10 dicas para não cair em armadilhas durante a "Boxing Week"

SÃO PAULO - Entre os dias 26 e 29 de dezembro acontece a “Boxing Week”, evento que promete descontos de até 70% em algumas lojas virtuais. 

O saldão tem como objetivo liquidar o estoque de produtos não vendidos durante o Natal, contudo, de acordo com a Fundação Procon-SP, o consumidor precisa ficar atento aos seus direitos e tomar cuidado para não cair em armadilhas. Abaixo, 10 dicas elaboradas pela entidade para quem pretende aproveitar a promoção. 

1 – Antes de comprar, compare os preços, inclusive com empresas que não participam do evento. Dessa forma, diz a Fundação, é possível escapar de promoções “milagrosas” e evitar as compras por impulso; 

2 – Verifique as formas de pagamento oferecidas pelo site e evite os que aceitam somente boleto bancário; 

3 – Opte por comprar à vista para não comprometer o orçamento a longo prazo. Se for parcelar, fique atento aos juros que serão cobrados; 

4 – No caso de maquiagem de preços (quando o valor do produto é elevado antes do fornecimento do desconto), o consumidor, alerta o Procon-SP, tem o direito de obter o desconto pelo preço real, que era usualmente praticado antes da promoção; 

5 – Havendo dificuldade para concluir a compra com o desconto anunciado, contate a empresa, no SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor) ou por e-mail, para comprovar o fato e depois, se preciso, exija o cumprimento da oferta; 

6 – Imprima ou salve todos os documentos que comprovem a compra e a confirmação do pedido, como comprovante de pagamento, contrato, anúncios, entre outros; 

7 – Ao receber a mercadoria, confira-a e, na hipótese de alguma irregularidade, devolva o produto com especificação do problema na nota de entrega e entre em contato com o estabelecimento para solucionar a questão; 

8 – Instale programas de antivírus e o firewall (sistema que impede a transmissão e/ou recepção de acessos nocivos ou não autorizados) e os mantenha atualizados em seu computador; 

9 – Nunca realize transações online em lan houses, cybercafés ou computadores públicos, pois podem não estar adequadamente protegidos; 

10 – Por fim, lembre-se: na compra de produtos ou contratação de serviços realizados por meio da internet, telefone, catálogo, ou qualquer outra forma que seja fora do estabelecimento comercial, o consumidor pode desistir em até sete dias, contados da confirmação da compra ou do recebimento da mercadoria. 

Fique de olho
De acordo com o Procon-SP o consumidor que se deparar com promessa de promoção com preços iguais aos praticados dias antes do saldão, ou mudança de valor no momento da finalização da compra pode denunciar nas redes sociais da Fundação com a hastag “#falsodesconto”, enviando junto um print da página com problema.

O procedimento pode ser feito no twitter (@proconspoficial) e no facebook (https://www.facebook.com/proconsp)

Carregando...