Mercado abrirá em 2 h 35 min
  • BOVESPA

    100.774,57
    -1.140,88 (-1,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.007,16
    +308,44 (+0,62%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,83
    +1,26 (+1,92%)
     
  • OURO

    1.771,00
    -13,30 (-0,75%)
     
  • BTC-USD

    57.017,36
    +14,55 (+0,03%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.452,00
    -17,08 (-1,16%)
     
  • S&P500

    4.513,04
    -53,96 (-1,18%)
     
  • DOW JONES

    34.022,04
    -461,68 (-1,34%)
     
  • FTSE

    7.124,37
    -44,31 (-0,62%)
     
  • HANG SENG

    23.788,93
    +130,01 (+0,55%)
     
  • NIKKEI

    27.753,37
    -182,25 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    15.971,75
    +102,00 (+0,64%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4085
    -0,0383 (-0,59%)
     

5 curiosidades sobre os carros elétricos que você provavelmente não sabia

·3 min de leitura

Os carros elétricos estão invadindo o mercado brasileiro e já contamos com ótimas opções para compra. Mesmo com problemas como falta de infraestrutura e preço, são produtos altamente tecnológicos e que trazem para os usuários um pouco do que teremos no futuro: uma locomoção segura, silenciosa e pouco poluente. Mas, infelizmente — pelo menos por enquanto —, ter um desses é para poucos.

Mas mesmo quem tem condições de comprar um carro elétrico, seja ele o JAC E-JS1 ou um Porsche Taycan, ainda tem dúvidas sobre o funcionamento do veículo e se vale a pena, realmente, ter um desses. Fãs mais apaixonados de automóveis ainda recheiam a internet com desinformação, dizendo que os carros 100% elétricos são chatos de dirigir, ou que possuem pouca autonomia.

(Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)
(Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

Com isso em mente, o Canaltech separou algumas curiosidades e informações importantes sobre os carros elétricos que você provavelmente não sabia e que podem te ajudar a optar por ter um. Confira!

5. Carro elétrico não dá choque

Uma das maiores mentiras ditas sobre os carros elétricos é que eles dão choque ou que não é legal dirigi-los na chuva. As baterias e o sistema de carregamento desses veículos, bem como seus motores, são protegidos contra eventuais descargas e podem funcionar normalmente mesmo com tempestades.

(Imagem: Matheus Argentoni/Canaltech)
(Imagem: Matheus Argentoni/Canaltech)

Para o caso de enchentes ou colisões, os carros elétricos possuem um sistema de segurança que desativa a tensão das baterias completamente.

4. Tudo consome a bateria

Uma das desvantagens dos carros elétricos, por assim dizer, é que absolutamente tudo dentro do veículo consome a bateria. Portanto, se você faz um cálculo de autonomia, deve levar em conta que a utilização vai, sim, contabilizar o ar-condicionado, música, luzes e até o abrir e fechar dos vidros.

(Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)
(Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

Essas pequenas descargas, porém, podem ser compensadas com os sistemas de recuperação de energia, geralmente ativados nos freios.

3. Câmbio não tem marcha

Por não ter rotação e "mecânica", os carros elétricos não precisam de uma transmissão para ajudar na geração de força do veículo. O "câmbio" dentro de um carro elétrico só tem três funções: para frente, para trás e neutro, como se fosse um carrinho de bate-bate.

(Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)
(Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

Por enquanto as empresas ainda não encontraram um jeito para que os carros elétricos simulem marchas como os automóveis com transmissão do tipo CVT fazem, mas é possível que um dia isso aconteça.

2. Dá para recarregar na tomada de casa

Os carros elétricos são compostos por baterias de diferentes tamanhos e capacidades, mas as montadoras trabalharam para que você não dependa sempre da infraestrutura da sua cidade para abastecê-lo. Por isso, saiba que, se você comprar um veículo elétrico ou híbrido plug-in, será possível carregá-lo na sua casa.

(Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)
(Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

A maioria dos carros elétricos já vêm com as tomadas de carregamento no kit do veículo. A diferença, porém, é que a tomada para você espetar o automóvel precisa estar aterrada e, geralmente, com amperagem 20A, como os micro-ondas e fritadeiras elétricas. A voltagem, nesse caso, pode ser 120V ou 220V.

1. Torque é imediato

Um dos motivos pelos quais os carros elétricos são extremamente ágeis e gostosos de guiar é devido ao torque, que aparece logo quando pisamos no acelerador. Os motores elétricos não possuem rotação e não é necessária a queima de combustível para a transferência de força para as rodas.

(Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)
(Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech)

Mesmo com carros menos potentes, como o Renault Zoe, que em sua primeira geração ostentava "apenas" 92cv de potência e 22,9kgf/m de torque, a sensação de dirigir era prazerosa e muito ágil, tudo porque a força do automóvel proporcionava deslocamentos rápidos e imediatos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos