Mercado fechado
  • BOVESPA

    101.915,45
    -898,58 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.698,72
    -97,58 (-0,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,66
    -3,29 (-4,70%)
     
  • OURO

    1.774,50
    -10,70 (-0,60%)
     
  • BTC-USD

    57.025,28
    -1.227,26 (-2,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.456,34
    +13,56 (+0,94%)
     
  • S&P500

    4.567,00
    -88,27 (-1,90%)
     
  • DOW JONES

    34.483,72
    -652,22 (-1,86%)
     
  • FTSE

    7.059,45
    -50,50 (-0,71%)
     
  • HANG SENG

    23.475,26
    -376,98 (-1,58%)
     
  • NIKKEI

    27.821,76
    -462,16 (-1,63%)
     
  • NASDAQ

    16.219,50
    -171,25 (-1,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3952
    +0,0660 (+1,04%)
     

Óculos de realidade mista da Apple ganham novos detalhes de conectividade

·2 min de leitura

A Apple deverá começar a produzir os seus óculos de realidade mista no último trimestre do ano que vem, de acordo com o conhecido analista Ming-Chi Kuo. O modelo terá recursos atualizados de conectividade, display de alta resolução e componentes de alta performance.

Óculos de realidade mista da Apple terá suporte para Wi-Fi 6/6E, com conexsão mais rápida e estável (Imagem: Antonio de Rosa)
Óculos de realidade mista da Apple terá suporte para Wi-Fi 6/6E, com conexsão mais rápida e estável (Imagem: Antonio de Rosa)

Segundo Kuo, o maior problema enfrentado pelos óculos de realidade virtual atuais é a conexão com a internet, já que esse tipo de produto requer uma taxa de transferência de daos muito alta, e muitas vezes precisam ser ligados por meio de cabos para funcionar corretamente. Porém, para permitir o uso sem fio, a Apple deverá implementar o suporte para Wi-Fi 6/6E, protocolos que representam a última geração de conectividade, com velocidades mais altas e capacidade para um maior número de dispositivos conectados ao mesmo tempo.

Portanto, caso o desenvolvimento dessa compatibilidade aconteça como o esperado, abre-se uma janela de oportunidades para outras especificações que até o momento não foram vistas em dispositivos do tipo. É possível que o novo headset de realidade mista tenha baixa latência e suporte para conteúdos em até 8K — também é esperado que o óculos tenha displays com taxa de atualização de até 120 Hz, assim como o Oculus Quest já produzido pela Meta (a nova nomenclatura para o Facebook).

Outros detalhes sugeridos para os novos óculos de realidade mista da Apple incluem cerca de 15 módulos de câmera para detecção de objetos e pessoas, além de tecnologia micro LED com mais de 3 mil pontos por polegada. O produto também poderá vir com suporte para 5G por mmWave, que proporcionarão maior velocidade de conexão, e ainda oferecer uma construção mais leve que os modelos já existentes no mercado, de acordo com o analista.

Realidade mista poderá ganhar popularidade no futuro

A realidade mista consiste na união entre o mundo real e o digital, em que as pessoas poderão interagir de forma completamente integrada com objetos ou seres virtuais. Os usos da tecnologia podem variar entre jogos com maior imersão, tarefas de produtividade empresarial e até mesmo auxílios para treinamentos militares, visualizações de projetos de engenharia, arquitetura e outras áreas.

Ou seja, o produto da Maçã deverá oferecer uma proposta similar ao "metaverso" proposto por Mark Zuckerberg nos últimos dias, em que pessoas poderão ser representadas por avatares animados, e a partir daí realizar uma grande diversidade de tarefas.

Porém, todas essas novidades virão por um preço salgado: rumores apontam que o novo dispositivo poderá ser disponibilizado por um valor entre 1.000 dólares (cerca de R$ 5.645 em conversão direta) e 3.000 dólares (R$ 28.225) — além da Apple e Meta, a Sony também deverá apresentar seu óculos de realidade mista em algum momento de 2022.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos