Mercado fechará em 2 horas 1 minuto
  • BOVESPA

    112.041,97
    +3.259,82 (+3,00%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.355,85
    -725,48 (-1,42%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,16
    +0,92 (+1,19%)
     
  • OURO

    1.764,90
    +9,60 (+0,55%)
     
  • BTC-USD

    16.410,86
    +176,04 (+1,08%)
     
  • CMC Crypto 200

    387,57
    -1,15 (-0,30%)
     
  • S&P500

    3.950,66
    -13,28 (-0,34%)
     
  • DOW JONES

    33.757,98
    -91,48 (-0,27%)
     
  • FTSE

    7.512,00
    +37,98 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    18.204,68
    +906,74 (+5,24%)
     
  • NIKKEI

    28.027,84
    -134,99 (-0,48%)
     
  • NASDAQ

    11.506,25
    -110,00 (-0,95%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4786
    -0,0706 (-1,27%)
     

5 filmes de terror baseados em fatos reais na Netflix

Ao longo de toda a história do cinema, o grande charme dos filmes de terror é colocar o público diante de um perigo controlado. Seja com um serial killer, um monstro ou algum tipo de evento paranormal perturbando os personagens, a segurança da tela separa o mundo da ficção da realidade, fazendo com que a gente aproveite apenas a adrenalina do momento. Só que existe uma exceção: o horror baseado em fatos reais.

Por isso há um nicho bem específico dentro do gênero que adora explorar esses relatos. É claro que há uma licença poética na grande maioria dos casos, mas não há como evitar o arrepio na espinha quando você sabe que aquele tipo de coisa aconteceu de verdade — o que significa que pode se repetir com você.

E a Netflix traz alguns desses filmes de terror em seu catálogo. Não são tantos, é verdade, principalmente após a saída da franquia Invocação do Mal, mas o suficiente para tirar o seu sono e fazê-lo pensar duas vezes antes de achar que é tudo coisa do cinema. Pensando nisso, o Canaltech selecionou os 5 melhores filmes de terror baseados em fatos reais para assistir na Netflix.

5. Livrai-nos do Mal

Livrai-nos do Mal não está entre os mais conhecidos filmes de terror da Netflix, mas a história por trás dessa trama protagonizada por Eric Bana é uma daquelas que causam medo a partir da dúvida. Afinal, como isso pode ter realmente acontecido?

No longa, o policial Ralph Sarchie (Bana) se depara com alguns casos perturbadores. Dotado de um tipo de intuição mais aguçada, ele passa a suspeitar de que forças sobrenaturais podem estar envolvidas nesses crimes, o que o leva a procurar ajuda especializada. Assim, ao lado de um padre especializado no trato com demônios e espíritos malignos, ele passa a se deparar com fatos que vão muito além do que jurava acreditar.

Parece uma sinopse genérica de qualquer filme de terror, mas são fatos reais. Isso porque o roteiro é baseado nos relatos do policial que realmente passou por todas essas experiências e que se especializou em demonologia. Tanto que chegou a escrever um livro, que serviu de base para a história que foi aos cinemas.

Além disso, Livrai-nos do Mal é dirigido por Scott Derrickson, que já tinha feito algo semelhante com O Exorcismo de Emily Rose em 2005.

4. A Maldição de Sharon Tate

A tragédia de Sharon Tate é bem conhecida por todo mundo, pois foi o seu assassinato que criou todo o mito em torno de Charles Manson e deu origem ao imaginário do serial killer, do pânico satânico e dessa representação do mal personificado em uma só pessoa que o cinema tanto adora.

E A Maldição de Sharon Tate conta a história com algumas liberdades para deixar tudo ainda mais dramático, intenso e assustador — mesmo que se distancie um tanto da realidade. A começar pelo fato de que a protagonista vivida por Hilary Duff passa a ter algumas premonições sobre o que estaria por vir, o que torna o encontro com Mason e sua seita quase como um mal predestinado.

A partir disso, o filme segue por um caminho do terror clássico, com Tate lutando pela própria vida enquanto tenta escapar de um bando de maníacos que querem assassiná-la com requintes de crueldade. Longe de ser um terror psicológico, o filme é uma amostra de que Hollywood pode não ter limite às vezes.

3. O Massacre da Serra Elétrica

Um dos maiores clássicos do cinema de terror, O Massacre da Serra Elétrica já ganhou tantas versões e sequências que é muito fácil esquecer que ele é baseado em fatos reais. Quer dizer, em partes.

Na verdade, o filme original de 1974 se baseou em uma história real ocorrida nos Estados Unidos para criar o personagem Leatherface, assim como alguns elementos bem pontuais da trama.

A grande inspiração foi Ed Gein, um assassino que sequestrou e matou uma mulher no estado de Indiana. Quando foi preso, a polícia descobriu que ele havia decapitado a mulher e o corpo estava amarrado de cabeça para baixo e o dorso virado do avesso, da mesma forma com que caçadores tratam suas presas. Como se não bastasse, na casa do criminoso foram encontradas várias ossadas e apetrechos como capa de móveis, máscaras e tigelas feitas com partes humanas.

A partir dessa história completamente macabra, os produtores criaram o assassino que se vestia com pedaços de pele de suas vítimas. Tudo bem que as semelhanças param por aí, mas todo o contexto não deixa de ser assustador.

2. Vozes e Vultos

Vozes e Vultos é um filme não tão conhecido assim, mas que tem uma história bastante assustadora por trás. Isso porque ele não se apega àquela ideia de demônios, assombrações e coisas pulando na sua cara que você sabe que nunca vai acontecer. Pelo contrário, ele mostra como esses eventos sobrenaturais são sutis e cria o terror a partir da ideia de que essas entidades podem estar ao seu redor a todo momento.

O longa tem Amanda Seyfried (The Dropout) e Natalia Dyer (Stranger Things) no elenco e conta a história de uma família que se muda para uma casa e passa a testemunhar eventos inexplicáveis à medida que passa a descobrir mais dos segredos que se escondem dentro daquelas paredes.

E essa trama é baseada em um livro em que a autora diz ter vivenciado todas essas situações. No caso, ela, o marido e as duas filhas passaram a lidar com estranhos fenômenos na casa nova. Mais do que portas abrindo e coisas quebrando do nada, as duas meninas começaram a contar histórias sobre outras crianças que “viviam” na residência.

Foi assim que ela descobriu que havia um histórico de mortes no local — incluindo o de três crianças, vítimas de um incêndio. Mais do que isso, as suas filhas passaram a trazer detalhes bastante precisos desses acontecimentos, quase como se alguém (ou alguma coisa) contasse para elas.

1. Verônica

A história de alguém que brinca com o sobrenatural e passa a ser atormentado por isso é o tipo de coisa que a gente sempre vê em filmes de terror. Contudo, Verônica mostra que esse tipo de situação não é exclusivo de roteiro clichê e pode ter um pézinho na realidade.

A trama adapta o misterioso caso de Estefania Gutierrez Lazaro, uma jovem que morreu em Madri no início dos anos 1990 em situações até hoje mal explicadas, até porque os relatos policiais da época apontaram para a existência de estranhos eventos paranormais durante as investigações.

O caso faz parte do imaginário sobrenatural do país até hoje e o filme alimenta um pouco isso ao mostrar como uma brincadeira de Ouija acaba fazendo com que a jovem entre em contato com entidades que não deveria. Assim, ao tentar se comunicar com seu falecido namorado, Verônica acaba decretando a própria morte.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: