Mercado fechará em 2 h 3 min
  • BOVESPA

    100.703,12
    +2.030,86 (+2,06%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.285,77
    +544,27 (+1,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    109,81
    +2,19 (+2,03%)
     
  • OURO

    1.824,40
    -5,90 (-0,32%)
     
  • BTC-USD

    20.720,08
    -538,13 (-2,53%)
     
  • CMC Crypto 200

    451,11
    -10,69 (-2,31%)
     
  • S&P500

    3.900,35
    -11,39 (-0,29%)
     
  • DOW JONES

    31.433,97
    -66,71 (-0,21%)
     
  • FTSE

    7.258,32
    +49,51 (+0,69%)
     
  • HANG SENG

    22.229,52
    +510,46 (+2,35%)
     
  • NIKKEI

    26.871,27
    +379,30 (+1,43%)
     
  • NASDAQ

    12.034,75
    -105,75 (-0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5309
    -0,0215 (-0,39%)
     

5 motivos para comprar o Honda City hatch

O Honda City hatch, ou New City, foi apresentado em novembro de 2021 e chegou ao Brasil em 2022 para fazer frente principalmente ao Chevrolet Cruze Sport6, até então considerado “O Último dos Moicanos” em seu segmento.

A reportagem do Canaltech teve a oportunidade de passar uma semana em poder do New Honda City em sua versão hatch e separou 5 bons motivos para você comprar o carro que herdou o lugar aberto pelo fim do ciclo do Honda Fit no Brasil.

5. Pacote tecnológico

Vamos abrir a lista de 5 motivos para comprar o Honda City hatch, ou New City, pelo principal deles: o pacote tecnológico. Mais do que a conexão via Bluetooth com a boa central multimídia de 8 polegadas, com direito a Android Auto e Apple Carplay, o modelo da marca japonesa é sinônimo de carro conectado.

Central multimídia de 8 polegadas é uma das atrações do New Honda City hatch (Imagem: Paulo Amaral/Canaltech)
Central multimídia de 8 polegadas é uma das atrações do New Honda City hatch (Imagem: Paulo Amaral/Canaltech)

4. Pacote de segurança

Outro ponto alto no Honda City hatch é o pacote de segurança disponibilizado pela montadora japonesa. A Touring, testada pelo Canaltech, é a topo de gama e veio recheada com o pacote completo do Honda Sensing.

Os sistemas destacados pela marca são formados por cinco componentes:

  1. ACC – Controle de cruzeiro adaptativo: Auxilia o motorista a manter uma distância segura em relação ao veículo detectado à sua frente;

  2. CMBS - Sistema de frenagem para mitigação de colisão: Aciona o freio ao detectar uma possível colisão frontal, com o objetivo de mitigar acidentes. Ele é capaz de detectar e identificar pedestres e veículos que estejam no mesmo sentido ou no oposto;

  3. LKAS - Sistema de assistência de permanência em faixa: Detecta as faixas de rodagem e ajusta a direção com o objetivo de auxiliar o motorista a manter o veículo centralizado nas linhas de marcação;

  4. RDM - Sistema para mitigação de evasão de pista: Detecta a saída da pista e ajusta a direção com o objetivo de evitar acidentes;

  5. AHB - Ajuste automático de farol: Comutação noturna automática dos fachos baixo e alto dos faróis de acordo com a situação.

Honda Sensing exibe informações no display frontal e na central multimídia (Imagem: Paulo Amaral/Canaltech)
Honda Sensing exibe informações no display frontal e na central multimídia (Imagem: Paulo Amaral/Canaltech)

3. Consumo

Em tempo de combustível caríssimo, nada melhor do que investir em um carro econômico, certo? E o Honda City hatch foi projetado para levar isso ao pé da letra. Se ainda não é elétrico, o novo modelo da marca japonesa ao menos não “bebe” muita gasolina.

O motor 1.5 flex, que entrega ao motorista 126 cavalos de potência e 15,6 kgfm de torque, casa bem com o câmbio automático CVT que simula 7 velocidades. E isso faz com que o carro, quando abastecido com gasolina, tenha números bem interessantes no que se refere ao consumo.

Segundo a marca, no Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE), ele registrou oficialmente médias de 10,5 km/l em perímetro urbano e 14,8 km/l no rodoviário. Nas mãos da reportagem do Canaltech, o desempenho foi melhor na cidade (10,9 km/l), mas um pouco abaixo na estrada (13,9 km/l).

Consumo de combustível do Honda City hatch foi bastante satisfatório (Imagem: Paulo Amaral/Canaltech)
Consumo de combustível do Honda City hatch foi bastante satisfatório (Imagem: Paulo Amaral/Canaltech)

2. Visual

O quarto entre os 5 motivos para comprar o New Honda City hatch é o visual. A montadora japonesa caprichou no substituto do Fit, apostando em linhas modernas, aerodinâmicas e agressivas para conquistar, principalmente, o público mais jovem.

Apesar de não ser tão agressivo quanto o visual do Volkswagen Nivus, ele é "invocado" o suficiente para agradar a uma boa gama de público, especialmente pelo bem resolvido conjunto óptico, tanto frontal quanto traseiro.

City hatch tem linhas agressivas, mas bem agradáveis (Imagem: Paulo Amaral/Canaltech)
City hatch tem linhas agressivas, mas bem agradáveis (Imagem: Paulo Amaral/Canaltech)

1. Conforto

Vamos fechar a lista com algo fundamental para quem está disposto a gastar mais de R$ 100 mil (até porque, hoje em dia, as opções de carros zero quilômetro abaixo deste valor estão escassas) em um carro novo: o conforto. E ele está diretamente ligado ao espaço interno.

No Honda City hatch, o entre-eixos é excelente (2,60 metros) e, com isso, o conforto é garantido para pelo menos quatro dos cinco ocupantes que o carro comporta. E por quê? Porque há uma inexplicável saliência no assento do meio do banco de trás, que pode comprometer um pouquinho o bem-estar de quem estiver sentado ali.

Um pequeno detalhe que não invalida o último dos 5 motivos para comprar o Honda City hatch.

Espaço interno traseiro só não é perfeito por conta da pequena saliência no meio do banco (Imagem: Paulo Amaral/Canaltech)
Espaço interno traseiro só não é perfeito por conta da pequena saliência no meio do banco (Imagem: Paulo Amaral/Canaltech)

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos