Mercado fechado
  • BOVESPA

    107.829,73
    -891,85 (-0,82%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.335,51
    -713,54 (-1,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    77,49
    +0,35 (+0,45%)
     
  • OURO

    1.884,20
    -0,60 (-0,03%)
     
  • BTC-USD

    23.283,98
    +564,84 (+2,49%)
     
  • CMC Crypto 200

    534,56
    +8,61 (+1,64%)
     
  • S&P500

    4.164,00
    +52,92 (+1,29%)
     
  • DOW JONES

    34.156,69
    +265,67 (+0,78%)
     
  • FTSE

    7.864,71
    +28,00 (+0,36%)
     
  • HANG SENG

    21.298,70
    +76,54 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    27.685,47
    -8,18 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    12.763,75
    -13,00 (-0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5767
    +0,0574 (+1,04%)
     

5 motivos para NÃO comprar o Volkswagen Polo Highline 2023

Lançado no ano passado, o novo Volkswagen Polo 2023 foi reposicionado para ser a porta de entrada dos veículos de passeio da montadora alemã. Ainda feito sobre a plataforma MQB, o hatch recebeu simplificações no projeto em todas as suas versões para se tornar mais competitivo e tentar fazer as vezes do VW Gol, aposentado também em 2022.

A versão Highline, a mais cara da gama, segue sendo uma ótima opção no mercado de hatches compactos, mas mantém alguns dos pontos negativos vistos na versão 2022, além das simplificações já citadas quando conhecemos o modelo no lançamento, em setembro.

O Canaltech passou um bom tempo com o carro e vai te contar os principais pontos negativos do modelo. Não são necessariamente defeitos de projeto ou fatos graves do produto, mas pontos que podem te fazer repensar a compra.

Veja abaixo os cinco motivos para não comprar o Volkswagen Polo Highline 2023.

5. Acabamento

Ponto crítico na versão 2022, o acabamento segue sendo uma pedra no sapato na vida do VW Polo 2023, mesmo na variante Highline. A Volks bem que tentou colocar uma nova estampa no painel para passar uma impressão de mais requinte e, no primeiro contato com o carro, até que conseguiu, mas com o passar dos dias, a conclusão é de que não melhorou nada.

Acabamento segue crítico no Polo (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)
Acabamento segue crítico no Polo (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

4. Design não melhorou

Penso que design é uma questão de gosto pessoal e aqui assumo totalmente a responsabilidade. Eu gostava mais do VW Polo antes dessa reestilização. O modelo antigo passava uma agressividade maior, tinha mais recursos visuais, como os faróis de neblina e as rodas aro 17 (que também afetam na dinâmica, claro). O Polo não é um carro feio, muito pelo contrário, mas penso que antes era mais bonito do que é hoje.

Design do Polo segue atraente, mas o antigo era mais esportivo (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)
Design do Polo segue atraente, mas o antigo era mais esportivo (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

3. Simplificação é sentida nos detalhes

O convívio com o VW Polo 2023 foi extremamente agradável e entendemos qual é a nova proposta do hatch. Mas sentimos, também, que a Volkswagen simplificou o projeto e isso pode ser percebido em alguns detalhes. Há mais ruído na cabine, como nos plásticos do painel e nos bancos, além de o isolamento acústico ter piorado.

E como citamos os bancos, vale destacar que agora eles estão menos confortáveis do que na versão 2022, e são inteiriços, algo que pode incomodar quem viaja na fileira traseira.

Conforto não é um dos pontos fortes do hatch (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)
Conforto não é um dos pontos fortes do hatch (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

2. Poderia ter itens de segurança ativa

Mesmo que mais competitivo por causa de suas qualidades e preço reajustado, o VW Polo 2023 poderia estar mais equipado, assim como acontece com seus rivais mais diretos, o Hyundai HB20 e o Chevrolet Onix. Ambos os hatches compactos já são munidos de itens de segurança ativa, como alerta de colisão frontal, frenagem automática de emergência, alerta de ponto cego, alerta de saída de faixa com correção e centralização e até assistente de estacionamento semiautônomo.

Mesmo que o botão no volante indique, o Polo não tem o piloto automático adaptativo (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)
Mesmo que o botão no volante indique, o Polo não tem o piloto automático adaptativo (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

1. Perda de itens de segurança passiva

Maior crítica em cima dessa atualização do hatch, a saída de itens como os freios a disco nas rodas traseiras e a opção de ter somente 4 airbags (e não 6 como na versão 2022) fazem com que o Polo perca um pouco do ar premium que tinha e que era um de seus trunfos perante à concorrência.

O carro não ficou inseguro. Freia bem e as bolsas cobrem cabeça e tronco lateralmente, mas a sensação de perda de itens em um carro que passa dos R$ 100 mil incomoda.

Freios na traseira somente a tambor (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)
Freios na traseira somente a tambor (Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: