Mercado abrirá em 1 h 42 min
  • BOVESPA

    106.363,10
    -56,43 (-0,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.714,60
    -491,99 (-0,94%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,53
    -1,13 (-1,37%)
     
  • OURO

    1.798,80
    0,00 (0,00%)
     
  • BTC-USD

    60.960,45
    +2.158,20 (+3,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.469,91
    -4,42 (-0,30%)
     
  • S&P500

    4.551,68
    -23,11 (-0,51%)
     
  • DOW JONES

    35.490,69
    -266,19 (-0,74%)
     
  • FTSE

    7.237,11
    -16,16 (-0,22%)
     
  • HANG SENG

    25.555,73
    -73,01 (-0,28%)
     
  • NIKKEI

    28.820,09
    -278,15 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    15.650,50
    +63,25 (+0,41%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4198
    -0,0049 (-0,08%)
     

305 milhões! Veja quais vacinas o Brasil receberá até dezembro

·3 minuto de leitura

Para vacinar os brasileiros contra a covid-19, o Ministério da Saúde divulgou a lista atualizada de imunizantes que espera receber até dezembro, incluindo lotes da vacina da Janssen (Johnson & Johnson), da Pfizer/BioNTech e da Covishield (AstraZeneca/Oxford/Fiocruz). A previsão inicial é de que mais de 305 milhões de imunizantes contra o coronavírus SARS-CoV-2 estejam disponíveis.

Até o momento, o Brasil possui 44,2% da população completamente imunizada — com duas doses ou com o imunizante de dose única —, segundo dados do Consórcio de Veículos de Imprensa. Em números, 93,5 milhões de pessoas completaram o esquema vacinal. De acordo com pesquisas, a porcentagem deve chegar a 75% para que a transmissão da covid-19 seja realmente controlada.

Até o final de dezembro, o Ministério da Saúde espera ter mais 305 milhões de vacinas contra a covid-19 (Imagem: Reprodução/Ssp48/Envato Elements)
Até o final de dezembro, o Ministério da Saúde espera ter mais 305 milhões de vacinas contra a covid-19 (Imagem: Reprodução/Ssp48/Envato Elements)

Quando se considera apenas a primeira dose da vacina contra a covid-19, 69,13% da população já inciou o processo de vacinação. Esse número equivale a 147.457.100 pessoas. Em paralelo, a dose de reforço já foi aplicada em 1.057.700 pessoas, ou seja, 0,5% da população brasileira.

Dessa forma, a Saúde terá três principais destinos para as novas doses: vacinar aqueles que ainda não receberam nenhuma dose; garantir que as pessoas completem o esquema vacinal; e proteger os grupos prioritários com a dose de reforço.

Quais vacinas contra a covid-19 o Brasil contratou?

Para fazer a conta de vacinas disponíveis até dezembro, a Saúde somou contratos com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) — incluindo a produção nacional que, neste momento, ainda está em fase de validação do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) — e com as farmacêuticas norte-americanas Pfizer e Janssen. Além disso, foram incluídos lotes que serão recebidos através do programa COVAX Facility, liderado pela Organização mundial da Saúde (OMS).

Veja a lista das vacinas e suas respectivas procedências:

  • Fiocruz: 71.671.990 de doses da vacina da AstraZeneca/Oxford;

  • COVAX Facility: 5.119.200 de doses da vacina da AstraZeneca/Oxford importadas;

  • COVAX Facility: 23.510.999 de doses da vacina da Pfizer/BioNtech importadas;

  • Pfizer: 4.036.500 de doses da vacina importadas do primeiro contrato estabelecido;

  • Pfizer: 99.999.900 de doses da vacina importadas do segundo contrato estabelecido;

  • Janssen: 36.198.450 de doses da vacina importadas;

Além destas, está "em tratativa" o recebimento de mais 35 milhões de doses da vacina da AstraZeneca/Oxford com a Fiocruz e outras 30 milhões de doses da CoronaVac, através do Instituto Butantan. Ambos os valores foram incluídos na previsão de 305.537.039 doses de vacinas contra a covid-19.

Até o momento, não há um prazo exato para o recebimento destes novos lotes de vacinas contra o coronavírus. No entanto, sabe-se apenas da previsão de entrega para o Ministério da Saúde, que é até o último dia de 2021.

A seguir, veja a tabela de doses contra a covid-19 previstas para chegarem ao Brasil até o final deste ano:

Novos lotes da Janssen, da Pfizer e da AstraZeneca devem chegar até o final de 2021 (Imagem: Reprodução/Ministério da Saúde)
Novos lotes da Janssen, da Pfizer e da AstraZeneca devem chegar até o final de 2021 (Imagem: Reprodução/Ministério da Saúde)

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos