz você sorrir enquanto vê curiosidades de um jogo que você não joga há anos. Eu penso que em meio a tantas noticias ruins, trabalho, problemas e todas os problemas da vida, nunca devemos perder de vista a criança que temos dentro de nós".

No entanto, questionado sobre o que não vai sentir saudade nos games, Raul menciona as mecânicas travadas de muitos jogos antigos. "Existem até jogos muito bons, com boa história e excelente proposta, mas que são muito difíceis de jogar por terem uma mecânica ruim. Isso ainda existe atualmente, mas com novas tecnologias, a mecânica de um jogo só fica ruim se os produtos forem bem preguiçosos. Antigamente era muito mais comum e não sinto falta nenhuma disso".

Games das Antigas

Para fechar nossa lista, outro canal na pegada de jogos antigos. Trata-se do intitulado Games das Antigas, com um nome bem autoexplicativo. "O canal Games das Antigas é focado em vídeo games antigos, então este vai ser o grande foco do canal. Sou colecionador de vídeo games e curto demais falar de jogos antigos e principalmente interagir com pessoas que também gostem do assunto", aponta a descrição do canal em questão. O youtuber também pega jogos antigos e faz vídeos completos, jogando até zerar.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: