Mercado fechará em 4 h 40 min
  • BOVESPA

    111.744,59
    +1.540,82 (+1,40%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.104,39
    +213,80 (+0,42%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,67
    +1,07 (+1,25%)
     
  • OURO

    1.841,90
    -10,60 (-0,57%)
     
  • BTC-USD

    38.388,95
    +1.703,88 (+4,64%)
     
  • CMC Crypto 200

    883,80
    +63,22 (+7,70%)
     
  • S&P500

    4.356,45
    -53,68 (-1,22%)
     
  • DOW JONES

    34.297,73
    -66,77 (-0,19%)
     
  • FTSE

    7.511,15
    +139,69 (+1,90%)
     
  • HANG SENG

    24.289,90
    +46,29 (+0,19%)
     
  • NIKKEI

    27.011,33
    -120,01 (-0,44%)
     
  • NASDAQ

    14.429,50
    +288,75 (+2,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1441
    -0,0080 (-0,13%)
     

Ômicron tem risco de internação menor do que a Delta, sugere estudo britânico

·1 min de leitura

Na última quarta-feira (22), um estudo publicado pelo britânico Imperial College London apontou que a variante Ômicron da covid-19 oferece um risco de internação 45% menor que a Delta. Para chegar a essa estatística, os pesquisadores analisou dados de casos confirmados por testes laboratoriais RT-PCR (o molecular, considerado o mais preciso) da Inglaterra.

Os cientistas coletaram esses dados entre 1º e 14 de dezembro. Ao todo, foram 56 mil diagnósticos de Ômicron e 269 mil de Delta. Com isso, o grupo encontrou evidências de redução no risco de hospitalização com a Ômicron em relação às infecções com a Delta.

Variante Ômicron oferece risco de internação menor que Delta, segundo estudo (Imagem: Zhiminaicela/Pixabay)
Variante Ômicron oferece risco de internação menor que Delta, segundo estudo (Imagem: Zhiminaicela/Pixabay)

O estudo do Imperial College ressalta que o risco de qualquer visita ao hospital (sem a necessidade de internação) com a Ômicron seria entre 20 e 25% menor do que com a Delta, e que as reduções em hospitalizações precisam ser consideradas levando-se em conta o maior risco de infecção com a variante recém-descoberta.

O estudo britânico vem na esteira de uma análise feita na África do Sul, publicada ainda na quarta. Na ocasião, os pesquisadores sul-africanos descobriram que as pessoas que contraíram a Ômicron têm uma chance 80% menor de internação, em comparação com outras cepas já conhecidas.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos