Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.068,55
    -1.120,02 (-1,02%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.725,96
    -294,69 (-0,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,54
    +0,53 (+0,74%)
     
  • OURO

    1.799,50
    +1,50 (+0,08%)
     
  • BTC-USD

    16.854,05
    -227,65 (-1,33%)
     
  • CMC Crypto 200

    394,86
    -7,18 (-1,79%)
     
  • S&P500

    3.933,92
    -7,34 (-0,19%)
     
  • DOW JONES

    33.597,92
    +1,58 (+0,00%)
     
  • FTSE

    7.489,19
    -32,20 (-0,43%)
     
  • HANG SENG

    18.814,82
    -626,36 (-3,22%)
     
  • NIKKEI

    27.686,40
    0,00 (0,00%)
     
  • NASDAQ

    11.509,25
    -0,25 (-0,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4684
    +0,0020 (+0,04%)
     

4 formas naturais para acelerar o metabolismo

Tudo o que comemos e bebemos durante o dia é transformado em energia, através de um processo químico conhecido como metabolismo. Dependendo de nossos hábitos, este processo pode se tornar mais rápido ou mais lento. Fatores genéticos, idade e doenças também interferem nessa equação fundamental para a vida.

Para pessoas que estão em busca de formas de emagrecer, uma das alternativas é acelerar o metabolismo. Afinal, quanto mais rápido ele está, mais eficaz é a queima de calorias. Em muitos casos, isso pode ser feito a partir de formas naturais e até mesmo simples. Por exemplo, consumir mais água e ingerir alimentos ricos em fibras podem tornar o metabolismo mais rápido, como veremos a seguir:

1. Invista alimentos ricos em fibras e proteínas

Para acelerar o metabolismo, uma dica é comer mais alimentos com fibras, como verduras (Imagem: lzf/Envato Elements)
Para acelerar o metabolismo, uma dica é comer mais alimentos com fibras, como verduras (Imagem: lzf/Envato Elements)

A ingestão diária de alimentos ricos em fibras, como brócolis, alface, couve e outros tipos de verduras, pode acelerar o metabolismo. Na dieta para um metabolismo mais rápido, vale também adicionar fontes ricas em proteínas, como ovos, orienta Theresa Gentile, nutricionista da Academy of Nutrition and Dietetics, nos Estados Unidos, para o site LiveScience.

“Fibras e proteínas podem acelerar o metabolismo, pois aumentam a necessidade de energia do corpo para digerir esses nutrientes”, explica Gentile. “A proteína, em especial, pode induzir uma taxa mais alta de termogênese induzida pela dieta”, acrescenta. Inclusive, algumas frutas com proteínas podem contribuir com esta dieta.

2. Beba mais água

Beber mais água é fundamental para acelerar o metabolismo (Imagem: Michael Tavrionov/Pixabay)
Beber mais água é fundamental para acelerar o metabolismo (Imagem: Michael Tavrionov/Pixabay)

Na Alemanha, pesquisadores da Universidade Humboldt de Berlim identificaram que o consumo de água aumenta o gasto médio de energia do organismo, já que acelera o metabolismo. Publicado na revista científica The Journal of Clinical Endocrinology and Metabolism, o estudo testou os efeitos imediatos da ingestão de 500 ml de água, o que provoca um aumento de 30% na taxa metabólica.

"O aumento [de gasto calórico] começou a partir dos 10 min e atingiu o efeito máximo após 30-40 min [da ingestão]. A resposta termogênica total foi de cerca de 100 kJ. Cerca de 40% do efeito termogênico foi originado pelo aquecimento da água de 22 °C a 37 °C", detalham os autores.

3. Adote um treino do tipo HIIT

Treino HIIT ajuda a acelerar o metabolismo (Imagem: Sporlab/Unsplash)
Treino HIIT ajuda a acelerar o metabolismo (Imagem: Sporlab/Unsplash)

Além da alimentação, alguns tipos específicos de exercício podem acelerar o gasto metabólico, como o treinamento intervalado de alta intensidade (HIIT). Esta forma de treino anaeróbico combina rajadas curtas repetidas de atividade intensa, com períodos de recuperação de baixa intensidade. Comumente, é adotado em corridas.

Pesquisadores da Universidade da Carolina do Norte testaram como diferentes tipos de atividade física impactam o metabolismo. Após analisar o resultado de 30 minutos deste tipo de treino, os autores concluíram que "o HIIT resultou no maior aumento no gasto energético de repouso pós-exercício". O estudo foi publicado na revista Sports Medicine - Open.

4. Consuma mais pimenta e tome chá-verde

Pimenta e chá-verde podem acelerar o metabolismo, mas o benefício é reduzido para o corpo (Imagem: Elle Hughes/Unsplash)
Pimenta e chá-verde podem acelerar o metabolismo, mas o benefício é reduzido para o corpo (Imagem: Elle Hughes/Unsplash)

Até agora, compartilhamos formas naturais de acelerar o metabolismo que envolvem mudanças na dieta, na ingestão de água potável e na prática de exercícios. No entanto, algumas pesquisas sugerem que alimentos específicos podem contribuir com isso. Estes são os casos da capsaicina das pimentas e da catequina do chá-verde, ambos considerados termogênicos.

Apesar de existir algumas evidências científicas nesta direção, a nutricionista Gentile defende cautela. No caso do efeito termogênico das pimentas, a especialista explica que o consumo real é menor que o testado nos estudos, o que dificilmente provocaria o mesmo efeito.

Pensando no chá-verde, é a mesma questão que entra em jogo. "As quantidades usadas nos estudos não podem ser alcançadas bebendo o chá-verde sozinho. [Além disso] a cafeína no café, chá e chá-verde pode aumentar o metabolismo em uma quantidade moderada, mas, provavelmente, insignificante para a pessoa média que consome essas bebidas ao longo do dia”, completa.

Vale lembrar que outros fatores interferem na velocidade do metabolismo de um indivíduo, como a idade. Por regra, jovens têm naturalmente o metabolismo mais acelerado. Mesmo que se busque formas naturais de acelerá-lo, há um limite do que é saudável para o corpo. Em caso de dúvidas ou de problemas de saúde, o indicado é sempre buscar orientação de um profissional da saúde, como os endocrinologistas.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: