Mercado fechará em 3 hs

5 dicas para melhorar a transmissão de eventos híbridos

O período pós-isolamento incentivou a volta de eventos, porém, em uma nova modalidade: os eventos híbridos. A novidade une as qualidades de ambos os tipos de evento, trazendo uma maior conexão com o público presencialmente, mas se mantendo relevante enquanto rompe barreiras físicas no ambiente digital.

Para Renato Batista, CEO da Netglobe, para entregar um bom evento híbrido é preciso se atentar a alguns fatores e oferecer uma experiência igualmente boa para quem está acompanhando o evento no local ou em casa.

“Existem muitos recursos que ainda são pouco utilizados pelas empresas na hora de realizarem suas transmissões, muitas vezes por falta de conhecimento. Acredito que o híbrido será o modelo mais adotado no futuro de eventos dentro e fora do mundo corporativo, justamente pelas facilidades que proporciona.", afirma.

Confira as 5 dicas que o CEO listou para melhorar a transmissão de eventos híbridos, a seguir.

5 dicas para melhorar a transmissão de eventos híbridos

Equipamentos de qualidade aproximam a experiência de quem está em casa com o evento físico (Imagem: Pexels/Joseph Redfield)
Equipamentos de qualidade aproximam a experiência de quem está em casa com o evento físico (Imagem: Pexels/Joseph Redfield)

1. Entenda o propósito do evento

Os eventos híbridos tem como principal vantagem possibilitar a inclusão de pessoas que não poderiam comparecer presencialmente. No entanto, assim como qualquer outro evento, é essencial que seu objetivo seja bem definido, pois isso é o que irá ditar diretrizes como: local a ser escolhido, plataforma online a ser usada, quantidade de participantes e como integrar ambos os ambientes virtual e físico.

2. Invista em uma boa infraestrutura e equipamentos

Uma vez tendo definido o porte do evento, é preciso planejar a infraestrutura do local. Independente se for um local grande ou pequeno, invista em um bom isolamento acústico e luzes. Para as transmissões online, é preciso que os convidados busquem por locais silenciosos e tranquilos, com uma conexão estável e boa iluminação. Vale também investir em uma webcam de qualidade e headsets com o cancelamento de ruído ativo.

3. Conheça a plataforma que será usada

Conhecer bem o programa utilizado para transmitir um evento híbrido e conectar pessoas é indispensável para evitar imprevistos e falhas durante as apresentações, além de proporcionar uma boa experiência utilizando todos os diferenciais do software.

4. Coordenação durante todo o processo

Todos os pontos já citados devem estar alinhados antes do evento, pois durante o desenvolvimento será necessário se atentar para que tudo esteja funcionando como deveria e evitar, por exemplo, problemas de imagem e som, falta de bateria dos equipamentos, falhas na conexão e etc. Sabendo ainda que imprevistos acontecem, é importante ter uma boa equipe de suporte técnico.

Um recurso pouco utilizado é o de câmeras que, com o auxílio da Inteligência Artificial, conseguem acompanhar a pessoa que está caminhando no palco e transmite essa imagem em tempo real. Vale ressaltar que a coordenação ainda é muito importante no pós-evento, tanto para divulgar os principais pontos quanto para a coleta de feedback dos participantes.

5. Busque ajuda profissional

Se a sua empresa tem intenção de se digitalizar e organizar um evento híbrido mas não está estruturada para isso, é aconselhado buscar a ajuda de um especialista que vá desenvolver uma estratégia e auxilie a sua empresa neste novo modelo. Ter uma equipe preparada é fundamental para evitar erros que vão ter um impacto maior e mais duradouro no ambiente virtual do que teria se fosse somente offline.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: