Mercado abrirá em 3 h 8 min

Índices da China fecham em alta com queda nos casos de vírus e visita de Xi a Wuhan

XANGAI (Reuters) - Os índices acionários da China fecharam em alta nesta terça-feira já que os novos casos de coronavírus no país caíram e com a visita do presidente Xi Jinping ao epicentro do surto melhorando o sentimento.

Ao mesmo tempo, dados fracos levantaram expectativas de mais medidas para sustentar a economia.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, subiu 2,14%, com o subíndice do setor financeiro em alta de 1,66%, o de consumo ganhando 2,32%, o imobiliário subindo 1,2% e o de saúde avançando 0.67%.

O índice de Xangai teve alta de 1,82%, depois de oscilar entre ganhos e perdas na sessão. Apesar dos ganhos, o índice permanece em queda de mais de 2,5% ante as máximas da semana passada.

A primeira visita de Xi a Wuhan desde o início da epidemia segue-se a uma forte queda no número de novos casos na China continental na última semana, com 19 novas infecções na segunda-feira, ante 40 um dia antes.

Dados mostraram que os preços ao produtor da China voltaram a registrar deflação em fevereiro uma vez que a epidemia de coronavírus freou a atividade econômica, levantando a perspectiva de mais estímulo mesmo que a inflação ao consumidor tenha permanecido elevada devido aos altos custos dos alimentos.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,85%, a 19.867 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 1,41%, a 25.392 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 1,82%, a 2.996 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 2,14%, a 4.082 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,42%, a 1.962 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,24%, a 11.003 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 1,80%, a 2.832 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 3,11%, a 5.939 pontos.



(Reportagem de Andrew Galbraith)