Mercado fechado
  • BOVESPA

    100.539,83
    +1.882,18 (+1,91%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.201,81
    +546,36 (+1,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    41,51
    +0,05 (+0,12%)
     
  • OURO

    1.914,20
    -1,20 (-0,06%)
     
  • BTC-USD

    11.942,86
    +885,85 (+8,01%)
     
  • CMC Crypto 200

    239,54
    +0,62 (+0,26%)
     
  • S&P500

    3.443,12
    +16,20 (+0,47%)
     
  • DOW JONES

    28.308,79
    +113,37 (+0,40%)
     
  • FTSE

    5.889,22
    +4,57 (+0,08%)
     
  • HANG SENG

    24.569,54
    +27,28 (+0,11%)
     
  • NIKKEI

    23.567,04
    -104,09 (-0,44%)
     
  • NASDAQ

    11.682,75
    +22,00 (+0,19%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6264
    +0,0275 (+0,42%)
     

Índices da China registram ganhos na semana com expectativa de estímulo e força do iuan

·2 minutos de leitura
Investidor checa preços de ações em corretora de Pequim
Investidor checa preços de ações em corretora de Pequim

XANGAI (Reuters) - Os índices acionários da China fecharam em alta nesta sexta-feira, liderados pelo setor financeiro diante de expectativas de novas medidas de suporte para impulsionar a economia, enquanto o iuan forte também ajudou a atrair fluxo estrangeiro.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, subiu 2,25%, enquanto o índice de Xangai teve alta de 2,07%.

Na semana, tanto o CSI300 quanto o SSEC ganharam 2,4%, interrompendo duas semanas de perdas.

Liderando os ganhos nesta sexta-feira, o subíndice do setor financeiro do CSI300 saltou 3,9%, enquanto o índice de bancos ganhou 2,1%.

Os participantes do mercado podem estar esperando mais medidas fiscais para impulsionar a economia, disse Yan Kaiwen, analista do China Fortune Securities.

O iuan se firmou nesta sexta-feira, retomando a marcha contra o dólar e colocando a moeda no caminho da oitava semana seguida de ganhos.

Investidores compraram nesta sexta-feira 12,2 bilhões de iuanes (1,81 bilhão de dólares) em ações da China através do Stock Connect, que conecta a China a Hong Kong e permite acesso a estrangeiros ao mercado a ações-A, de acordo com a Refinitiv.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,18%, a 23.360 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,47%, a 24.455 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 2,07%, a 3.338 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 2,25%, a 4.737 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,26%, a 2.412 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,02%, a 12.875 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,12%, a 2.497 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,32%, a 5.864 pontos.

(Reportagem de Luoyan Liu e Andrew Galbraith)