Mercado fechado

Confira 5 dicas para começar a empreender sem ter problemas financeiros

Empreender pode ser uma boa saída quando bem pensado (Getty Images)

Cada vez mais pessoas estão buscando alternativas ao mercado de trabalho tradicional e iniciando pequenos empreendimentos. Mas, muitas vezes, se arriscam em uma nova jornada sem um estudo prévio sobre o setor que vai investir.

SIGA O YAHOO FINANÇAS NO INSTAGRAM

Verônica Marques, coordenadora do Núcleo de Empreendedorismo e Inovação da ESPM Rio, e David Kallás, coordenador do Centro de Estudos de Negócios do Insper, dão dicas sobre as melhores estratégias financeiras para começar um negócio.

Leia também

Confira algumas dicas dos especialistas para quem está começando a empreender:

Crie um plano de negócio prévio

O primeiro passo é compreender profundamente o empreendimento por meio de um plano de negócio. “Finanças têm relação direta com a sobrevivência do empreendimento. Assim, é preciso um bom planejamento antes de iniciar o negócio, levando em conta todos os custos (fixo e variáveis), os lucros, a necessidade de investimento e/ou de uma reserva financeira para adversidades iniciais”, orienta Verônica Marques.

Organize suas contas

É essencial que, ao abrir um negócio, a pessoa separe as contas pessoais da conta da nova empresa. “Essa divisão é básica, pois se você começa a usar a conta do seu negócio para pagar despesas pessoais, como condomínio, você perde o controle das finanças da sua empresa. E assim, é difícil mensurar os gastos e os lucros do seu novo negócio. Portanto, o primeiro passo é abrir um conta jurídica assim que você tiver o seu CNPJ e usá-la somente para as contas de seu empreendimento”, aconselha David Kallás.

É preciso ter um capital de reserva?

Antes de começar um negócio, faça seu planejamento financeiro baseado na projeção do fluxo de caixa. “O ideal é fazer a projeção de caixa mensal por no mínimo dois ou três anos”, explica a coordenadora da ESPM Rio. Já David aconselha observar também os imprevistos e ter uma reserva para eles: “No início, pode ter erros de compras e de estoque, o que muda a previsão dos gastos. Além de ter que contar com o prazo de recebimento, pois se vende por cartão ou a prazo, você não recebe imediatamente. Tudo deve ser levado em conta para ter uma reserva de capital para suprir o fluxo de caixa mensal”.

É válido fazer empréstimos para empreender?

Ao realizar o plano de negócio, o empreendedor conseguirá decidir com mais clareza se deve ou não fazer empréstimo. “É bom lembrar que um negócio que começa já com um empréstimo a ser pago, precisa de mais planejamento e entendimento da situação de mercado para garantir sua sobrevivência no longo prazo”, alerta Verônica. David diz também que é preciso observar as taxas de juros cobradas ao pedir o empréstimo, pois se ela for maior que sua taxa de lucro, será difícil cobrir a dívida e manter seu negócio.

A importância de fazer um planejamento financeiro prévio

Nos dias de hoje, com concorrência cada vez mais acirrada, o planejamento do negócio é fundamental. “Ao planejar, o empreendedor compreende oportunidades e desafios do mercado onde atuará, suas possíveis flutuações e entende como é o consumidor”, afirma Verônica. “Pesquise, estude, converse com pessoas do setor onde você pretende empreender antes de iniciar qualquer negócio. É fundamental conhecer bem onde investir, por menor que seja seu empreendimento”, diz o coordenador do Insper.

Traçar metas financeiras

Você pode projetar metas possíveis, mas inicialmente o foco é se estabelecer de forma estável. “É fundamental que o futuro empreendedor tenha muito cuidado na elaboração da projeção do fluxo de caixa. Um cuidado ao listar todos os possíveis problemas e oportunidades que podem impactar o negócio para criar estratégias para cada situação”, diz Valéria. “Acredito que um novo empreendedor cria muitas expectativas e o que aconselho é tentar não ficar ansioso com grandes resultados. Com planejamento prévio é mais fácil fazer projeções reais. O importante é ter as finanças organizadas e não ficar refém de metas impossíveis”, conclui David.