Mercado fechado

Órgão regulador dos EUA autoriza fusão de Sprint e T-Mobile

A Comissão Federal de Comunicações americana (FCC) autorizou, nesta terça-feira, a fusão de 26 bilhões de dólares entre as operadoras telefônicas T-Mobile e Sprint

A Comissão Federal de Comunicações americana (FCC) autorizou, nesta terça-feira, a fusão de 26 bilhões de dólares entre as operadoras telefônicas T-Mobile e Sprint, estimando que a operação pode permitir ajudar os Estados Unidos a melhorar sua cobertura na tecnologia 5G.

O acordo já tinha recebido permissão do Departamento de Justiça em julho. Contudo, vários procuradores começaram procedimentos para bloquear a fusão em nome da concorrência.

Neste sentido, a FCC exigiu das operadoras que tomem medidas para evitar prejudicar a concorrência, com a cessão pela Sprint de seu serviço Boost Mobile, disse o regulador em um comunicado.

"A transação ajudará a garantir a liderança dos Estados Unidos em matéria de 5G, reduzir a brecha digital nas zonas rurais e fortalecer a concorrência no mercado de banda larga", afirmou o chefe da FCC, Ajit Pai, no texto.