Mercado fechado
  • BOVESPA

    105.069,69
    +603,45 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.597,29
    -330,09 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,22
    -0,28 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.782,10
    +21,40 (+1,22%)
     
  • BTC-USD

    49.116,70
    +1.274,35 (+2,66%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.367,14
    -74,62 (-5,18%)
     
  • S&P500

    4.538,43
    -38,67 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.580,08
    -59,71 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.122,32
    -6,89 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    23.766,69
    -22,24 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.029,57
    +276,20 (+1,00%)
     
  • NASDAQ

    15.687,50
    -301,00 (-1,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3953
    +0,0151 (+0,24%)
     

10 filmes premiados para assistir no Amazon Prime Video

·7 min de leitura

As plataformas de streaming trouxeram um acervo enorme de filmes para os assinantes desfrutarem do melhor do cinema: do blockbuster ao cult; das tramas de super-heróis aos filmes independentes... Tem de tudo um pouco. E com um catálogo tão vasto, há também aquelas produções cinematográficas que já faturaram diversos prêmios renomados do setor, desde o Annecy, considerado o "Oscar da animação", ao Oscar em si, passando por festivais famosos como o de Berlim e de Veneza.

Entre tantos serviços com filmes premiados, há o Amazon Prime Video, que vem investindo cada vez mais em títulos de sucesso e de muita qualidade para seu acervo cinematográfico. Pensando nisso, o Canaltech topou o desafio de selecionar 10 filmes que já faturaram prêmios ao redor do mundo e que estão disponíveis para serem assistidas na plataforma da Amazon.

Então relaxe, separe sua pipoca e o lugar no sofá e faça a difícil escolha de dar play em apenas um de tantos filmes imperdíveis que estão no catálogo do Prime Video,

10. Minha Vida de Abobrinha

Começando a lista com um vencedor do Festival de Cinema de Animação de Annecy, mais especificamente da categoria Melhor Filme em 2016, Minha Vida de Abobrinha é um filme franco-suíço animado em stop-motion que quase chegou a ser indicado ao Oscar em 2017. A história segue Ícaro, um menino de apenas 9 anos que sofre muito cedo com a repentina morte de sua mãe, sendo deixado num orfanato logo em seguida. O longa acompanha suas dificuldades em se integrar no novo ambiente e como a ajuda das pessoas ao seu redor fazem toda a diferença na adaptação, sobretudo a de Raymond, o policial encarregado do seu caso, e dos seus novos amigos, Simon e Camile, com quem compartilha seus sentimentos.

9. Blue Jasmine

Este longa-metragem dirigido por Woody Allen segue uma socialite de Nova York que leva uma vida milionária e luxuosa (Cate Blanchett), mas a rotina vira do avesso quando seu casamento acaba e todo o seu dinheiro é perdido. Sem alternativas, ela é obrigada a morar com sua irmã (Sally Hawkins) em São Francisco, numa casa bem modesta e diferente do que está acostumada. Ela agora precisa aceitar e descobrir como se adaptar à nova condição de vida, ao mesmo tempo que se abre para um novo amor. Blue Jasmine deu o Oscar de Melhor Atriz para Blanchett em 2014, e também foi reconhecido no Globo de Ouro, BAFTA e outros prêmios renomados.

8. Tapete Vermelho

Esse longa nacional dirigido e roteirizado por Luis Alberto Pereira chegou a ganhar prêmios no Brazilian Film Festival of Miami e no Festival de Cinema e Vídeo de Natal, além de ser indicado a duas categorias no Prêmio ACIE de Cinema em 2007. Estrelado por Matheus Nachtergaele, Tapete Vermelho segue Quinzinho, um rapaz que mora em uma roça bem distante de qualquer cidade grande e urbana. Quando um filme de Amácio Mazzaropi está em cartaz na cidade, Quinzinho decide levar seu filho Neco (Vinícius Miranda) para assisti-lo em uma sala de cinema de verdade, cumprindo uma promessa feita há muito tempo e mantendo viva uma tradição de infância.

7. Com Amor, Van Gogh

Com Amor, Van Gogh se passa em 1891, exatamente um ano após um dos nomes mais fortes da arte cometer suicídio. Armand Roulin (Douglas Booth) encontra uma carta por ele enviada ao irmão Theo, que jamais chegou ao seu destino. Com o documento em mãos e após conversar com o pai, carteiro que era amigo pessoal de Vincent, Armand é incentivado a entregar a correspondência por si só. Assim, ele parte para a cidade francesa de Arles, na esperança de encontrar alguma figura que tenha contato direto com a família do pintor. Sua aventura inclui uma investigação com pessoas que conheceram Van Gogh, tudo no intuito de decifrar se sua morte foi realmente causada por um suicídio. O filme animado foi vencedor do Prêmio do Cinema Europeu, 2017.

6. Menina de Ouro

Este longa vencedor de quatro Oscars em 2005 permanece um clássico mesmo após 15 anos do lançamento. Em Menina de Ouro, o veterano do boxe Frankie Dunn (Clint Eastwood) leva uma vida reservada em Los Angeles e suas interações sociais limitam-se a Scrap (Morgan Freeman), seu único amigo, que também cuida de seu ginásio. Um dia, Maggie Fitzgerald (Hilary Swank), uma operária transferida de Missouri, aparece no local querendo iniciar uma carreira no boxe. No entanto, o homem acredita que ela esteja velha demais para isso; apesar da negativa de Frankie, ela está determinada a seguir com sua decisão e logo recebe o apoio de Scrap, que a encoraja a seguir adiante. Vencido pela determinação de Maggie, Frankie enfim aceita ser seu treinador.

5. Tudo Sobre Minha Mãe

Esse clássico do cult de Pedro Almódovar já possui uma popularidade que ultrapassa os 20 anos desde seu lançamento. Vencedor da categoria Melhor Filme Estrangeiro no Oscar 2000, Tudo Sobre Minha Mãe é um longa que aborda temas complexos como identidade sexual, fé e existencialismo. O filme segue o jovem Esteban (Eloy Azorín), que no seu aniversário ganha de presente da mãe, Manuela (Cecilia Roth), um ingresso para uma peça estrelada por Huma Rojo (Marisa Paredes). Ao tentar pegar um autógrafo dela, ele sofre um acidente, é atropelado e morre. Sua mãe, então, resolve ir até o pai do filho para dar a notícia, viajando até Barcelona. No caminho, ela conhece Agrado (Antonia San Juan), a freira Rosa (Penelope Cruz) e a própria Huma Rojo.

4. Super Size Me

Já pensou em passar 30 dias fazendo todas as suas refeições no McDonald's? Em Super Size Me, documentário de 2004, Morgan Spurlock topa esse desafio ao mesmo tempo que protagoniza, escreve e dirige toda a sua experiência. Em paralelo ao acompanhamento de seu corpo alimentando-se de tanto fast food, ele ainda traz depoimentos alheios sobre o consumo assíduo de uma sociedade capitalista e elementos da pós-modernidade em toda a narrativa. Super Size Me venceu a categoria de Melhor Documentário no Satellite Award em 2004, premiação que honra as melhores realizações da indústria cinematográfica e televisiva.

3. Boyhood

Pensa num filme que levou anos para ser finalizado: Boyhood é um projeto um tanto ousado de Richard Linklater, homem por trás de sucessos como Antes do Amanhecer e Escola do Rock. Unindo nomes como Patricia Arquette e Ethan Hawke, o cineasta levou 12 anos para concluir as filmagens justamente por querer acompanhar o crescimento e envelhecimento natural de seu elenco em frente às câmeras. O filme conta a história de um casal de pais divorciados que tenta criar seu filho Mason ao longo de todo o seu desenvolvimento como ser humano: desde a entrada na escola até a faculdade, analisando o relacionamento com seus pais a medida em que ele amadurece. Boyhood foi o vencedor de três estatuetas no Festival de Berlim em 2014.

2. Anomalisa

Trazendo novamente a técnica de animação em stop-motion, Anomalisa é um longa-metragem norte-americano dirigido por Charlie Kaufman e Duke Johnson que traz como elemento principal a síndrome de Fregoli numa narrativa que mescla romance e drama, utilizando bonecos de silicone para estrelar a história. A trama segue Michael Stone (David Thewis na voz original), um palestrante motivacional que acaba de chegar à cidade de Connecticut. Lá ele acaba conhecendo Lisa (Jennifer Jason Leigh na voz original), uma jovem por quem se apaixona. Anomalisa venceu duas estatuetas no Festival Internacional de Cinema de Veneza em 2015.

1. Borat: Fita de Cinema Seguinte

Vencedor do Globo de Ouro e, ao mesmo tempo, do Framboesa de Ouro, Borat: Fita de Cinema Seguinte foi um filme gravado em segredo e em plena pandemia, com o nosso repórter favorito do Cazaquistão voltando aos Estados Unidos para se meter com o Partido Republicano, o QAnon e toda a legião de eleitores negacionistas. O longa chegou em 2020 bem a tempo de anteceder o fim de semana eleitoral nos Estados Unidos, com Sacha Baron Cohen retornando ao papel principal, mas também introduzindo Maria Bakalova no papel de sua filha Tutar em mais uma aventura repleta de acontecimentos bizarros e trapalhadas sem explicações.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos