Mercado abrirá em 2 mins
  • BOVESPA

    109.068,55
    -1.120,02 (-1,02%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.725,96
    -294,69 (-0,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,93
    +0,92 (+1,28%)
     
  • OURO

    1.796,40
    -1,60 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    16.840,04
    +37,45 (+0,22%)
     
  • CMC Crypto 200

    395,68
    -6,35 (-1,58%)
     
  • S&P500

    3.933,92
    -7,34 (-0,19%)
     
  • DOW JONES

    33.597,92
    +1,58 (+0,00%)
     
  • FTSE

    7.484,92
    -4,27 (-0,06%)
     
  • HANG SENG

    19.450,23
    +635,41 (+3,38%)
     
  • NIKKEI

    27.574,43
    -111,97 (-0,40%)
     
  • NASDAQ

    11.543,00
    +33,50 (+0,29%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4660
    -0,0004 (-0,01%)
     

5 iniciativas que promovem a inserção de jovens no mercado de trabalho

Projetos incentivam o empreendedorismo para os jovens.  Foto: Getty Creative
Projetos incentivam o empreendedorismo para os jovens.
Foto: Getty Creative

O desemprego no país afeta principalmente os jovens brasileiros, é o que aponta pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com os dados divulgados, 46% dos jovens entre 14 e 17 anos estão em busca de um emprego, e de 18 a 24 anos, 31% são afetados pela falta de emprego.

A pandemia de coronavírus impactou toda a economia, mas foi também os jovens os mais afetados durante o primeiro ano de isolamento social. Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, a taxa de desocupação entre eles subiu de 23,8% no quarto trimestre de 2019 para 29,8% no mesmo período em 2020. Essa porcentagem corresponde a aproximadamente 4,1 milhões de jovens em busca de um emprego.

Com o objetivo de transformar esse cenário pouco animador, iniciativas e projetos trabalham para que a juventude, sobretudo de baixa renda e periférica, possa ter acesso a cursos e formações que garantam a inclusão no mercado de trabalho.

Veja a seguir 5 destas iniciativas:

  1. Educamente e Jovem Com Futuro

  2. Qualifica Mais Progredir

  3. Programa Formare

  4. Projeto Enter Jovem

  5. Um Milhão de Oportunidades

Educamente e Jovem Com Futuro

O Jovem Com Futuro é uma iniciativa do Projeto Amigos das Crianças que atua para diminuir as desigualdades sociais em regiões periféricas em São Paulo, como os bairros Pirituba, Jaraguá e São Domingos. Entre os projetos, há dois programas complementares focados em empregabilidade para jovens que têm entre 15 e 24 anos e estão em situação de vulnerabilidade social.

O Educamente abre 40 vagas a cada seis meses para aulas três vezes por semana com duração de duas horas e meia cada, focadas no ensino de português e matemática. As aulas fazem parte de um curso preparatório do projeto Jovem Com Futuro que oferece formação na parte técnica e comportamental em Gestão Empresarial.

A iniciativa está em atividade desde 2018 e já formou 110 alunos. Desses, 75% estão empregados.

Qualifica Mais Progredir

A prefeitura de São Paulo através do programa Qualifica Mais Progredir pretende abrir 3 mil vagas com o objetivo de ensinar jovens que têm entre 18 e 29 anos, ensino fundamental completo e inscrição no CadÚnico a desenvolver um plano de negócios para iniciar um empreendimento.

As aulas acontecerão em escolas públicas municipais localizadas em locais periféricos das cidades, no período noturno. Os inscritos no programa receberão uma bolsa diária de R$ 15 e vão aprender soluções como estratégias de vendas, análise de mercado, planejamento financeiro e negócios digitais em um carga horária de 160 horas de aulas.

Programa Formare

Criado em 1989 pela Fundação Iochpe, o programa Formare oferece cursos de formação para jovens entre 16 e 19 anos em situação de vulnerabilidade social. O programa conta com 65 escolas no Brasil, espalhados em 49 cidades e 13 estados. Já formou cerca de 25 mil jovens, dentre estes, 9 a cada 10 consegue um emprego com faixa salarial acima de R$ 2 mil.

A duração mínima do curso é de 800 horas/aula e as ementas são desenvolvidas pelo corpo pedagógico da Fundação de acordo com as empresas e a realidade local.

Projeto Enter Jovem

Enter Jovem é um projeto de formação socioprofissional que tem como objetivo inserir jovens em desvantagens sociais e econômicas no mercado de trabalho. O público principal tem entre 16 e 29 anos e são estudantes de escolas públicas e moradores de locais de baixa renda e periféricos.

A metodologia dos cursos é pautada nos quatro pilares educacionais promulgados pela UNESCO ((Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura).

O curso é dividido em quatro módulos, são eles: Formação básica - autoconhecimento e cidadania, empregabilidade e empreendedorismo, desenvolvimento sustentável, desenvolvimento cultural.

O projeto já chegou aos estados da Bahia, Sergipe, Ceará, Pernambuco, Rio de Janeiro e Distrito Federal.

Um Milhão de Oportunidades

No final de 2020, empresas, sociedade civil, Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e a Organização Internacional do Trabalho (OIT) criaram a iniciativa Um Milhão de Oportunidades que tem como foco jovens entre 14 e 24 anos, em situação de vulnerabilidade, principalmente indígenas, negros e pardos, moradores de periferias urbanas ou rurais.

O projeto oferece oportunidades de formação, capacitação para o mercado de trabalho e tem quatro pilares principais: acesso à educação de qualidade; inclusão digital e conectividade; fomento ao empreendedorismo e protagonismo de adolescentes e jovens; e acesso ao mundo do trabalho em oportunidades de estágio, aprendiz e emprego formal.