Mercado abrirá em 3 h 50 min
  • BOVESPA

    129.441,03
    -634,97 (-0,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.286,46
    +400,16 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,63
    +0,72 (+1,02%)
     
  • OURO

    1.859,30
    -20,30 (-1,08%)
     
  • BTC-USD

    39.634,36
    +4.055,48 (+11,40%)
     
  • CMC Crypto 200

    950,51
    +8,69 (+0,92%)
     
  • S&P500

    4.247,44
    +8,26 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.479,60
    +13,40 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.158,45
    +24,39 (+0,34%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,23 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    29.161,80
    +213,07 (+0,74%)
     
  • NASDAQ

    14.028,75
    +34,50 (+0,25%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1908
    -0,0018 (-0,03%)
     

1.100 acusados de lavar dinheiro com criptomoedas são presos na China

·3 minuto de leitura

Autoridades da China prenderam 1.110 pessoas suspeitas de lavagem de dinheiro usando criptomoedas. O Ministério de Segurança Pública afirma que os presos usavam criptomoedas para lavar lucros provenientes de golpes na internet e por telefone.

O caso envolve uma comissão cobrada dos usuários entre 1,5% e 5% para converter lucros ilegais em dinheiro digital através de exchanges de criptomoedas. Na tarde de quarta-feira (9), relatos indicam que a polícia capturou pelo menos 170 grupos criminosos usando moedas digitais em esquemas de lavagem de dinheiro. O ministério divulgou a notícia em seu canal oficial do WeChat.

Após a divulgação da notícia, a Chinese Payment and Clearing Association disse que crimes envolvendo criptomoedas estão crescendo. “Eles estão se tornando rapidamente um canal importante para lavagem de dinheiro além das fronteiras”.

Este não é o primeiro caso da China endurecendo as ações contra lavagem de dinheiro com criptomoedas. No final de 2020, o Banco Popular da China (PBoC), apoiado por autoridades locais, efetuou uma série de prisões de apostas internacionais. Da mesma forma, aquelas notícias também apontavam que os envolvidos usavam o anonimato das criptomoedas para participar de atividades ilegais.

O caso chinês de lavagem de dinheiro e apostas ilegais ocorre em conjunto com o escrutínio do tema por todo o continente. Na última emana, o Conselho Federal Asiático de Corridas Contra Apostas Ilegais e Crimes Financeiros Relacionados divulgou um relatório sobre o uso de criptomoedas e blockchain em apostas ilegais na Ásia.

A luta da China contra criptomoedas

As prisões não são surpreendentes, uma vez que seguem o padrão recente adotado pela China de oposição às criptomoedas. Os alvos do governo chinês incluem praticamente todos os cantos do mundo cripto, de trading e compras com moedas digitais até mineração.

Somente em maio o governo daquele país endureceu o tratamento contra o uso de criptomoedas. O Banco Popular da China proibiu os provedores de serviços financeiros de oferecerem atividades relacionadas à criptomoedas como tentativa de focar no crescimento de sua própria moeda digital.

Na mesma semana em que ocorreu esta proibição, o governo decidiu coibir a mineração de Bitcoin. O episódio foi recebido com grande choque, já que o país é líder mundial de mineração da criptomoeda.

Uma das medidas mais “duras” ocorreu quando o governo bloqueou contas relacionadas à criptomoedas na versão chinesa do Twitter.

Focando no futuro

blockchain
blockchain

Apesar da posição dura da China contra criptomoedas estrangeiras e serviços relacionados a elas, lá dentro a história é outra. Não só a China está ativamente desenvolvendo sua própria moeda digital como ela está incentivando sua adoção.

Recentemente, o Banco Popular da China lançou testes do yuan digital em várias regiões do país. O objetivo é a adoção em massa e a normalização da moeda digital. Seguindo os testes regionais, o governo está se preparando para fazer um “airdrop” de 6,2 milhões de yuans (cerca de R$ 286 mil) em moedas digitais para residentes de Pequim.

Os planos domésticos da China estão avançando enquanto suas táticas podem parecer duras. O país planeja ter a tecnologia blockchain mais avançada do mundo em poucos anos.

O artigo 1.100 acusados de lavar dinheiro com criptomoedas são presos na China foi visto pela primeira vez em BeInCrypto.