Mercado abrirá em 5 h 35 min
  • BOVESPA

    108.523,47
    -1.617,53 (-1,47%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.049,05
    +174,15 (+0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,55
    +0,16 (+0,22%)
     
  • OURO

    1.890,40
    +13,80 (+0,74%)
     
  • BTC-USD

    22.761,20
    -613,57 (-2,62%)
     
  • CMC Crypto 200

    522,76
    -14,09 (-2,63%)
     
  • S&P500

    4.136,48
    -43,28 (-1,04%)
     
  • DOW JONES

    33.926,01
    -127,89 (-0,38%)
     
  • FTSE

    7.901,80
    +81,64 (+1,04%)
     
  • HANG SENG

    21.171,04
    -489,43 (-2,26%)
     
  • NIKKEI

    27.693,65
    +184,19 (+0,67%)
     
  • NASDAQ

    12.576,75
    -47,25 (-0,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5382
    -0,0003 (-0,01%)
     

24% dos trabalhadores já foram demitidos por causa da idade

Pesquisa mostra que trabalhadores mais velhos enfrentam dificuldades no mercado de trabalho (Getty Image)
Pesquisa mostra que trabalhadores mais velhos enfrentam dificuldades no mercado de trabalho (Getty Image)
  • Levantamento aponta etarismo nas empresas brasileiras;

  • Pesquisa apontou que trabalhadores já foram demitidos por causa da idade;

  • Companhias também não focam em contratação de funcionários com mais de 50 anos.

Maturidade, inteligência emocional, expertise e experiência de vida. Essa são algumas das qualidade de profissionais que estão há mais tempo no mercado. Apesar dessas vantagens, 24% das pessoas dizem que já foram demitidas por causa da idade.

Uma pesquisa realizada pela Vagas.com, Colettivo e Talento Sênior mostrou que ainda que 81% das companhias não promoveu nenhum programa para contratação de pessoas com mais de 50 anos no último ano.

O levantamento mostra ainda que 55% dos respondentes já tiveram de convencer o gestor ou alguém da equipe sobre a importância de contratar uma pessoa mais velha.

“É inaceitável que profissionais maduros nos dias de hoje sejam demitidos por conta da idade, um ato totalmente discriminatório. Mesmo com o aquecimento do mercado, esses profissionais ainda sofrem com o preconceito. Esse é o público que mais tem crescido e onde se concentra a maior taxa de desemprego", disse a CDO da Talento Sênior, Cris Sabbag, ao G1.

Cris disse ainda que rótulos atribuídos aos profissionais maduros e que não condizem com a realidade ainda se repetem e invalidam a experiência e contribuições que eles podem agregar aos negócios.

Além disso, as palestras sobre etarismo quase inexistem no ambiente corporativo. Segundo a pesquisa, 90% informaram não ter conhecimento de ações sobre a pauta.

Os dados foram coletados em agosto deste ano através da plataforma Vagas.com, com a participação de 252 pessoas que trabalham com recursos humanos e que utilizam as plataformas do Vagas For Business e Talento Sênior.