Mercado fechado

10 jogos com viagem no tempo

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Viagens no tempo são um tema recorrente, não apenas no cinema, como também nos videogames. Ao longo dos anos, diversos jogos imaginaram como funcionaria o controle sobre uma das grandezas do universo, criando diferentes interpretações sobre o assunto.

Seja com um vislumbre do futuro ou o que aconteceria no presente se mudássemos o passado, o Canaltech listou uma série de aventuras que permitem o jogador embarcar na ideia de viajar pelo tempo. Confira a seguir (a lista não segue uma ordem de preferência):

10. Fobia - St. Dinfna Hotel

Aguardado jogo brasileiro de terror psicológico em primeira pessoa, Fobia - St. Dinfna Hotel terá uma mecânica interessante de manipulação do tempo. Focado na exploração de um hotel amaldiçoado, a aventura permitirá que o jogador utilize a câmera para enxergar o passado, presente e futuro na resolução dos quebra-cabeças.

Viajando pelo tempo através das lentes, o jogador decidirá qual melhor ação a tomar no controle de Roberto, um jornalista inexperiente que está investigando o local que dá nome ao jogo.

Fobia - St. Dinfna Hotel será lançado em 28 de junho para PlayStation 4, PlayStation 5, Xbox One, Xbox Series X, Xbox Series S e PC.

9. Prince Of Persia: The Sands of Time

Clássica aventura quando falamos de viagem no tempo, Prince of Persia: The Sands of Time faz o jogador controlar o príncipe do título enquanto ele tenta reverter o erro de libertar as areias do tempo, que distorceram as pessoas e a paisagem.

No processo, o protagonista utiliza uma variedade de habilidades que congelam, param e até voltam no tempo. A jogabilidade, focada em aventuras de plataforma, ainda fica mais satisfatória com a possibilidade de reverter erros de cálculo em um pulo, voltando para um passado constantemente.

Atualmente, a Ubisoft trabalha em um remake para o jogo, ainda sem previsão de lançamento.

8. Braid

Braid não só apresenta mecânica de viagem no tempo para resolver quebra-cabeças em um mundo 2D de plataforma, como também subverte o que esperamos do uso dessas habilidades. A aventura desenvolvida por Jonathan Blow (The Witness), é capaz de impressionar jogadores com a variedade de soluções que devem ser encontradas utilizando manipulação do tempo.

O game original foi lançado para PlayStation 3, Xbox 360, PC e Android. Uma versão de aniversário da aventura, com visuais repaginados, será lançada no futuro para PlayStation 4, PlayStation 5, Xbox One, Xbox Series X, Xbox Series S, Nintendo Switch e PC.

7. The Gardens Between

Em The Gardens Between, viajamos pelas memórias dos melhores amigos Arina e Frendt, até descobrir qual mistério coloca em risco a amizade de infância. Pelas lembranças, o jogador irá explorar jardins surreais que remontam momentos que a dupla passou brincando no quintal de casa.

No controle dos dois personagens, o desafio é manipular o tempo para que a dupla chegue ao topo dos cenários de memórias construídas, separando o que vale a pena ser lembrado e o que deve permanecer no passado.

The Gardens Between está disponível para PS4, Xbox One, Nintendo Switch e PC.

6. Pokémon Legends: Arceus

Pokémon chegou a brincar com o tempo durante a geração de Diamond e Pearl, mas foi com Legends: Arceus que a franquia abraçou de vez o conceito. No jogo de Nintendo Switch, o jogador não manipula o tempo, mas sim deve utilizar conhecimentos adquiridos no presente para ajudar o passado de Sinnoh, a região de Hisui, a criar laços com os Pokémon. O protagonista controlado pelo jogador é enviado ao passado por Arceus com a missão de ajudar a construir a primeira Pokédex da região.

Pokémon Legends: Arceus está disponível para Nintendo Switch.

5. Timespinner

Timespinner é um metroidvania que mostra a guardiã do tempo Lunais em busca de vingança contra o império que matou sua família. A melhor parte nesse jogo é a possibilidade de voltar para o passado para mudar a trama contada no futuro.

A narrativa de Timespinner é relativa às decisões que o jogador toma durante as viagens no tempo, apresentando diferentes opções de finais. Na parte de mecânicas, Lunais pode parar o tempo para desviar de inimigos e até usá-los como plataformas para solucionar quebra-cabeças.

O jogo está disponível para Nintendo Switch, PS4, Xbox One e PC.

4. Quantum Break

Antes de trabalhar em Control, a desenvolvedora Remedy lançou Alan Wake, Max Payne e o incrível Quantum Break. Nessa aventura, o jogador controla Jack Joyce, um homem que quer parar o apocalipse com poderes baseados no tempo. As mecânicas de viagem temporal do shooter de ação são muito bem feitas e bonitas, transformando a experiência em algo bastante explosivo.

Quantum Break está disponível para Xbox One e PC.

3. Life Is Strange

Life is Strange une narrativa emocional com poderes sobrenaturais dos protagonistas. Toda a jornada de consolidação da franquia começou com o primeiro jogo, publicado pela Square Enix e desenvolvido pela Dontnod Studios. O primeiro capítulo foi aclamado graças a representatividade LGBTQ+, atmosfera hipster e o curioso desenvolvimento da trama.

No jogo, a protagonista Max Caulfield descobre que tem a capacidade de viajar no tempo e passa a usar os poderes para resolver questões cotidianas e o relacionamento com Chloe. No entanto, a personagem descobre as consequências de mexer com as linhas temporais, escalando a história em tensão.

Life is Strange está disponível para PC, Nintendo Switch, PS4 e Xbox One. Uma versão remasterizada, chamada Life is Strange Remastered Collection, foi lançada para PC, Nintendo Switch, PS5, PS4, Xbox One e Xbox Series X|S.

2. Chrono Trigger

Chrono Trigger é uma obra-prima dos RPGs lançados nos anos 90. Com uma equipe de desenvolvimento dos sonhos, que inclui Akira Toriyama de Dragon Ball Z e Yūji Horii de Dragon Quest, esta é uma das histórias de salto no tempo mais divertidas já inventadas.

Na aventura, membros de um eclético grupo, que inclui um robô gigante e um cavaleiro sapo, saltam para diferentes períodos de tempo para salvar o mundo inteiro. A trama não é o único destaque do jogo, que ainda apresenta um sistema de combate muito divertido.

Chrono Trigger foi lançado para Super Nintendo e, atualmente, pode ser jogado no PC via Steam e também nos dispositivos móveis com iOS ou Android.

1. The Legend of Zelda: Ocarina of Time

É impossível falar de jogos com viagem no tempo sem citar o mais clássico entre eles. Ocarina of Time não é o único game da franquia The Legend Of Zelda que conta com mecânicas que mexem com o tempo, mas certamente é o melhor. Ocarina of Time se passa em dois períodos de tempo, com o jogador alternando entre os controles do Link adulto e criança.

A história lida com a manipulação do tempo de maneiras inventivas, com diversos quebra-cabeças envolvendo visitas aos mesmos lugares, em diferentes épocas. As concequências de Ocarina Of Time ainda originaram linhas do tempo distintas para os jogos de Zelda, e influenciaram mecânicas semelhantes nos jogos Majora's Mask, Oracle of Seasons e Oracle of Ages.

The Legend Of Zelda: Ocarina Of Time foi originalmente lançado para Nintendo 64. Atualmente, está disponível no Nintendo Switch como benefício de assinatura do serviço Nintendo Switch Online + Pacote Adicional.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos