Mercado fechado

4 anos do acidente com o voo da Chape - como estão hoje os sobreviventes da tragédia

Fabio Utz
·2 minuto de leitura

Quatro anos se passaram desde o fatídico acidente com o voo da Chapecoense. A delegação já se preparava para pousar em Medellín, na Colômbia, para disputar a final da Copa Sul-Americana, quando o avião da Lamia caiu em uma região montanhosa próxima ao aeroporto José María Córdova. No total, 71 pessoas morreram, e a partir de agora o 90min mostra como estão os sobreviventes da tragédia.

1. Rafael Henzel (jornalista)

AFP/Getty Images
AFP/Getty Images

Ele já havia retomado sua trajetória profissional quando, em 26 de março de 2019, aos 45 anos, veio a falecer após sofrer um infarto fulminante enquanto jogava uma partida de futebol com amigos.

2. Alan Ruschel (lateral-esquerdo)

Alexandre Loureiro/Getty Images
Alexandre Loureiro/Getty Images

Dos atletas que sobreviveram, é o único que conseguiu voltar aos gramados para jogar futebol profissionalmente. Aos 31 anos, é titular e capitão da própria Chapecoense, líder da Série B do Brasileirão.

3. Neto (zagueiro)

VI-Images/Getty Images
VI-Images/Getty Images

Tentou, de todas as formas, voltar a jogar. No entanto, as dores no joelho e na coluna o forçaram a anunciar a aposentadoria em dezembro de 2019, aos 34 anos. Ele não conseguiu fazer uma partida sequer após a tragédia e hoje atua como dirigente, na função de superintendente de futebol da Chapecoense.

4. Jackson Follmann (goleiro)

Alexander Koerner/Getty Images
Alexander Koerner/Getty Images

Se tornou um verdadeiro símbolo de luta e garra. Teve parte da perna direita amputada, o que impediu de prosseguir nos gramados. Virou embaixador da Chape e passou, também, a investir na carreira musical. Se apresentou no Popstar, da Globo, sendo campeão da edição 2019 do programa e, em 2020, lançou o álbum Prosa e Viola. Está com 28 anos.

5. Erwin Tumiri (técnico da aeronave)

Atua como piloto particular na Bolívia e também passou a estudar para se tornar piloto de avião comercial.

6. Ximena Suárez (comissária de bordo)

Passou por um período de depressão, mas deu a volta por cima. Chegou, inclusive, a ser convidada a atuar como modelo - e aceitou. Lançou o livro "Volver a Los Cielos", no qual conta bastidores do acidente. Ano passado, começou a fazer treinamentos para novamente exercer a função de comissária, o que aconteceu em 2020.