Mercado fechará em 2 h 45 min
  • BOVESPA

    110.497,31
    +1.653,57 (+1,52%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.710,38
    +152,73 (+0,30%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,45
    +0,16 (+0,23%)
     
  • OURO

    1.777,40
    +13,60 (+0,77%)
     
  • BTC-USD

    42.410,77
    -1.374,54 (-3,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.055,40
    -8,45 (-0,79%)
     
  • S&P500

    4.367,75
    +10,02 (+0,23%)
     
  • DOW JONES

    34.067,56
    +97,09 (+0,29%)
     
  • FTSE

    6.980,98
    +77,07 (+1,12%)
     
  • HANG SENG

    24.221,54
    +122,40 (+0,51%)
     
  • NIKKEI

    29.839,71
    -660,34 (-2,17%)
     
  • NASDAQ

    15.044,25
    +34,75 (+0,23%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2004
    -0,0443 (-0,71%)
     

Única albina da família, balconista se torna aposta da moda e quer derrubar estigma: 'Não somos invisíveis'

·1 minuto de leitura

Do balcão de uma lanchonete para o mundo. Bom, o emprego como atendente ainda existe. Mas o rosto de Mylena Andrade já começa a estampar publicações internacionais. E justamente pelo que tem de mais diferente.

Mylena, de 19 anos, é albina. Uma condição que já lhe impôs muitos preconceitos, mas que, entre copos e pratos, chamou atenção dos empresários Pedro Bellver e Wellington Vieira, e é hoje uma das apostas da Mix Models.

A modelo, ainda iniciante, já estrelou campanhas para grifes de joias e roupas esportivas e um retrato seu chegou a estampar a "Vogue" italiana em sua versão digital.

Ela pretende usar a moda como plataforma para levar informação sobre a condição genética: "O albino ainda é alvo de preconceito, por isso é muito significativo poder mostrar nossa beleza e estar representado. Espero usar a moda para falar sobre essas questões".

A condição rara, que afeta a produção de melanina, atinge aproximadamente 21 mil pessoas no Brasil. Mesmo num país tão diverso, o albino ainda é alvo de estigma e desinformação. "Temos uma condição rara, mas não somos invisíveis. Eu sou a única albina na minha família e sei que é um assunto desconhecido para muitas pessoas. Sonho criar um projeto social que fale sobre o albinismo, para entenderem o que realmente é e para trazermos mais dignidade à toda diferença", planeja.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos