Mercado fechado

Índices dos EUA têm oscilações limitadas após Fed cortar juros

Por Chuck Mikolajczak

Por Chuck Mikolajczak

(Reuters) - Os índices acionários dos Estados Unidos tinham variação limitada nesta quarta-feira, recuperando-se após breve queda em sessão volátil, na esteira da decisão de política monetária do Federal Reserve, que cortou os juros em 0,25 ponto percentual.

Às 16:05 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,31%, a 27.155 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,008561%, a 3.037 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançava 0,25%, a 8.297 pontos.

O corte do Fed reduziu os juros dos EUA para um intervalo entre 1,50% e 1,75%, mas retirou uma referência anterior de que "agirá conforme apropriado" para sustentar a expansão da economia norte-americana, o que sinaliza que o Fed pode adiar os futuros cortes na taxa de juros.

"O mercado certamente esperava um corte na taxa de 25 pontos-base. Foi isso que tivemos", disse Michael Arone, estrategista-chefe de investimentos da State Street Global Advisors.

"A reação hoje dos mercados hoje e dos juros sugere que os investidores estão concluindo, com ou sem razão, que o Fed está quase terminando com seus cortes."

As esperanças de um corte nos juros e o otimismo recente em torno das negociações comerciais ajudaram a elevar o índice S&P 500, que registrou máximas intradia nas duas sessões anteriores.

O subsetor bancário, sensível à taxa de juros, reduziu as perdas após a decisão do Fed, mas ainda recuava 0,69%. O setor de serviços públicos tinha alta de 0,43%, melhor desempenho do índice, enquanto o setor de energia tinha queda de 2,12%.

A curva de rendimentos dos Treasuries, por sua vez, se achatava nesta quarta, após a decisão sobre juros do Fed.

Os rendimentos subiram antes de devolverem os ganhos, ao passo que o mercado digeria as notícias. No dia, os 'yields' permaneciam em queda, com os rendimentos dos títulos de deaz anos recuando 4,4 pontos-base, para 1,7909%.

Os 'yields' dos Treasuries de dois anos, considerados uma 'proxy' das expectativas dos mercados sobre o rumo dos juros, tinha queda de 2 ponto-base, para 1,6216%.

O spread entre os rendimentos dos títulos de dois e dez anos, a medida mais comumente observada da curva de juros, recuava para 16,4 pontos-base, de 19,2 pontos-base no dia anterior.

(Por Chuck Mikolajczak e Kate Duguid)