Mercado fechará em 6 h 26 min

Índices da China ganham após dados fracos de comércio reforçarem esperanças de estímulo

Homem caminha pelas ruas de Tóquio

XANGAI (Reuters) - As ações da China encerraram em alta nesta segunda-feira, com dados fracos sobre o comércio doméstico reforçando as esperanças de mais estímulos de política monetária para reforçar a economia atingida pelo coronavírus.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 0,52%, enquanto o índice de Xangai teve alta de 0,24%.

O subíndice do setor financeiro avançou 0,55%, o de consumo teve alta de 0,35%, o setor imobiliário subiu 1,14% e o subíndice de saúde recuou 1,39%.

As exportações da China recuaram em maio, uma vez que o bloqueio global causado pelo coronavírus continuou devastando a demanda, enquanto uma queda mais acentuada do que a esperada nas importações apontou para uma pressão crescente sobre a indústria, à medida que o crescimento mundial para.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 1,37%, a 23.178 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,03%, a 24.776 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,24%, a 2.937 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,52%, a 4.021 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,11%, a 2.184 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 1,14%, a 11.610 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 1,65%, a 2.796 pontos.

. Em SYDNEY, o índice S&P/ASX 200 não teve operações.