Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.363,10
    -56,43 (-0,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.714,60
    -491,99 (-0,94%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,42
    -1,24 (-1,50%)
     
  • OURO

    1.797,50
    -1,30 (-0,07%)
     
  • BTC-USD

    58.692,49
    -2.057,55 (-3,39%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.403,58
    -70,75 (-4,80%)
     
  • S&P500

    4.551,68
    -23,11 (-0,51%)
     
  • DOW JONES

    35.490,69
    -266,19 (-0,74%)
     
  • FTSE

    7.253,27
    -24,35 (-0,33%)
     
  • HANG SENG

    25.628,74
    0,00 (0,00%)
     
  • NIKKEI

    28.735,35
    -362,89 (-1,25%)
     
  • NASDAQ

    15.614,75
    +27,50 (+0,18%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4185
    -0,0062 (-0,10%)
     

Índices europeus recuam com dificuldades da China Evergrande

·2 minuto de leitura
Pedestre caminha em frente à Bolsa de Valores de Milão

Por Shreyashi Sanyal

(Reuters) - As ações europeias tiveram forte queda nesta segunda-feira, com as crescentes preocupações com a solvência do grupo imobiliário China Evergrande assustando os investidores em início de semana repleta de reuniões de grandes bancos centrais.

O índice FTSEurofirst 300 caiu 1,7%, a 1.749 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 1,67%, a 454 pontos.

As ações de mineração perderam 3,6%, refletindo queda nos preços das commodities.

As ações asiáticas fecharam em queda após forte baque nos papéis da Evergrande, a incorporadora mais endividada do mundo.

"Mais significativo do ponto de vista dos mercados mundiais é a situação preocupante da grande incorporadora chinesa Evergrande, que parece estar na beira do precipício, com temores sobre contágio da situação para a economia geral da China. Esta é uma notícia particularmente ruim para mineradoras", disse Russ Mold, diretor de investimentos da AJ Bell.

O índice referencial europeu STOXX 600 caiu por três semanas seguidas devido a preocupações com a desaceleração do crescimento global, alta da inflação, casos persistentemente elevados de Covid-19 e contágio de regulações mais duras sobre as empresas chinesas.

A reunião de política monetária do Federal Reserve estará no foco na terça e quarta-feiras, quando o Fed deve abrir caminho para a redução do estímulo. No total, 16 bancos centrais vão se reunir esta semana, incluindo Brasil, Reino Unido e Japão.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,86%, a 6.903,91 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 2,31%, a 15.132,06 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 1,74%, a 6.455,81 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 2,57%, a 25.048,26 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 1,20%, a 8.655,40 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 1,62%, a 5.213,55 pontos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos