Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.983,09
    +310,34 (+0,28%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.302,35
    -100,35 (-0,19%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,25
    +1,29 (+1,55%)
     
  • OURO

    1.785,70
    +15,20 (+0,86%)
     
  • BTC-USD

    66.269,95
    +2.245,91 (+3,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.548,70
    +67,90 (+4,59%)
     
  • S&P500

    4.536,19
    +16,56 (+0,37%)
     
  • DOW JONES

    35.609,34
    +152,03 (+0,43%)
     
  • FTSE

    7.223,10
    +5,57 (+0,08%)
     
  • HANG SENG

    26.136,02
    +348,81 (+1,35%)
     
  • NIKKEI

    29.255,55
    +40,03 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    15.362,25
    -36,25 (-0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4789
    -0,0173 (-0,27%)
     

Óculos de realidade aumentada chinês tem construção leve e discreta

·2 minuto de leitura

A Nreal, companhia chinesa de dispositivos de realidade aumentada, lançou nesta quinta-feira (30) seus novos óculos inteligentes, batizados de Nreal Air. Eles são capazes de projetar imagens que podem ser vistas pelas lentes do acessório, mas mantêm um visual discreto e comparável ao que é encontrado em uma armação comum.

Nreal Air é capaz de projetar imagens virtualmente, mas não interage com o ambiente (Imagem: Divulgação/Nreal)
Nreal Air é capaz de projetar imagens virtualmente, mas não interage com o ambiente (Imagem: Divulgação/Nreal)

Mesmo com um design simples, ele pesa 77 gramas — portanto, mais do que óculos tradicionais, mas ainda é mais leve do que o Nreal Light, seu antecessor. Porém, de acordo com a marca, o conforto e usabilidade do produto não são afetados pelo peso. As lentes trazem uma tecnologia de micro OLEDs, capazes de projetar virtualmente conteúdos reproduzidos em telas de smartphones, em um tamanho simulado máximo de até 201 polegadas, desde que posicionado a uma distância de seis metros da parede ou outra superfície em que as informações serão vistas.

Segundo a Nreal, 78% dos clientes utilizam seus produtos para assistir filmes, séries e outros conteúdos sem precisar de telas. Portanto, a companhia apresenta o novo modelo como uma espécie de "cinema portátil", para entretenimento em qualquer lugar. Porém, o Nreal Air tem algumas desvantagens em relação a outros itens já apresentados pela marca: como não possui câmeras embutidas, ele não é capaz de interagir com o ambiente e nem mostrar imagens adaptadas. Além disso, ele precisa ser conectado ao smartphone via cabo USB-C para funcionar corretamente.

Óculos servem como uma espécie de "cinema portátil" (Imagem: Divulgação/Nreal)
Óculos servem como uma espécie de "cinema portátil" (Imagem: Divulgação/Nreal)

Por outro lado, alguns aspectos técnicos foram melhorados em relação ao Nreal Light: agora ele traz suporte para taxa de atualização de até 90 Hz e traz 49 pixels por grau (uma medida de densidade que considera a distância em que os conteúdos estão sendo visualizados) — para efeito de comparação, o modelo anterior traz 60 Hz e 47 pixels por grau. Porém, o ângulo de visualização total é de 46 graus, menos do que os 52 graus do produto antecessor.

Preço e disponibilidade

O produto será disponibilizado no Japão, China e Coreia do Sul a partir de dezembro. A Nreal ainda não divulgou o preço oficial dos óculos, mas já anunciou que ele será mais barato do que o Nreal Light, que custava cerca de 600 dólares (cerca de R$ 3.802 em conversão direta) na época de lançamento. De acordo com um funcionário interno da marca, existe a possibilidade de expansão para a Europa e Estados Unidos no futuro.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos