Mercado fechará em 2 h 35 min
  • BOVESPA

    116.199,87
    +65,41 (+0,06%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.787,45
    +357,70 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,30
    +2,67 (+3,19%)
     
  • OURO

    1.729,30
    +27,30 (+1,60%)
     
  • BTC-USD

    19.922,33
    +457,81 (+2,35%)
     
  • CMC Crypto 200

    452,74
    +7,31 (+1,64%)
     
  • S&P500

    3.760,00
    +81,57 (+2,22%)
     
  • DOW JONES

    30.101,93
    +611,04 (+2,07%)
     
  • FTSE

    7.086,46
    +177,70 (+2,57%)
     
  • HANG SENG

    17.079,51
    -143,32 (-0,83%)
     
  • NIKKEI

    26.992,21
    +776,42 (+2,96%)
     
  • NASDAQ

    11.557,00
    +271,25 (+2,40%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1925
    +0,1186 (+2,34%)
     

40% das agências de turismo já faturam mais do que no período pré-covid

Segundo levantamento, 4 em cada 10 agências de turismo têm faturamento acima do período pré-Covid. Foto: Getty Images.
Segundo levantamento, 4 em cada 10 agências de turismo têm faturamento acima do período pré-Covid. Foto: Getty Images.
  • A pesquisa mostra que 56% dos brasileiros viajam para regiões dentro do país;

  • O levantamento mostra que 44% dos brasileiros viajam para o exterior;

  • Maceió, Natal e São Paulo são os destinos mais procurados no Brasil.

Levantamento feito pela Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa) mostra que os brasileiros estão viajando mais. Quatro em cada dez agências de turismo do país registraram faturamento maior no segundo trimestre deste ano em comparação ao mesmo período de 2019, antes da pandemia de Covid-19.

No primeiro trimestre de 2022, somente 14% das companhias do ramo obtiveram um desempenho maior que no mesmo período de 2019. Na época, o faturamento chegou a cerca de R$ 4 bilhões.

Em comparação ao ano passado, a receita das empresas do setor em 2022 é maior. Cerca de 80% das agências faturaram mais nos primeiros três meses deste ano do que no mesmo período de 2021.

Leia também:

“Os dados mostram que as expectativas positivas do setor se concretizam mês a mês e que a atuação das operadoras, focada em oferecer as melhores alternativas aos seus clientes, seja em novas opções de destinos para a viagem, até as facilitações de aquisição com parcelamentos. A vacinação contra a Covid-19 também é responsável por fazer nosso segmento melhorar e continuar trazendo indicativos surpreendentes”, afirma o presidente da Braztoa, Roberto Nedelciu.

De acordo com a pesquisa, 56% das viagens realizadas pelos brasileiros têm como destino lugares no Brasil, enquanto 44%, o exterior.

Na primeira posição do pódio de regiões nacionais mais procuradas estão Maceió, Natal e São Paulo. Logo atrás estão Fortaleza, Salvador e Gramado. Em terceiro lugar, os Lençóis Maranhenses.

No ranking internacional, o primeiro lugar ficou com Portugal. Em segundo, Orlando e Argentina, enquanto Cancun, no México, e Chile ficaram em terceiro.