Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.880,82
    +1.174,91 (+0,97%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.219,26
    +389,95 (+0,80%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,51
    +1,69 (+2,65%)
     
  • OURO

    1.844,00
    +20,00 (+1,10%)
     
  • BTC-USD

    48.162,87
    -2.486,98 (-4,91%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.398,33
    +39,77 (+2,93%)
     
  • S&P500

    4.173,85
    +61,35 (+1,49%)
     
  • DOW JONES

    34.382,13
    +360,68 (+1,06%)
     
  • FTSE

    7.043,61
    +80,28 (+1,15%)
     
  • HANG SENG

    28.027,57
    +308,90 (+1,11%)
     
  • NIKKEI

    28.084,47
    +636,46 (+2,32%)
     
  • NASDAQ

    13.398,00
    +297,75 (+2,27%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4040
    -0,0085 (-0,13%)
     

4º Prêmio Canaltech | Como a Epson EcoTank L3150 foi a campeã de vendas Magalu

Redação
·7 minuto de leitura

Não é novidade que a pandemia da Covid-19 fez o trabalho sob regime de home office aumentar exponencialmente. E a demanda por computadores seguiu esse fluxo, interrompendo um fluxo de queda que já ocorria há tempos. Segundo a consultoria de mercado IDC, a venda de PCs disparou a partir do segundo trimestre do ano passado. De forma geral, elas chegaram a 302,6 milhões de unidades em 2020, um crescimento de 13,1% sobre 2019.

Mas se o home office puxou a venda de PCs para cima, o oposto ocorreu com outro setor complementar: o de soluções de impressão. Segundo dados também do IDC, apesar de 2020 ter começado de forma promissora no setor, com quase 660 mil equipamentos comercializados no primeiro trimestre no Brasil, a pandemia impactou as vendas no acumulado do ano. Segundo a consultoria, houve uma diminuição de 6,8% em relação a 2019, com 2,2 milhões de impressoras vendidas.

O varejo iniciou 2020 com 76,7% das vendas de impressoras, cresceu levemente - para 77% - entre abril e junho e, no terceiro trimestre decaiu para 74,9%, fechando o ano em uma queda mais sensível, com 65,1% de todas as vendas.

Mas, no final do ano, houve uma boa notícia: o setor registrou uma reação, puxado, principalmente, pelo segmento de impressoras domésticas, que passaram a ser bastante usada em home office. Ainda conforme os números do IDC, impressoras a laser de entrada e as de tanque de tinta confirmaram as expectativas e ganharam um cantinho nas residências e pequenos escritórios e empreendedores. Exatamente metade (1,1 milhão) dos equipamentos vendidos foi de modelos com tanque de tinta, 743 mil com cartucho, 376 mil a laser e 4,5 mil matriciais.

E mesmo diante de um ano mais desafiador, a Epson adaptou sua estratégia e lançou produtos com novos recursos e focados no home office, com a impressora sendo utilizada para tarefas profissionais, mas também para estudantes e outros fins familiares. E a linha EcoTank se destacou nesse cenário, com o modelo EcoTank L3150 sendo um dos vencedores na categoria "Campeões de venda Magalu", da 4ª edição do Prêmio Canaltech - a mais importante premiação do mercado de Tecnologia do Brasil. O dispositivo faturou o prêmio na modalidade "Impressora mais vendida".

E o Canaltech conversou com Esther Hamoui, Gerente Sr de Produtos da Epson, que fala um pouco sobre a estratégia da empresa ao longo do ano passado e o que poderemos ver em 2021.

Esther Hamoui, Gerente Sr de Produtos da Epson (Foto: Divulgação / Epson)
Esther Hamoui, Gerente Sr de Produtos da Epson (Foto: Divulgação / Epson)

Confira como foi o papo:

Canaltech - 2020 foi um ano atípico, principalmente devido à pandemia, que causou um aumento exponencial do home office. Nesse cenário, houve alguma adaptação da estratégia da Epson para o mercado impressoras tanto no setor doméstico, quanto no corporativo?

Esther Hamoui: Mesmo em um momento desafiador, em que as pessoas e os negócios tiveram que se adaptar a uma nova realidade, a Epson seguiu investindo no lançamento de produtos com novas funcionalidades e ampliando suas linhas para diversos segmentos com tecnologias diferenciadas.

Com a necessidade de isolamento social e a adoção do sistema de trabalho home office e de educação a distância em 2020, identificamos uma demanda elevada no segmento de impressoras para uso doméstico e, por produzirmos a linha EcoTank no Brasil, conseguimos reagir rapidamente às necessidades do mercado e registramos um crescimento de 8% nas vendas em relação ao ano de 2019.


CT - Quais os diferenciais da Epson EcoTank L3150 para que ela se tornasse um sucesso junto ao público?

E.H.: A impressora multifuncional EcoTank L3150 é ideal para famílias, estudantes e pequenos escritórios, e foi o equipamento mais vendido porque traz diversas funcionalidades que facilitam o cotidiano, como, por exemplo, a possibilidade de impressão a partir de diferentes dispositivos, como smartphones, tablets e notebooks. A impressora possui conectividade wireless com Wi-Fi Direct integrado, que permite compartilhar arquivos sem a necessidade de um computador.

Outro diferencial da EcoTank L3150 que contribuiu para que a impressora se tornasse a mais vendida é sua alta produtividade e capacidade de impressão com a tecnologia tanque de tinta que imprime até 7500 páginas coloridas e 4500 páginas em preto. Uma opção eficiente para quem deseja realizar impressões de qualidade com rapidez e menor custo.


CT - Em 2020, com uma demanda maior por hardware devido à pandemia / home office, o que a Epson observou nas preferências do usuário em relação a soluções de impressão? Que características o público tem apreciado mais neste tipo de dispositivo? Houve alguma mudança nos hábitos de uso nos últimos anos?

E.H.: Os consumidores estão pesquisando cada vez mais as vantagens dos equipamentos e seus custos antes de realizar a compra, desde o investimento inicial no próprio aparelho, até sua durabilidade e custo de manutenção, o que faz com que a impressora EcoTank da Epson seja uma opção muito atraente.

A Epson é pioneira na produção de impressoras de tanque de tinta para uso doméstico, que oferecem alta qualidade a um baixo custo, com economia de energia e insumos. No último ano, 6 em cada 10 impressoras vendidas contavam com a tecnologia tanque de tinta, segundo dados do IDC Brasil. A Epson já estava preparada para suprir a necessidade dos consumidores pela liderança nesta tecnologia e também por possuir fábrica no Brasil.

Em 2021, então, alcançamos a marca de 5 milhões de EcoTanks vendidas no Brasil e mais de 50 milhões vendidas mundialmente, o que para nós, sem dúvidas, consolida a percepção do consumidor sobre os benefícios dessa tecnologia, especialmente quando se busca por equipamentos de alto rendimento.

Epson EcoTank L3150: modelo permite conexão wireless não apenas com PCs, mas também smartphones e tablets (Imagem: Epson)
Epson EcoTank L3150: modelo permite conexão wireless não apenas com PCs, mas também smartphones e tablets (Imagem: Epson)

Em casa, as pessoas passaram a ver a necessidade de realizar diversas impressões e, por isso, contar com um equipamento cuja tecnologia traga maior rendimento e menos custos com suprimentos, como é o caso da tecnologia EcoTank presente na L3150, é vantajoso.

Outra característica muito apreciada pelo público é a conectividade wireless, já que os consumidores utilizam diferentes aparelhos como notebooks, smartphones e tablets e podem enviar seus arquivos para impressão a partir do dispositivo inteligente de sua preferência. Por fim, outro diferencial é a facilidade de uso e configuração, e o sistema de abastecimento de tinta simples e sem sujeira, que facilita o uso doméstico.

CT - E qual o futuro das soluções de impressão nos setores doméstico e corporativo? Para onde caminha esse mercado, principalmente quando falamos de novas tecnologias?

E.H.: No segmento de impressoras domésticas, o mercado continuará crescendo, já que o home office é uma realidade que parece ter vindo para ficar, e muitas empresas já avaliam a adoção definitiva de modelos de trabalho remotos ou híbridos. Na educação, tem se discutido a possibilidade de adoção do ensino híbrido, o que também trará a necessidade de impressoras eficientes em casa.

No caso do mercado corporativo, onde se imprime uma grande quantidade de documentos, vemos uma busca crescente por tecnologias com rendimento superior, com a substituição de impressoras laser por impressoras monocromáticas tanque de tinta. Nos próximos meses esperamos ver a recuperação do setor, o que sem dúvidas nos trará novas oportunidades.

Além disso, em abril a Epson lançará uma impressora fotográfica multifuncional que permitirá realizar impressões em menor escala, até o tamanho A3+, para atender as demandas do segmento de fotografia por qualidade e conectividade, imprimindo a partir de dispositivos inteligentes. A EcoTank L8180 representará uma nova era na impressão fotográfica, apoiando a necessidade de versatilidade do trabalho criativo, em estúdios ou em casa, com baixo custo e alta qualidade de impressão.

Enfim, vemos diversas oportunidades no mercado em 2021. A conversão para a tecnologia de tanque de tinta seguirá beneficiando a Epson, especialmente nas linhas EcoTank para uso doméstico, e no caso das impressoras monocromáticas jato de tinta para o segmento corporativo. Nós, como criadores de novas soluções, manteremos a evolução de nossos produtos, continuamente agregando valor e incorporando funcionalidades inovadoras que satisfaçam de forma efetiva as dores e desejos de nossos clientes.

Leia também:

4º Prêmio Canaltech consagra grandes nomes da tecnologia; conheça os vencedores

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: