Mercado abrirá em 4 h 46 min

38% dos brasileiros buscaram segundo emprego para sustentar a família

Pesquisa: 82% dos que aderiram à dupla jornada precisam do dinheiro extra para sustentar a família. (Getty Images)
Pesquisa: 82% dos que aderiram à dupla jornada precisam do dinheiro extra para sustentar a família. (Getty Images)
  • Pesquisa mostra que 38% dos brasileiros precisaram de renda extra para fecharem as contas;

  • Mais da metade (57%) começou as atividades por conta dos impactos provocados pela pandemia;

  • Principal motivo é o pagamento de dívidas.

Cerca de 38% dos brasileiros tiveram que buscar uma renda extra para fecharem as contas no fim do mês, sendo que mais da metade (57%) iniciou as atividades por conta dos impactos provocados pela pandemia. É o que revela um levantamento da Acordo Certo, fintech especializada em recuperação de crédito.

Dos entrevistados que aderiram à dupla jornada, 82% disseram que a saída é fundamental para sustentar a família. Segundo Bruna Allemann, educadora financeira da empresa, a decisão foi tomada “diante da incerteza econômica marcada pela queda da renda familiar e o aumento da pobreza no país”, explica. “Já aqueles que ficaram desempregados, tiveram que trabalhar por conta própria para arcar com as despesas básicas de sobrevivência”.

A principal motivação dos brasileiros ao aumentar a jornada de trabalhado é o pagamento de dívidas, apontado por 50% dos entrevistados. Em junho deste ano, cerca de 77,3% das famílias tinham pendências a pagar. Em seguida, aparece aumento de contas domésticas (30%) e perda do emprego fixo (17%); quase 3,5 milhões de brasileiros enfrentam o desemprego há pelo menos dois anos, segundo o IBGE.

Já com relação às atividades extras, as principais são:

  • Venda de comida (15%);

  • Serviços freelancer relacionados à profissão (13%);

  • Atividades domésticas (13%);

  • Serviços de manutenção (13%);

  • Venda de vestuário (12%);

  • Venda de produtos de catálogo (11%);

  • Motorista de aplicativo (8%);

  • Serviços estéticos (8%).

Apesar de 57% considerarem a dupla jornada desgastante, 80% pretendem continuar com a rotina mesmo após equilibrarem as contas. “O custo de vista aumentou para todos. Além da parcela que já faz uma atividade extra, a pesquisa mostrou que outros 70% gostariam de um trabalho complementar para conseguirem mais dinheiro”, conclui Allemann.

Realizada de forma online, a pesquisa da Acordo Certo ouviu 2.017 pessoas cadastradas na plataforma da empresa na última semana de abril deste ano. Mais da metade dos entrevistados trabalham com carteira assinada e possuem renda familiar e pessoal de até dois salários mínimos (R$ 2.424).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos