Mercado fechará em 5 horas 1 minuto
  • BOVESPA

    110.920,96
    +2.027,64 (+1,86%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    41.778,87
    +104,57 (+0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,06
    -0,28 (-0,62%)
     
  • OURO

    1.813,10
    +32,20 (+1,81%)
     
  • BTC-USD

    18.788,26
    -611,51 (-3,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    368,99
    +4,39 (+1,20%)
     
  • S&P500

    3.621,63
    -16,72 (-0,46%)
     
  • DOW JONES

    29.638,64
    -271,73 (-0,91%)
     
  • FTSE

    6.374,74
    +108,55 (+1,73%)
     
  • HANG SENG

    26.567,68
    +226,19 (+0,86%)
     
  • NIKKEI

    26.787,54
    +353,92 (+1,34%)
     
  • NASDAQ

    12.377,00
    +100,00 (+0,81%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3281
    -0,0331 (-0,52%)
     

O 'arquiteto de famosos' que agora transforma cômodos em cenários dignos de Instagram

Lucas Carvalho
·4 minuto de leitura
Gustavo Pozzato, CEO da 1comodo. Foto: Divulgação / LaPresse Comunicação
Gustavo Pozzato, CEO da 1comodo. Foto: Divulgação / LaPresse Comunicação

"Uma coisa que sempre me incomodou na arquitetura é que tudo é feito de modo muito arcaico", diz o empreendedor fluminense Gustavo Pozzato. "Por que as pessoas têm tanta dor de cabeça com reforma? As pessoas não deviam sofrer para realizar o sonho delas."

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Foi com essa ideia na cabeça que este arquiteto com mais de 15 anos de profissão, passagens por diversos escritórios e experiência reformando casas de gente famosa, do ex-jogador de futebol Zico até atrizes da Globo, como Viviane Pasmanter, abriu a 1comodo.

Leia também

A construtech de apenas três meses de vida tem como objetivo simplificar o processo de planejar e executar reformas através de uma plataforma online onde usuários podem solicitar obras para apenas um cômodo de cada vez.

Durante a pandemia de coronavírus, que tem forçado milhões de brasileiros a adotar o isolamento social, a 1comodo aposta tanto no consumidor comum quanto no influencer que quer um cenário mais bonito para fazer lives e postar fotos no Instagram sem sair de casa.

O foco em um cômodo por vez é estratégico. "A maior concorrência dos arquitetos está em grandes reformas. Todo mundo quer pegar o filé mignon", explica Pozzato, em entrevista ao Yahoo. "Eu não quero disputar com outros arquitetos."

A ideia é atender os influencers e também 80% da população brasileira, que, segundo um estudo de 2015 do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR), têm dificuldade de encontrar mão de obra capacitada para realizar reformas.

"Hoje o meu concorrente, na verdade, é o pedreiro. É o pequeno empreiteiro. É o porteiro que faz aquela pintura no apartamento. Aquele faz-tudo que no fim das contas nunca faz nada", explica Pozzato.

Através do site da 1comodo, o usuário entra em contato com uma equipe de arquitetos e designers para definir seu orçamento e o projeto da reforma. Pode ser um tapa no visual ou uma mudança estrutural na casa, a startup aceita o que vier.

Uma vez finalizada a solicitação da reforma, totalmente online, a empresa contrata equipes terceirizadas de acordo com a localização do cliente e do tipo de serviço a ser executado. Após uma sequência inicial de reformas bem sucedidas, a empresa definiu seu diferencial.

São 7 dias úteis para receber o projeto, 10 dias para finalizar a obra. Se a 1comodo perder o prazo, você recebe seu dinheiro de volta. Pozzato diz que, até agora, ninguém pediu reembolso. Entre os primeiros clientes estão influenciadores querendo dar um upgrade nas suas redes sociais, como o vendedor Aryson Pacheco "Pachecar", a psicanalista Mary Fernandes e Israel Salmen, CEO da Méliuz.

Pozzato faz parte do seleto e ousado grupo de empreendedores que não quis esperar o fim da pandemia de coronavírus e decidiu tirar sua ideia de startup do papel no auge da maior crise econômica e sanitária do século 21 até agora.

"Todo empreendedor nato corre riscos", diz Pozzato. "Se está ruim para quem já está no mercado, para quem vai começar agora, pior não vai ficar. Na crise eu vou ter todas as adversidades para ajustar meu barco para ele seguir o roteiro dele."

O empresário diz que já criou a 1comodo pensando em um negócio que não dependesse de ambientes físicos. A startup possui funcionários e executivos espalhados por diversas cidades, de Balneário Camboriú (SC) a Petrópolis (RJ).

O futuro pós-pandemia também faz parte do planejamento de Pozzato, que pretende lançar um produto pela 1comodo destinado a empresas que queiram adotar o home office em definitivo, mesmo após o fim da quarentena.

"[O novo produto] é para a empresa que quiser dar uma reforma no home office do funcionário, no quarto, na sala, para ele ter uma ergonomia melhor, um espaço melhor para trabalhar", explica Pozzato. "Para quando ele estiver fazendo reunião, o fundo não pareça que ele está numa zona do caramba."

Para uma empresa nascida na crise, o desempenho da 1comodo tem superado as expectativas do seu fundador. A meta de reformar três a quatro cômodos por mês foi batida com folga e hoje a empresa já tem 23 obras feitas em três meses.

Passada a crise, Pozzato acredita que o mercado deva crescer com a mudança de hábito na sociedade. "As pessoas devem passar a olhar com mais carinho para as suas casas", conclui.

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.