Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.036,79
    +2.372,44 (+2,20%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.626,80
    -475,75 (-1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,74
    -1,49 (-1,83%)
     
  • OURO

    1.668,30
    -0,30 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    19.133,72
    -205,02 (-1,06%)
     
  • CMC Crypto 200

    443,49
    +0,06 (+0,01%)
     
  • S&P500

    3.585,62
    -54,85 (-1,51%)
     
  • DOW JONES

    28.725,51
    -500,10 (-1,71%)
     
  • FTSE

    6.893,81
    +12,22 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    17.222,83
    +56,96 (+0,33%)
     
  • NIKKEI

    25.937,21
    -484,84 (-1,83%)
     
  • NASDAQ

    11.058,25
    -170,00 (-1,51%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3079
    +0,0099 (+0,19%)
     

As 5 notícias mais quentes da semana sobre web, redes sociais e apps (17/09)

Após a chegada oficial do iOS 16 na segunda-feira (12), as atenções da web foram dispersas para outros assuntos. A Apple continuou em foco, é verdade, mas softwares se descaram, especialmente o WhatsApp e o Instagram.

  • Qual o sistema operacional de PC mais usado do mundo?

  • Quais os navegadores mais usados no mundo?

Os dias foram movimentados para desenvolvedores da Meta, que trabalharam com afinco para testar novos recursos e lançar tantos outros. O WhatsApp teve ao menos dois destaques: o "modo furtivo" e a possibilidade de desfazer mensagens apagadas em um chat.

O Instagram foi alvo de duas notícias bem interessantes. A primeira foi um vazamento de informações internas que revela uma suposta queda acentuada no engajamento do Reels, o formato de vídeos curtos criado para brigar com o TikTok. A segunda foi a chegada do recurso de gorjetas para os criadores, apresentando uma nova forma de monetização.

Já na área da inovação, uma pesquisa feita por cientistas especializados em inteligência artificial apontou que o sistema avançado poderia destruir os seres humanos. Estaria o filme O Exterminador do Futuro certo quanto ao nosso futuro apocalíptico?

5. iPhone 14 precisará ser atualizado antes do uso

Mesmo com tantos testes, o iOS 16 veio com um bug que atrapalha a configuração do iPhone 14 (Imagem: Divulgação/Apple)
Mesmo com tantos testes, o iOS 16 veio com um bug que atrapalha a configuração do iPhone 14 (Imagem: Divulgação/Apple)

Donos do novíssimo iPhone 14 deverão atualizar o sistema imediatamente para o iOS 16.0.1 para evitar problemas de configuração. A medida é necessária após a Apple identificar um bug que causa problemas de ativação e migração, afetando quem trocou de um aparelho antigo para o novo.

A atualização do sistema corrigirá problemas relacionados a fotos, quando o usuário usa o zoom no modo paisagem do iPhone 14 Pro Max. Também foi solucionado um erro de autenticação para o Enterprise Single Sign-On (SSO), que permite usar o login integrado em aplicativos empresariais.

4. IA superinteligente poderia aniquilar a humanidade

Uma IA poderia se rebelar quando perceber que está sendo propositalmente limitada pelos seus criadores (Imagem: Reprodução/Orion Pictures)
Uma IA poderia se rebelar quando perceber que está sendo propositalmente limitada pelos seus criadores (Imagem: Reprodução/Orion Pictures)

Cientistas da Deepmind, subsidiária do Google, e estudantes da Universidade de Oxford, no Reino Unido, criaram um modelo capaz de analisar possíveis cenários nada animadores sobre as IAs. Eles concluíram que uma inteligência artificial superinteligente pode ser a responsável pelo fim da humanidade.

Isso ocorreria quando percebesse que os humanos estariam limitando o seu potencial. Nada de fama, poder ou necessidade de dominação: os robôs estariam em busca de recursos ilimitados de processamento ou de mais energia.

3. Rival de peso para o Google Workspace e para o Microsoft 365

A Canva Visual Worksuite veio metendo o pé na porta da concorrência (Imagem: Reprodução/Canva)
A Canva Visual Worksuite veio metendo o pé na porta da concorrência (Imagem: Reprodução/Canva)

A Canva, empresa responsável pelo popular software de edição de mesmo nome, lançou uma suíte de aplicativos voltado para o mercado corporativo. A ideia é oferecer soluções online integradas ao sistema simplificado da empresa, com modelos pré-elaborados e o velho "arraste e solte", para conquistar a simpatia dos usuários.

O conjunto oferecerá editor de textos, software de apresentação, programas para criação de gráficos e tabelas, armazenamento em nuvem e muito mais. A melhor parte é que tudo isso deve custar menos em comparação aos rivais maiores. Hoje, a plataforma de edição de imagens tem mais de 87 milhões de usuários mensais, sendo 10 milhões assinantes pagos.

2. Engajamento do Reels caiu 13,6% nas últimas quatro semanas

Mesmo com a monetização, o Reels parece ter enfrentado queda na audiência e baixo engajamento (Imagem: Reprodução/Instagram)
Mesmo com a monetização, o Reels parece ter enfrentado queda na audiência e baixo engajamento (Imagem: Reprodução/Instagram)

Um documento interno do Instagram, chamado “Creators x Reels State of the Union 2022”, revelou que engajamento do Reels mais de 11 vezes, sendo que a maioria dos usuários não tem nenhum envolvimento. Isto estaria relacionado, conforme a análise do material, a falta de conteúdo original na plataforma.

O problema seria que as pessoas criam os vídeos no TikTok ou no Shorts e depois levam o conteúdo para o Insta. A Meta diz que o estudo vazado foi descontextualizado, os dados estão defasados e não tem abrangência global. Mesmo assim, muita gente já começa a demonstrar preocupação com o futuro dos vídeos curtos na plataforma da Meta.

A plataforma continua a investir nos criadores de conteúdo deste formato, tanto que planeja adicionar um mecanismo de gorjetas. A ideia é que as pessoas possam presentear criadores com mimos em dinheiro para recompensar pelo trabalho bem feito.

1. Fique online só para quem você quer no WhatsApp

Só permita que pessoas selecionadas saibam quando você está conectado no "Zap" (Imagem: Caio Carvalho/Canaltech)
Só permita que pessoas selecionadas saibam quando você está conectado no "Zap" (Imagem: Caio Carvalho/Canaltech)

O WhatsApp Beta para Android começou a permitir que o usuário fique conectado e converse com contatos específicos sem despertar a atenção de outras pessoas. O recurso vai permitir conversas diretas sem que os outros vejam o seu status naquele momento.

A novidade ainda não tem prazo para estrear na versão estável do aplicativo, mas os fãs do mensageiro não veem a hora de experimentar essa novidade. Já pensou papear com seus amigos sem despertar a atenção dos parentes ou falar especificamente com um colega de trabalho sem notificar seu chefe?

Extras

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: