Mercado abrirá em 3 h 38 min

5G: Ativação da rede vai atrasar em algumas capitais; veja se a sua está na lista

Decisão vai contra a estimativa feita ontem (11) pelo ministro das Comunicações, Fabio Faria (Getty Images)
Decisão vai contra a estimativa feita ontem (11) pelo ministro das Comunicações, Fabio Faria

(Getty Images)

  • Anatel prorroga o prazo para ativação do 5G em 15 capitais;

  • Data limite agora é 27 de novembro;

  • Na terça-feira, três cidades receberão a tecnologia; outras quatro estão previstas para setembro.

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) informou, nesta sexta-feira (12), que 15 capitais terão o prazo de ativação do 5G puro – chamado standalone - prorrogado em 60 dias por questões de “cautela e prudência”. A faixa é a que oferece maior velocidade, estabilidade e menor tempo de latência (resposta).

Este é o segundo adiamento feito pela agência. Anteriormente, o sinal estava previsto para ser disponibilizado até 31 de julho. Depois, passou para 29 de setembro e agora as cidades terão que esperar até 27 de novembro para desfrutar da tecnologia.

Já outras quatro capitais – Rio de Janeiro, Vitória, Florianópolis e Palmas – terão o 5G ativado até, no máximo, 29 de setembro. O calendário da próxima terça-feira (16) também foi mantido, contemplando Curitiba, Goiânia e Salvador.

Com a ativação da próxima semana, o Brasil passará a ter oito cidades com sinal de 5G. A primeira foi Brasília, em 6 de julho, seguida por Belo Horizonte, João Pessoa e Porto Alegre, em 29 de julho, e São Paulo, em 4 de agosto.

Por que o atraso?

A decisão foi tomada porque as operadoras ainda esperam a chegada de equipamentos que precisam ser instalados para evitar que o sinal de 5G cause interferências em serviços profissionais de satélite. Mas nada impede que o sinal seja liberado antes de novembro, caso a instalação de antenas e filtros avance.

Outro ponto importante é que, embora o Rio de Janeiro estivesse cotado para receber a tecnologia na semana que vem, novos testes terão que ser feitos para garantir que não haverá interferências. Por isso, ficou para o dia 29 de setembro.

A decisão tomada hoje pelo Gaispi, grupo criado pela Anatel para cuidar da implantação do 5G puro, vai contra o anúncio feito ontem (11) pelo ministro das Comunicações, Fabio Faria. Em coletiva de imprensa, ele disse que a instalação da rede 5G estava prevista para ser concluída em 25 das 27 capitais até o final do mês de agosto, antecipando, assim, o calendário da agência reguladora. A previsão era de que apenas Manaus e Belém poderiam sofrer com prorrogações, em caráter de exceção.

Calendário de ativação do 5G

Em 16 de agosto

  • Curitiba (PR)

  • Goiânia (GO)

  • Salvador (BA)

Até 29 de setembro

  • Rio de Janeiro (RJ)

  • Vitória (ES)

  • Florianópolis (SC)

  • Palmas (TO)

Até 27 de novembro

  • Recife (PE)

  • Fortaleza (CE)

  • Natal (RN)

  • Aracaju (SE)

  • Maceió (AL)

  • Teresina (PI)

  • São Luís (MA)

  • Campo Grande (MS)

  • Cuiabá (MT)

  • Porto Velho (RO)

  • Rio Branco (AC)

  • Macapá (AP)

  • Boa Vista (RR)

  • Manaus (AM)

  • Belém (PA)