Mercado fechará em 1 h 16 min
  • BOVESPA

    111.202,72
    -870,83 (-0,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.390,36
    -628,55 (-1,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,48
    +0,07 (+0,09%)
     
  • OURO

    1.930,90
    -11,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    23.880,38
    +873,39 (+3,80%)
     
  • CMC Crypto 200

    545,54
    +0,23 (+0,04%)
     
  • S&P500

    4.176,96
    +57,75 (+1,40%)
     
  • DOW JONES

    33.951,65
    -141,31 (-0,41%)
     
  • FTSE

    7.820,16
    +59,05 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    21.958,36
    -113,82 (-0,52%)
     
  • NIKKEI

    27.402,05
    +55,17 (+0,20%)
     
  • NASDAQ

    12.833,25
    +419,00 (+3,38%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4607
    -0,0937 (-1,69%)
     

As 5 maiores inovações tecnológicas para ficar de olho em 2023

Tratando-se de tecnologia, a década presente vem trazendo novas tendências tão rapidamente quanto elas ficam para trás. Somente em 2022, a humanidade chegou mais perto de passear no espaço e cientistas conseguiram feitos decisivos na energia de fusão nuclear. Por outro lado, vimos criptomoedas e NFTs balançarem e um Metaverso ainda muito tímido.

Prever o que vem por aí não é uma ciência exata como a envolvida nessas tecnologias, mas é possível analisar as tendências do que vem crescendo nos últimos anos e o que está prometido para este.

Confira, então, cinco inovações que devem dominar o mundo da tecnologia em 2023:

5. Carros elétricos e autônomos

2023 deve trazer novas opções e queda de preço nos carros elétricos (Imagem: Divulgação/alexstand/Envato)
2023 deve trazer novas opções e queda de preço nos carros elétricos (Imagem: Divulgação/alexstand/Envato)

Embora a Tesla continue dominando as vendas de carros elétricos nos Estados Unidos, 2023 pode ser um ano de mudanças. A competição no mercado tem subido, com fabricantes como a General Motors, Kia, Honda e Audi aumentando suas produções. A tendência também é que haja um barateamento da tecnologia envolvida, tornando esse tipo de veículo acessível a um público maior.

Não quer dirigir? Sem problemas, os carros autônomos são outra inovação que deve ganhar força esse ano. A Uber pretende lançar um serviço autônomo ainda esse ano nos Estados Unidos e algumas companhias planejam realizar transportes de produtos sem nenhum suporte humano.

4. Vacinas de RNA mensageiro

A vacina contra a COVID-19 puxou outras inovações na área de biotecnologia (SteveAllenPhoto999/Envato)
A vacina contra a COVID-19 puxou outras inovações na área de biotecnologia (SteveAllenPhoto999/Envato)

A pandemia de COVID-19 exigiu grandes esforços na biotecnologia para o desenvolvimento de vacinas que pudessem garantir a imunização necessária. Uma solução encontrada por indústrias farmacêuticas foram as vacinas contendo RNA mensageiro, que permite que o corpo humano desenvolva os anticorpos necessários para combater a doença.

A vacina contra a COVID impulsionou as pesquisas relacionadas a outras doenças mortais: a BioNTech planeja para 2023 os testes em humanos dos imunizantes contra tuberculose, herpes genital e malária. Cientistas esperam que esse tipo de vacina possa ser utilizada contra o HIV e até câncer, no futuro.

3. Viagens espaciais comerciais

A SpaceX deve fazer seu primeiro voo orbital comercial este ano (Imagem: Reprodução/LabPadre/Twitter)
A SpaceX deve fazer seu primeiro voo orbital comercial este ano (Imagem: Reprodução/LabPadre/Twitter)

O setor espacial privado segue mirando na Lua, mas até o próximo humano pôr os pés no satélite natural da Terra há um longo caminho a ser percorrido. Companhias japonesas e americanas já tentam ser as primeiras corporações privadas a ter um aterrissador pousado por lá — seus dispositivos devem chegar à Lua em março.

Outro passo a ser dado é o primeiro voo orbital comercial, que pode acontecer por volta do mesmo período. A missão Polaris Dawn, da SpaceX, é esperada para os próximos meses, levando quatro passageiros a cerca de 1.200 quilômetros acima da Terra.

2. Tecnologia e energia sustentável

2023 pode trazer inovações nas fontes limpas de energia (Imagem:  Nuno Marques/Unsplash)
2023 pode trazer inovações nas fontes limpas de energia (Imagem: Nuno Marques/Unsplash)

A sustentabilidade está em pauta, isso é fato, e 2023 promete ser um ano com diversos avanços tecnológicos em prol do meio ambiente. Energias limpas, economia circular, modelos de negócio mais sustentáveis e remoção e armazenamento de carbono da atmosfera são algumas das tendências.

Algumas empresas já têm caminhado nesse sentido e, principalmente, uma parcela de seus consumidores está cobrando essa postura. No campo dos governos, o discurso predominante também é o de avançar rumo a um futuro mais sustentável e a tecnologia pode ser uma grande aliada nesse processo. Resta saber o quanto estas intenções serão convertidas em práticas.

1. O ano da IA

Se a inteligência artificial já é parte do nosso dia a dia, 2023 será o ano em que ela toma conta do mundo. Mas calma, não é nenhuma rebelião das máquinas. Avanços nas tecnologias de comunicação, como o 5G e Wi-Fi 6, vão possibilitar maiores fluxos de dados e em mais dispositivos: um prato cheio para o aperfeiçoamento das IAs.

Com isso, podemos esperar melhores resultados em serviços que contam com a ajuda das máquinas. Empresas também tendem a usar cada vez mais essa ferramenta visando otimizar seus processos e o atendimento ao consumidor.

As decisões tomadas pelas inteligências podem até ajudar no item anterior dessa lista, com o uso eficiente de eletrônicos, por exemplo, evitando desperdícios.

Computadores fazem arte?

Imagens geradas pela IA Midjourney a partir da entrada
Imagens geradas pela IA Midjourney a partir da entrada "ilustração para uma notícia sobre arte e inteligência artificial" (Imagem: Midjourney/CC-BY-NC 4.0)

Além disso tudo, a criação de conteúdo por meio de inteligências artificiais está em força total. Embora exista uma grande polêmica em relação a considerar arte os textos, ilustrações e até músicas feitas pelas IAs, esse tipo de conteúdo está se popularizando. Seu uso pode ser simplesmente artístico, mas existe a possibilidade de criação de conteúdo para fins comerciais, como ilustrar uma peça de marketing, por exemplo.

Para uns, o que a inteligência artificial faz não é arte. Para outros, ela é apenas um novo paradigma de criação como foram os softwares de edição de imagens chegando em um mundo analógico. Gostando ou não, a IA veio para ficar.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: