Mercado fechado

10 destinos místicos que despertam fascínio

Pixabay

Por Carolina Maia

São tantos lugares nesse mundão para se conhecer que fica até difícil pensar ser possível riscar todos da lista numa só vida. Alguns deles, no entanto, vão além e mexem com nosso imaginário de tal maneira que, mesmo sem conhecê-lo são capazes de nos despertar fascínio. Aqui mesmo, pela América do Sul, estão muitos desses lugares incríveis que guardam lendas e histórias. Outros já ficam um pouco mais longe, mas são igualmente interessantes. Há quem diga que muitos deles são resultados de vida extraterrestre. Será? Bom, uma coisa é certa: são incríveis, confira!

Machu Picchu, Peru

Pixabay

 A enigmática Cidade Perdida dos Incas não à toa é Patrimônio Cultural e Natural da Humanidade, uma das Novas Maravilhas do Mundo e uma das atrações turísticas mais fotografadas do planeta. Se trata de um universo utópico envolto em lendas e misticismo. No alto de uma montanha da cordilheira dos Andes, a 2.400 metros de altitude, data do século 15. Fica dica: não deixe de aproveitar a cidade de Cusco que é sede de quase todos os passeios da região do Vale Sagrado.

Deserto do Atacama, Chile

Carolina Maia

 Mais do que horizontes de areia, o destino conquista por suas muitas paisagens que parecem ter saído de um filme de ficção cientifica. O mais alto e árido deserto do mundo é quase que um universo paralelo, de tão surreal. Vulcões, gêiseres, dunas, formações rochosas, cânions, cactos gigantes, flamingos, fontes termais, piscinas de águas vulcânicas, belas lagoas e salares compõem o impressionante panorama. No território de Antofagasta, abrange cerca de mil quilômetros de extensão e está a aproximadamente 2.400 metros acima do nível do mar.

Stonehenge, Inglaterra

Pixabay

 Sua formação é simples: quatro portais dentro de um círculo de pedras. A complexidade, no entanto, gira em torno dos mistérios de Stonehenge. Cientistas, turistas e místicos indagam, entre outras questões, sobre a origem e o uso de um dos monumentos pré-históricos mais famosos do mundo, que data de mais de 4 mil anos. Isso porque, à época, por volta de 2.500 a.C., os responsáveis pelo templo teriam carregado por quilômetros rochas de até 5 metros de altura e 30 toneladas.

Luxor, Egito

Commons

O país é um dos mais ricos quando o assunto é mitos, lendas e misticismo. Até hoje as pirâmides e os famosos deuses egípcios despertam fascínio. A antiga cidade de Tebas do deus Amun-rá, conhecida como um dos maiores museus ao ar livre do mundo, também reserva muitos questionamentos. Como é o caso do Templo de Luxor, descoberto enterrado nas areias do deserto do Saara em 1884. Entre suas particularidades está o fato de conter elementos de crença faraônica, greco-romana, cristã e islâmica.

Angkor Wat, Camboja

Pixabay

Patrimônio da Humanidade pela Unesco e símbolo do país é considerado a maior estrutura religiosa do mundo. De fato, um imponente monumento, um tesouro arqueológico. Situado na cidade de Siem Reap, sua construção, talhada em pedra, formando uma mandala e alinhada aos pontos cardeais, é uma incrível combinação de espiritualidade e simetria.

Lago Titicaca, Peru e Bolívia

Pixabay

Lago mais alto do mundo, se trata de um símbolo místico para os povos que vivem em sua região e que mantêm sua essência sagrada. Em ambos os lados (peruano e boliviano) há sítios arqueológicos para conhecer as tradições e culturas típicas.

Nazca, Peru

Pixabay

Um dos grandes enigmas da humanidade, há quem diga que se trata de obra extraterrestre. E, a literatura e o cinema reforçam isso. O filme Sinais, estrelado por Mel Gibson e Joaquin Phoenix, que o diga. A 450 quilômetros da capital Lima, numa área de deserto, povos que antecederam aos Incas (entre 500 a.C e 500 d. C) desenharam figuras misteriosas que só são de fato visíveis do alto. Eis o mistério de Nazca, que gera inúmeras teorias, tanto científicas, quanto ufológicas. Dentre as mais plausíveis é que se trata de representações das constelações, que ajudavam esses povos em seus rituais.

Vale de Katmandu, Nepal

Pixabay

Patrimônio da Humanidade pela Unesco e principal ponto turístico do país é um convite ao misticismo. Sua herança cultural e histórica é nítida nos muitos templos e palácios budistas e hindus – grande parte deles datados do século 17. Os sete grupos de monumentos que o compõe representam bem os motivos pelos quais a região é famosa.

Ilha de Páscoa, Chile

Pixabay

Porção de terra habitada mais afastada do restante da humanidade, Rapa Nui, como é conhecida no idioma nativo, está ao Sul do Pacífico a mais de 3.200 quilômetros da costa chilena. Isolada do mundo, revela um cenário envolto em mistério com seus famosos moais. Patrimônio histórico, as mais antigas estátuas, estima-se que sejam do século 8; já as mais novas, datam do século 13. As gigantescas estátuas também geram questionamentos. A lenda local conta que os moais andaram sobre pedras que rolavam puxadas por cordas em movimento pendular.

São Tomé das Letras, Brasil

Commons

São muitos os destinos brasileiros que poderíamos citar por sua dose de misticismo: as Chapadas Diamantina (BA), dos Veadeiros (GO) e dos Guimarães (MT), a Serra do Roncador (MT) e o Monte Roraima para citar alguns. No entanto, São Tomé das Letras, em Minas Gerais, se destaca disparado como o favorito neste quesito. Isso porque a cidade, repleta de cachoeiras, cavernas, grutas e construções de pedra, coleciona lendas e histórias esotéricas.