Mercado fechará em 5 h 8 min

30 anos de Lua de Cristal: fatos que você não sabia sobre o clássico da Sessão da Tarde

Sérgio Mallandro e Xuxa: o casal mais interessante e improvável do cinema nacional (reprodução)

Lua de Cristal, um dos maiores sucessos dos anos 1990, completa 30 anos em 2020. Pelo menos do nosso ponto de vista, não faltam motivos para comemorar: promovendo a improvável, constrangedora e inesquecível união amorosa entre Xuxa e Sérgio Mallandro, o filme segue tendo muita importância na memória da cultura popular brasileira das últimas décadas.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Relembrando o legado de um dos maiores clássicos da Sessão da Tarde, relembramos algumas curiosidades de um longa lembrado como o último grande sucesso do cinema nacional antes do desmonte cultural promovido pelo governo Collor. Mais do que o marco final de uma era do cinema, ele se tornou o símbolo de uma geração de crianças que se criou em frente à TV.

Leia também

Confira abaixo:

1 - O filme, inicialmente, teria o nome sem graça de "Xuxa e a Turma Invencível". Após ouvir a música-tema do longa, escrita por Michael Sullivan e Paulo Massadas, o produtor Diler Trindade percebeu que Lua de Cristal era um título bem melhor e sugeriu a mudança. Sim, o verso "somos invencíveis, pode crer" não é por acaso.

2 - Ainda neste ano, o longa dirigido por Tizuka Yamasaki deve ser tema de um documentário produzido por fãs. Assista ao teaser:

3 - O vilão Mauricinho foi interpretado por Avelar Love, vocalista de banda de grande sucesso dos anos 1980 que você provavelmente não lembre da existência: João Penca e Seus Miquinhos Amestrados.

4 - Lua de Cristal foi o filme nacional mais visto dos anos 1990. Apesar do recorde ser incontestável, não há um consenso entre os números: a imprensa chegou a noticiar que o longa foi visto por 5 milhões de pessoas, mas a Ancine diz que o público não passou de 4,1 milhões.

5 - Parte do sucesso de bilheteria do filme se deve a um projeto social. No dia da estreia dos cinemas, o público pôde trocar um quilo de alimento por um ingresso, iniciativa da campanha beneficente da Legião Brasileira de Assistência que ganhou o nome de “Doe a quem dói”.

6 - Para que o filme pudesse ser lançado, a diretora Tizuka Yamasaki precisou abrir mão do seu salário. Na época, parte do orçamento da produção foi confiscada pelo governo Collor, que ainda desmantelou os dois órgãos oficiais do governo federal de apoio ao cinema (Embrafilme e Concine).

7 - Essa quase todo mundo sabe: a Rainha dos Baixinhos atende pelo seu nome verdadeiro no longa, Maria da Graça. Mas ela, claro, nunca é chamada pelo apelido famoso, Xuxa.

8 - No roteiro original, o personagem de Sérgio Mallandro, Bob, seria um cantor famoso. O texto foi alterado, mas a ideia antiga acabou imortalizada no encarte do VHS e, posteriormente, do DVD do longa, como apontou o Xuper Blog.

Imagem da sinopse do VHS de Lua de Cristal (reprodução)

9 - Aliás, o filme foi lançado em VHS quando o longa ainda era exibido nas salas de cinema. Bastante comum nos anos 1980 e 1990, a estratégia de mercado, por mais estranha que pareça hoje, não afetou os ótimos números de bilheteria.

10 - A fita, inclusive, trazia uma introdução apresentada pela própria Xuxa com trilha sonora e cenário do Xou da Xuxa. Ela pode ser vista no Youtube.

11 - Hoje atriz, Bianca Rinaldi entrou no time das Paquitas em março de 1990, quando as gravações do longa já estavam bem adiantadas. Foi tempo suficiente para ela aparecer na última cena do longa - a apresentação de Lua de Cristal no palco, evento que sucede a entrada de Sérgio Mallandro no cavalo branco (!).

12 - Estranhamente, a trilha sonora de Lua de Cristal jamais foi vista nas lojas de discos. A versão que circula na internet foi montada por fãs.

13 - Em determinado momento do longa, Maria da Graça segura o disco Fábio Junior Ao Vivo. Não por acaso: o cantor e ator estava cotado para viver o par romântico de Xuxa em um filme previsto para ser rodada no ano seguinte, em 1991. Com a paralisação do cinema nacional, a ideia foi abortada.

Maria da Graça (Xuxa) segura o disco Fábio Junior Ao Vivo, lançado em 1989 (reprodução)

14 - Filha do engenheiro de som Renato Calaça, a atriz Maria Flor teve o seu primeiro contato com um set de filmagem nas gravações de Lua de Cristal. "Meu pai estava fazendo o som de ‘Lua de Cristal’. Claro que eu fiz ele me levar, era doida pela Xuxa. Sai de lá achando que ela era minha melhor amiga, gritando 'tchau Xuxa, até mais'", disse ela em entrevista ao Programa do Jô, em 2012.

15 - Assim como nós, Xuxa também ama Lua de Cristal. Nos últimos dias, publicou fotos dos bastidores do filme no Instagram, todas ótimas.

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.