Mercado fechado

5 motivos para NÃO comprar o Mitsubishi Eclipse Cross 2023

O Mitsubishi Eclipse Cross 2023 é um ótimo carro e isso é inegável. Confortável e bem equipado, ele tem predicados suficientes para incomodar os líderes do mercado entre os SUVs médios, mesmo sem a pretensão de brigar pelo título de mais vendido.

Mas por ser um carro que beira os R$ 250 mil, o Eclipse Cross, em sua versão topo de gama, a HPE-S S-AWC, tem alguns pecados "mortais" que não deveriam estar ali e que geram um certo incômodo, principalmente se levarmos em consideração alguns rivais de preço equivalente ou até mais em conta.

Com isso em mente, o Canaltech listou 5 motivos para você não comprar o Mitsubishi Eclipse Cross 2023.

5. Desempenho

Se na cidade o motor 1.5 turbo de 165cv e 25,5 kgf/m de torque vai bem, na estrada não tivemos a mesma sensação. A relação com o câmbio CVT que simula oito velocidades deixa o carro mais moroso, voltado para o conforto, e não necessariamente para a agilidade e ultrapassagens.

Não chega a ser irritante ou perigoso, mas deixou a desejar sim.

Desempenho do SUV da Mitsubishi não agrada tanto no ambiente rodoviário (Imagem: Divulgação/ Mitsubishi)
Desempenho do SUV da Mitsubishi não agrada tanto no ambiente rodoviário (Imagem: Divulgação/ Mitsubishi)

4. Não é flex

O Mitsubishi Eclipse Cross 2023 é fabricado em solo brasileiro, na planta de Catalão/GO. É um projeto bem pensado, tem suas valências, é munido de um bom motor, mas que, infelizmente, não é flex. Isso poderia lhe conferir um pouco mais de desempenho e dar ao consumidor a opção óbvia de abastecer com etanol, caso queira.

Abastecer o Eclipse Cross é somente com gasolina (Imagem: Felipe Ribeiro/ Canaltech)
Abastecer o Eclipse Cross é somente com gasolina (Imagem: Felipe Ribeiro/ Canaltech)

3. Acabamento

Muito embora o acabamento do Mitsubishi Eclipse Cross 2023 não seja ruim, ele fica abaixo de outros carros dessa categoria. Há, sim, uso de material sensível ao toque no painel e portas, mas a disposição da cabine não é das mais agradáveis e há alguns gargalos, como a localização das entradas USB, uma das piores que já vimos.

Há, também, o uso de black piano no console central, mas que, com o tempo, pode deixar marcas de uso irreversíveis, degradando a aparência.

Não há muito requinte no SUV médio da Mitsubishi, mas não podemos dizer que o acabamento é ruim (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)
Não há muito requinte no SUV médio da Mitsubishi, mas não podemos dizer que o acabamento é ruim (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

2. Consumo

Motor turbo, câmbio CVT e movido à gasolina poderia ser a receita perfeita para um bom consumo, certo? Errado. Ao menos em nossos testes, as médias do Mitsubishi Eclipse Cross 2023 não foram das melhores. Na cidade, chegamos na casa dos 8,5 km/l, enquanto na estrada beiramos os 10 km/l.

Temos que nos esforçar para não gastar a gasolina do Eclipse Cross (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)
Temos que nos esforçar para não gastar a gasolina do Eclipse Cross (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

1. Central multimídia

A Mitsubishi fez a opção de montar o Eclipse Cross 2023 com uma central multimídia da JBL. O som é de ótima qualidade, é verdade, mas a tela é muito pequena e o sistema é pouco intuitivo, deixando o SUV bem atrás de rivais do segmento quando o assunto é multimídia e conectividade.

Central multimídia do Eclipse Cross parece um tablet bem pequeno. Não combina (Imagem: Felipe Ribeiro/ Canaltech)
Central multimídia do Eclipse Cross parece um tablet bem pequeno. Não combina (Imagem: Felipe Ribeiro/ Canaltech)

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: