Mercado fechado

Os últimos principais acontecimentos ligados ao coronavírus no mundo

Trabalhadores costuram roupas para serem usadas no surto de coronavírus COVID-19 na fábrica de Zhejiang em Wenzhou

Multiplicação dos países afetados, primeiro caso na África subsaariana, semana negra para as bolsas de valores mundiais, cancelamentos em cascata, partidas sem público: confiram abaixo os últimos acontecimentos relacionados ao novo coronavírus no mundo.

- Primeiro caso na África subsaariana -

O novo coronavírus infectou 83.670 pessoas e matou 2.865 em todo mundo, de acordo com um balanço estabelecido pela AFP com base em fontes oficiais nesta sexta-feira, às 7h (horário de Brasília).

A China continental, onde a epidemia surgiu no final de dezembro, tem 78.824 casos, incluindo 2.788 mortes.

Em outras partes do globo, 54 países e territórios são afetados, totalizando 4.846 casos e 77 mortes.

O vírus se espalha mais rapidamente na Coreia do Sul, com 571 novos casos registrados nas últimas 24 horas. O número acumulado de casos de infecção passou de 2.000.

Holanda, Nigéria, Nova Zelândia, Bielorrússia, Azerbaijão e Lituânia entraram para a lista de países afetados.

O caso nigeriano, detectado no estado de Lagos, capital econômica do país, é o primeiro registrado na África subsaariana.

- Semana negra para os mercados financeiros -

Temendo as consequências devastadoras da epidemia na economia, os mercados financeiros caminham para sua pior semana desde a crise financeira global de 2008-2009.

Os preços do petróleo também continuam em queda, atingindo seu nível mais baixo em mais de um ano.

A gigante chinesa da Internet Baidu espera uma queda de até 13% de sua receita no 1º trimestre, devido à epidemia.

As companhias aéreas IAG e EasyJet divulgaram uma desaceleração na demanda na Europa e na Ásia, também por conta do novo coronavírus. Já anunciaram cancelamento de voos e cortes de custos.

- Cancelamentos em cascata -

A Suíça proibiu, pelo menos até 15 de março, qualquer evento que reúna mais de 1.000 pessoas. Com isso, foi cancelada a 90ª edição do Salão Internacional do Automóvel de Genebra, que começaria em 5 de março e receberia cerca de 600.000 visitantes de todo mundo.

O Facebook cancelou sua conferência anual de desenvolvedores, programada para início de maio, na Califórnia.

O grupo de K-pop BTS cancelou quatro shows programados para Seul em abril, enquanto o complexo de parques temáticos Tokyo DisneyLand e Tokyo DisneySea ficará fechado por duas semanas.

O mundo do esporte também foi afetado, com o cancelamento das duas últimas etapas do Tour dos Emirados de ciclismo, após a descoberta da contaminação de dois ciclistas italianos.

- Partidas sem público -

Quatro partidas do campeonato italiano ocorrerão sem público, incluindo o jogo entre Inter de Milão e Juventus.

Já o Sunwolves, uma franquia japonesa de rúgbi, decidiu transferir dois jogos para a Austrália.

O Comitê Olímpico Internacional (COI) reafirma que está "completamente determinado" a realizar os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020.

- ONU pronta para ajudar Pyongyang -

O Conselho de Segurança das Nações Unidas disse que está pronto para adotar isenções humanitárias para a Coreia do Norte, a fim de ajudar o país a combater a epidemia.

Os membros do Conselho de Segurança apelam à Coreia do Norte, cujas fronteiras estão fechadas, que permita a entrada de equipamentos médicos.

O país ainda não divulgou nenhum caso do novo coronavírus.